Porto Velho (RO) terça-feira, 19 de março de 2019
×
Gente de Opinião

Cultura

EDUCAÇÃO: Mais de R$ 40 milhões são investidos na compra de ônibus escolares



O  transporte escolar em Rondônia tem sido prioridade para o estado. Em 2009, foram investidos R$ 31 milhões nesta área, entre convênios e contratos. E isso refletiu positivamente no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB), que mede a qualidade da educação. Rondônia é hoje o 3° estado da região norte com menor taxa de analfabetismo.

E esse resultado se deu pelos constantes investimentos que a Secretaria de Estado da Educação (Seduc), vem fazendo na Educação, seja capacitando seus educadores, direcionando profissionais a áreas de difícil acesso, investindo na merenda escolar, e principalmente no transporte. Este último tem recebido atenção especial, pois tem encurtado a distância entre o aluno e a escola.

Nesta perspectiva, a secretária da Seduc, Marli Cahulla, informou, esta semana que crianças e educadores da zona rural dos 52 municípios de Rondônia passarão a ir para a escola em ônibus novos, mais confortáveis e padronizados. Marli disse que já foi aprovado o projeto de lei que autoriza o Estado a contratar o financiamento junto ao Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). Serão adquiridos, em 2010, 200 novos ônibus, num investimento de 40 milhões e 600 mil reais. O objetivo é ampliar o acesso e a permanência na escola dos estudantes matriculados na educação básica da zona rural das redes estaduais e municipais que utilizam o transporte escolar público. “Isso vai garantir transporte mais seguro e de qualidade, contribuindo para a redução da evasão escolar”, ressaltou Marli.

A secretária explica que o governo federal lançou em 2007 o programa “Caminhos da Escola”, que tem como objetivo renovar e ampliar a frota de veículos de transporte escolar. Para isso disponibilizou uma linha de financiamento no valor de R$ 300 milhões por meio do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). Caberia aos estados aderirem ou não ao programa que pode se dar por três formas diferentes: com recursos próprios, bastando aderir ao pregão eletrônico; via convênio firmado com o FNDE; ou por meio de financiamento do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), que oferece linha de crédito especial para a aquisição de ônibus zero quilômetro e de embarcações novas.

Rondônia aderiu ao programa, e no último dia 7 de janeiro, a Seduc encaminhou ata de registro de preços do pregão eletrônico (n° 1°/2009) com financiamento junto ao BNDES. Nos próximos dias a Seduc deve anunciar o seguinte procedimento e quando fará a aquisição dos novos modelos e ainda quando estes ônibus já estarão circulando.

Modelos padronizados

Os ônibus terão, em todo o país, um modelo padrão. Eles vêm com especificações exclusivas, próprias para o transporte de estudantes, e adequados às condições de trafegabilidade das vias (estradas e rios) da zona rural rondoniense. Possuem porta pacotes para acomodar mochilas localizado embaixo das poltronas; poltronas tipo sofá, com encosto de cabeça alto, estofada e revestida em vinil lavável anti-deslizante, com pega-mão nas próprias poltronas; cinto de segurança em todas as poltronas e barra lateral de apoio e segurança junto as janelas nas poltronas reservadas aos estudantes com deficiência; o Foz Super do programa Caminho da Escola também possui bloqueador de ignição, que não permite ao usuário dar partida com veículo engatado; cada janela possui um limite em sua abertura evitando que alunos coloquem as cabeças para fora do ônibus; bloqueador de portas, impedindo a saída com porta aberta e a abertura com o veículo em movimento a mais de 5 Km/h; a cadeira de acessibilidade é guardada em local estrategicamente projetado junto a porta de embarque e desembarque.

Os veículos de todas as montadoras, específicos para este programa governamental, são ofertados em duas categorias: convencional e reforçado. Este último destina-se a terrenos difíceis, em especial áreas rurais. Os veículos devem seguir uma padronização regulada pelo Inmetro e atender aos dispositivos do Código de Trânsito Brasileiro.

Os ônibus são também equipados com bloqueio de diferencial, chassi mais alto e rodas mais próximas da frente e da traseira do veículo, para melhorar a trafegabilidade e facilitar a saída de atoleiros; possuem equipamentos de acessibilidade, com uma cadeira de rodas especial que poderá ser descida até o nível do solo para embarcar alunos com dificuldade de locomoção. Em função disso, a porta dos veículos são mais largas: o vão livre é de 95 cm, a fim de facilitar o manuseio da cadeira.

Fonte: A/I SEDUC

Mais Sobre Cultura

Nossos agradecimentos em sol maior para todos e todas que fizeram o Canta Mulher 2019

Nossos agradecimentos em sol maior para todos e todas que fizeram o Canta Mulher 2019

Sonhos de MarçoPorto de sons e sonhos...Em marçouma paisagem sonorade cantos...um cenário a partecenas se repartem ese juntam em melodiasdiferentesDe

FERROVIÁRIOS ELEGEM NOVA EXECUTIVA SOB PROMESSA GOVERNAMENTAL BOTAR O TREM PRA ANDAR

FERROVIÁRIOS ELEGEM NOVA EXECUTIVA SOB PROMESSA GOVERNAMENTAL BOTAR O TREM PRA ANDAR

Porto Velho, RONDÔNIA - Ainda sem local adequado para se instalar e funcionar como em décadas atrás, a nova diretoria da Associação dos Ferroviári

Projeto Sesc Mulher promove um mês inteiro de atividades alusivas ao Dia Internacional da Mulher

Projeto Sesc Mulher promove um mês inteiro de atividades alusivas ao Dia Internacional da Mulher

Em celebração ao Dia Internacional da Mulher (08 de março), o Sesc em todo o Brasil prepara diversas programações sociais. As atividades têm como

Agenda Cultural; Projeto Canta Mulher leva ao palco Show Musical “Sonho Meu”

Agenda Cultural; Projeto Canta Mulher leva ao palco Show Musical “Sonho Meu”

Numa homenagem a Dona Ivone Lara e outras divas do samba, o projeto Canta Mulher 2019, apresenta nos dias 07, 08 e 09 de março o Show Musical “Sonho