Porto Velho (RO) segunda-feira, 15 de outubro de 2018
×
Gente de Opinião

Cultura

Camargo Corrêa participa do Festival SESI Música


 
A empresa foi representada pelo eletricista Glauco Cardoso de Lima e o pintor letrista Aristóteles Santos Mota

Disseminar a cultura e promover novos talentos também é uma das prioridades da Camargo Corrêa, construtora da Usina Hidrelétrica Jirau. No último final de semana, a empresa participou da segunda edição do Festival SESI Música, evento promovido pelo Serviço Social da Indústria (SESI/RO). A Camargo Corrêa foi representada pelos colaboradores Glauco Cardoso de Lima (eletricista) e Aristóteles Santos Mota (pintor letrista), que ficaram entre os oito primeiros colocados. Camargo Corrêa participa do Festival SESI Música  - Gente de Opinião

As apresentações do Festival foram divididas em duas modalidades: interpretação e composição inédita. Lima chegou à semifinal com a interpretação da música “Pra sempre vou te amar” de Robson Monteiro e Mota alcançou a segunda colocação - na categoria música inédita - com a canção “Moleque”, um xote pé de serra, com letra e música de sua autoria. 

Na sexta-feira, os trabalhadores foram liberados de suas atividades pela Camargo Corrêa para que pudessem organizar os últimos detalhes de suas participações no Festival. A Camargo ofereceu todo o suporte necessário aos participantes, além de se colocar a disposição para outros atendimentos. 


Festival SESI Música


Realizado pelo segundo ano consecutivo, o Festival SESI Música - evento organizado pelo Serviço Social da Indústria (SESI/RO) – recebeu 23 inscrições de músicos de todo o Estado. O Festival aconteceu no último fim de semana e contou com a participação do cantor de pop rock nacional e MPB, Claudio Zoli e sua banda. O concurso foi dividido em duas categorias – interpretação e composição inédita. Os vencedores de cada modalidade irão representar Rondônia e seus municípios no Festival Nacional, que acontecerá em Brasília, no mês de novembro. 


Os músicos


Oriundo de Pimenta Bueno, Glauco Cardoso de Lima é deficiente auditivo e há seis meses trabalha na Camargo Corrêa. Apesar da deficiência, o eletricista – que gosta dos estilos, romântico, MPB e internacional - contabiliza um extenso histórico de conquistas em concursos musicais. Ao todo já são seis troféus e sete medalhas, além das diversas premiações em dinheiro. 

Já Aristóteles Santos Mota ou Dan Tota, como é conhecido no meio artístico, é formado em Gestão de Designer e há três meses trabalha na Camargo Corrêa, como pintor letrista. Ele já participou de outros festivais, mas disse que seu principal projeto é transformar lixo em arte. “O lixo da Camargo é muito rico em alumínio, zinco e plástico”, explica. Mota trabalha com material reciclável e já teve suas peças expostas em diversas exposições. 

Fonte: Ascom

Mais Sobre Cultura

Professor Aleks Palitot doa livros para escola municipal infantil

Professor Aleks Palitot doa livros para escola municipal infantil

Na tarde de quinta-feira (11), o Professor Aleks Palitot visitou a Escola Municipal de Educação Infantil Prof.ª Ronilza Cordeiro Afonso Dias, na Zona

SESC abre inscrições para exposição  e oficina de fotografia em Porto Velho

SESC abre inscrições para exposição e oficina de fotografia em Porto Velho

A exposição será realizada na rua Euclides da Cunha, com inscrições e impressões gratuitas no formato lambe-lambe

Cineamazônia participa do 1º Fórum Internacional de Festivais de Cinema de Ambiente em Portugal

Cineamazônia participa do 1º Fórum Internacional de Festivais de Cinema de Ambiente em Portugal

O Cineamazônia – Festival de Cinema Ambiental, realizado todos os anos em Porto Velho/RO, é um dos três festivais de cinema ambiental brasileiros e um