Porto Velho (RO) sábado, 25 de janeiro de 2020
×
Gente de Opinião

Cultura

CIA BOI DE PIRANHA ENCERRA TEMPORADA


Durante a Segunda Guerra Mundial, mais de 60 mil nordestinos foram alistados compulsoriamente em um esforço de guerra brasileiro que os levaria a trocar a árida geografia do sertão pelas terras alagadas da Amazônia. A missão dos “soldados da borracha”, como ficaram conhecidos, era extrair o látex da seringueira para a produção da goma elástica que abasteceria os países aliados. Para alguns recrutas, no entanto, essa seria uma viagem sem volta: com o fim do conflito, eles foram entregues à própria sorte em uma terra estranha e os que sobreviveram só tiveram seus direitos assegurados muito tempo depois.CIA BOI DE PIRANHA ENCERRA TEMPORADA - Gente de Opinião

É esse contexto histórico e social de migração que serve como pano de fundo para o espetáculo “Boi de Piranha”, que estreou no dia 14, e ficou em cartaz, sempre às 20h, no Teatro 1 do Sesc Rondônia (av. Presidente Dutra, 4.175, Olaria). As duas últimas apresentações, desta primeira temporada, acontecem nos dias 28 e 29 de junho no mesmo horário e local.  A classificação indicativa é de 12 anos.

O espetáculo conta com a atuação dos atores Eules Lycaon, Gisele Stering e Ana Paula Venâncio. Com texto e direção de Francis Madson, a peça é uma realização da recém-criada companhia Boi de Piranha em parceria com a Soufflé de Bodó Company.

Segundo  Madson, o trabalho deu-se em pensar o estado de Rondônia, sua história, sua construção a partir de outros processos, não apenas os do Soldados da borracha, mas os processos que começaram no inicio  do século XX até os dias de hoje, após a construção das hidrelétricas. Esse fluxo de pensamento possibilitou o entendimento a partir dos soldados da borracha, mas, principalmente, do homem-vítima usado como manobra político-econômica para corresponder as necessidades de um estado ou federação atrás de progresso. 

Para a atriz Gisele Stering, é grande a satisfação em fazer parte deste trabalho, e afirma que sente-se orgulhosa em poder mostrar para o público um pouco da dura realidade vivenciadas pelos soldados da borracha e seus familiares. “Foi difícil conter a emoção e a grande felicidade em poder contar com a presença de alguns destes guerreiros na plateia, no dia da estreia”. Disse Gisele.

O ator Eules Lycaon agradece, o apoio e parceria de todos. “Em nome da Cia Boi de Pirnaha, agradecemos o apoio da Fecomércio/RO, Sesc/RO, O Imaginário, a imprensa local e principalmente o público que prestigiou nosso trabalho no decorrer desta temporada”

Mais Sobre Cultura

Orquestra Villa-Lobos de Porto Velho abre seleção para novos músicos voluntários e com bolsas de incentivo

Orquestra Villa-Lobos de Porto Velho abre seleção para novos músicos voluntários e com bolsas de incentivo

Aprovado pelo Ministério da Cidadania por meio da Lei Federal de Incentivo `Cultura e com o apoio do SICOOB, O Instituto Cultural Villa-Lobos de Port

Cultura popular em praça pública de Porto Velho

Cultura popular em praça pública de Porto Velho

Apaixonada pelas rimas, com dedicação à poesia e à prosa desde os 7 anos, a poetisa Maria de Nazaré Melo, 52 anos, não poupou elogios ao falar do proj

Porto Velho: apresentações culturais na Praça Getúlio Vargas são opções de lazer nesse fim de semana

Porto Velho: apresentações culturais na Praça Getúlio Vargas são opções de lazer nesse fim de semana

Com uma belíssima iluminação decorativa e apresentações culturais, a Praça Getúlio Vargas tornou-se um dos lugares mais visitados nesse fim de ano em

Noite em Homenagem ao Samba no SESC Esplanada

Noite em Homenagem ao Samba no SESC Esplanada

O Dia Nacional do Samba, foi comemorado em todo país na segunda-feira (02) e para celebrar a data com muita alegria e gingado, o que o ritmo proporcio