Porto Velho (RO) sábado, 18 de janeiro de 2020
×
Gente de Opinião

Cultura

Artesanato é valorizado em Rondônia e artesãos ganham benefícios após emissão de carteira pelo Governo


Gente de Opinião

O artesanato proporciona 50% de retorno em cima
da minha principal renda do funcionário público Luiz Alberto

A carteira nacional de artesanato em Rondônia é emitida pelo governo de Rondônia em parceria com o governo federal pelo Programa de Artesanato Brasileiro (PAB). Com a emissão da carteira, artesãos participam de feiras dentro e fora do estado. Além de ter a carteira como fonte de comprovação de renda.

Emitida gratuitamente, o documento isenta o artesãos do Imposto Sobre Circulação de Mercadorias e Prestação de Serviços (ICMS), e ainda oferece oportunidade para artesãos utilizarem o caminhão para transporte dos materiais nas feiras dentro de Rondônia e por outros estados do país.

Para emissão da carteira o artesão deve apresentar foto 3×4, cópias dos documentos pessoais RG, CPF, comprovante de endereço e realizar uma mostra de como faz o produto para um técnico da coordenadoria de artesanato da Superintendência da Juventude, Cultura, Esporte e Lazer (Sejucel), na coordenadoria de Artesanato na administração do Teatro Palácio das Artes, nas terças e quintas-feiras das 9h às 13h30. Depois de realizado o cadastro e emitida a carteira o artesão pode participar das feiras.

Até o segundo semestre de 2017, seis feiras foram realizadas. Para o superintendente da Sejucel, Rodnei Paes, é esperado que encerre o ano com realização de dez feiras. “Atualmente temos mais de mil artesãos cadastrados, sendo indígenas, ribeirinhos e em várias regiões do estado. Com a realização das feiras vamos impulsionar o trabalho artesanal dentro e fora do estado”, pondera.

Nos anos de 2015 e 2016, Rondônia se manteve líder no índice nacional de cadastro. Para coordenadora de artesanato Wéllida Sodré, o estado alcançou a liderança devido ao programa Sejucel Itinerante, onde realiza o cadastro nos municípios do interior do estado e nas áreas distantes dos centros urbanos.

ARTESÃO

Com olhar sempre empreendedor, Luiz Alberto Rodrigues é funcionário público em Porto Velho, e tem uma segunda fonte de renda pelo artesanato. Atualmente trabalha na confecção de loção para banho, com produção de sabonete, álcool em gel, sabonete de espuma, xampu, creme hidratante, sabonete em líquido e sais de banho.

Luiz conta que já trabalhou com costura e na produção de chocolate caseiro. Hoje, ele estuda técnicas para deixar seu trabalho mais atrativo. Luiz montou uma linha de produtos para o segmento floral, onde produz sabonetes com formas de flores e diferentes cores; linha de frutas, sabonetes com formatos de mamão, morango, abacate, pêra etc.

Para Luiz, a busca pela emissão da carteira é que pretende participar das feiras para dar reconhecimento para seu trabalho. “Hoje o artesanato me proporciona 50% de retorno em cima da minha principal renda. Com o reconhecimento que pretendo ter depois das feiras, quero trabalhar somente com o artesanato”, afirma.

Tendo como público alvo  as mulheres, os produtos são vendidos em diferentes épocas. Observando a necessidade das pessoas pela procura em época de nascimento de filhos, aniversário de 15 anos, crianças na busca pelos produtos, Luiz montou novas linhas com sabonetes em formato de robôs, brindes para bebês e quite para presentear debutantes. Com a inovação o artesão pretende ter lucro o ano inteiro e por diferentes públicos.


Fonte
Texto: Maximus Vargas
Fotos: Maximus Vargas
Secom - Governo de Rondônia

Mais Sobre Cultura

Orquestra Villa-Lobos de Porto Velho abre seleção para novos músicos voluntários e com bolsas de incentivo

Orquestra Villa-Lobos de Porto Velho abre seleção para novos músicos voluntários e com bolsas de incentivo

Aprovado pelo Ministério da Cidadania por meio da Lei Federal de Incentivo `Cultura e com o apoio do SICOOB, O Instituto Cultural Villa-Lobos de Port

Cultura popular em praça pública de Porto Velho

Cultura popular em praça pública de Porto Velho

Apaixonada pelas rimas, com dedicação à poesia e à prosa desde os 7 anos, a poetisa Maria de Nazaré Melo, 52 anos, não poupou elogios ao falar do proj

Porto Velho: apresentações culturais na Praça Getúlio Vargas são opções de lazer nesse fim de semana

Porto Velho: apresentações culturais na Praça Getúlio Vargas são opções de lazer nesse fim de semana

Com uma belíssima iluminação decorativa e apresentações culturais, a Praça Getúlio Vargas tornou-se um dos lugares mais visitados nesse fim de ano em

Noite em Homenagem ao Samba no SESC Esplanada

Noite em Homenagem ao Samba no SESC Esplanada

O Dia Nacional do Samba, foi comemorado em todo país na segunda-feira (02) e para celebrar a data com muita alegria e gingado, o que o ritmo proporcio