Porto Velho (RO) domingo, 21 de outubro de 2018
×
Gente de Opinião

Cultura

Dramaturgia rondoniense é destacada no CineOca



O Cineclube de Rondônia interage com o teatro na programação de setembro


Uma prostituta numa mesa de bar conversa sobre o cotidiano e as frustrações da profissão. A cena é do documentário “Taba, Querida Taba”, de Luiz Brito, atração de terça-feira, dia 15, às 20h, no CineOca. Neste mês de setembro, o cineclube exibe filmes relacionados ao teatro, como uma forma de homenagear os artistas do projeto Palco Giratório do Sesc, que promove apresentações teatrais durante todo o mês de setembro em Porto Velho.

A Taba

Apesar de ser um documentário sobre uma das casas noturnas mais antigas de Porto Velho, a Taba do Cacique, o documentário de Brito tem uma parte ficcional, na qual atores de Porto Velho, representam personagens típicos da cena noturna da capital. No elenco, a atriz Ângela Cavalcanti é destaque como a prostituta. Contracena com ela outro importante nome do teatro rondoniense, o ator Juruna, já morto. “Ele deixou sua marca na dramaturgia local”, declara o diretor. 

Desde a retomada da atividade cineclubista, em julho, com o filme “Patativa do Assaré, Ave Poesia”, exibido em circuito nacional, através do Conselho Nacional de Cineclubes, o CineOca tem mantido uma programação de qualidade, com temáticas escolhidas mensalmente. Em agosto, por exemplo, foram exibidos filmes que tiveram como fio condutor o tema “Narrativas, história e Memória”, todos com propostas de reflexão e debate após a sessão. 


Resistência


O cineclube é uma prática antiga, de resistência, mas nessa década, após um longo período de crise, ganha importância política e social. Tem papel de formar platéia e oferecer ao público a chance de acesso às obras que geralmente não chegam ao circuito convencional, como cinemas comerciais, dvds e redes de TV. O CineOca está inserido neste processo. Fundado informalmente em 2005 e registrado a partir de 2007, integra o Conselho Nacional de Cineclubes (CNC) e a campanha nacional em favor do público, que tem como lema:“os filmes são feitos para serem vistos”.

Nesta terça, 15, o CineOca privilegia a produção local com “Taba, querida Taba”, com a presença do diretor e de participantes da produção. O filme será exibido no CineSesc e a entrada é gratuita.

Programação de Setembro do CineOca:

dia 15: Taba, Querida Taba
dia 21: Nos Bastidores do Teatro
dia 29: Piaf, um hino ao Amor

Fonte: Malu Calixto

Mais Sobre Cultura

Wankabuki apresenta peça “À Margem” em três cidades de Rondônia

Wankabuki apresenta peça “À Margem” em três cidades de Rondônia

O Grupo de Teatro Wankabuki, de Vilhena (RO), realizará entre os dias 17 e 26 de outubro uma série de apresentações da peça “À Margem” nos municípios

Professor Aleks Palitot doa livros para escola municipal infantil

Professor Aleks Palitot doa livros para escola municipal infantil

Na tarde de quinta-feira (11), o Professor Aleks Palitot visitou a Escola Municipal de Educação Infantil Prof.ª Ronilza Cordeiro Afonso Dias, na Zona