Porto Velho (RO) segunda-feira, 27 de janeiro de 2020
×
Gente de Opinião

Cultura

Artistas de Rondônia fazem performace na neve


   
Os artistas do Coletivo Madeirista de Rondônia tiveram uma experiência insólita durante sua viagem-prêmio à Itália: 

Artistas de Rondônia fazem performace na neve  - Gente de Opinião
Artistas de Rondônia fazem performace na neve  - Gente de Opinião
 Artistas de Rondônia fazem performace na neve  - Gente de Opinião


acostumados ao calor dos trópicos, enfrentaram uma nevasca que se abateu sobre o norte da Europa durante as últimas semanas, aproveitando a temperatura para fazer performances e intervenções em interação com a neve.

A viagem do grupo foi patrocinada pelo Ministério da Cultura através do Edital n° 02/2009 de Intercâmbio e Difusão Cultural para participação na 12ª Generative Art Conference, evento de caráter multidisciplinar que ocorreu de 14 a 17 de dezembro na Politécnica de Milão.

O evento reuniu teóricos e artistas de categoria internacional, que, durante três dias debateram sobre a temática da Generative Art, com ênfase em softwares e algoritmos generativos.

A nota diferencial foi dada pelo Coletivo Madeirista, que introduziu o conceito de "generative social code", ou seja, códido generativo social como instrumento de replicação artística.

A performance do grupo foi muito bem recebida por todos os presentes, alguns dos quais, doaram suas sombras que foram recortadas em papel cartão preto, inaugurando uma nova técnica dentro do Projeto Inventário das Sombras.

Após a explanação do conceito do Projeto pelo Coordenador do grupo Joesér Alvarez,auxiliado pela professora Elisabetta Romano (UFPB) como tradutora, foram distribuídos folders e dvds aos espectadores para que replicassem o conceito do projeto em seus locais de origem,o que, configurando assim, o código generativo social proposto. 

Além da participação dos artistas na Conferência, a viagem teve seualcance ampliado com a realização de performances, intervenções, registros em fotografia e vídeo nas cidades de Veneza, Florença e Pisa.

Durante o período de estadia do grupo, uma frente fria originária da Sibéria fez os termômetros cairem, desafiando os artistas rondonianos a enfrentar temperaturas negativas e sensações térmicas nunca dantes experenciadas,para deixar a marca da arte madeirista nas calçadas da Europa. 

Fonte: Joeser Alvarez

Mais Sobre Cultura

Orquestra Villa-Lobos de Porto Velho abre seleção para novos músicos voluntários e com bolsas de incentivo

Orquestra Villa-Lobos de Porto Velho abre seleção para novos músicos voluntários e com bolsas de incentivo

Aprovado pelo Ministério da Cidadania por meio da Lei Federal de Incentivo `Cultura e com o apoio do SICOOB, O Instituto Cultural Villa-Lobos de Port

Cultura popular em praça pública de Porto Velho

Cultura popular em praça pública de Porto Velho

Apaixonada pelas rimas, com dedicação à poesia e à prosa desde os 7 anos, a poetisa Maria de Nazaré Melo, 52 anos, não poupou elogios ao falar do proj

Porto Velho: apresentações culturais na Praça Getúlio Vargas são opções de lazer nesse fim de semana

Porto Velho: apresentações culturais na Praça Getúlio Vargas são opções de lazer nesse fim de semana

Com uma belíssima iluminação decorativa e apresentações culturais, a Praça Getúlio Vargas tornou-se um dos lugares mais visitados nesse fim de ano em

Noite em Homenagem ao Samba no SESC Esplanada

Noite em Homenagem ao Samba no SESC Esplanada

O Dia Nacional do Samba, foi comemorado em todo país na segunda-feira (02) e para celebrar a data com muita alegria e gingado, o que o ritmo proporcio