Porto Velho (RO) sábado, 17 de abril de 2021
×
Gente de Opinião

Cultura

Alunos do 4° ano da escola Ensina-me a Viver visitam exposição interativa na Fundação Cultural de Vilhena

A visita teve como objetivo proporcionar contato com a arte: peças de metal despertaram a curiosidade dos pequenos


OBRAS feitas em metal permitem interação do público com a arte: “A arte precisa ser acessível a todos”, diz presidente da Fundação - Gente de Opinião
OBRAS feitas em metal permitem interação do público com a arte: “A arte precisa ser acessível a todos”, diz presidente da Fundação

Os alunos da escola Ensina-me a Viver tiveram uma manhã bem diferente na última quinta-feira, na Fundação Cultural de Vilhena (FCV). Curiosos, os pequenos apreciaram as obras do artista Marcos de D’Sousa, organizadas na exposição FIM (Forma, Imagem e Movimento). Confeccionadas em metal, as peças representam formigas, pescadores, bailarinas, artífices e variados personagens que permitem a interação do público com o material.

 

“Tem um aluno na minha classe que tem algumas habilidades, principalmente com eletrônicos. Ele sempre junta sucatas e leva para a sala de aula, com isso resolvi mostrar pra ele e para toda a turma que esses materiais podem se transformar em arte. Meu objetivo com essa visita foi proporcionar um contato direto com as possibilidades artísticas”, explicou a professora, Polyana Spiewakowski, que acompanhou o grupo.

 

As esculturas em exposição são feitas de ferro e resina, construídas com materiais recicláveis de porcas, parafusos, peças de veículos e toda sorte de rejeitos de metal e sucata. “Aplico várias técnicas artísticas nas esculturas que promovem interação e surpresa em que vem à exposição. O objetivo é passar uma mensagem que leve todos à reflexão”, conta Marcos.

 

“Fico muito feliz em receber as crianças aqui na Fundação Cultural. É um momento em que podemos despertar a curiosidade e interesse dessas crianças. A arte precisa ser algo que todos tenham acesso”, ressaltou a presidente da FCV, Kátia Valléria.

 

A exposição está há cerca de duas semanas na galeria de artes da Fundação Cultural, localizada na esquina da avenida Tancredo Neves com a avenida Presidente Nasser. A entrada é franca e visitas de turmas escolares podem ser agendadas.

Galeria de Imagens

  • OBRAS feitas em metal permitem interação do público com a arte: “A arte precisa ser acessível a todos”, diz presidente da Fundação
    OBRAS feitas em metal permitem interação do público com a arte: “A arte precisa ser acessível a todos”, diz presidente da Fundação
  • OBRAS feitas em metal permitem interação do público com a arte: “A arte precisa ser acessível a todos”, diz presidente da Fundação
    OBRAS feitas em metal permitem interação do público com a arte: “A arte precisa ser acessível a todos”, diz presidente da Fundação

Mais Sobre Cultura

6° Sarau Infantil da Fada Inad contará com lançamento de livro e programação especial voltados ao público infantil

6° Sarau Infantil da Fada Inad contará com lançamento de livro e programação especial voltados ao público infantil

6° Sarau Infantil da Fada Inad contará com lançamento de livro e programação especial voltados ao público infantil A 6ª edição do Sarau infantil da pr

Nitro lança canção protesto contra a corrupção “Homens de Gravata”

Nitro lança canção protesto contra a corrupção “Homens de Gravata”

A banda rondoniense Nitro lança “Homens de Gravata” no dia 23 de abril nas plataformas digitais. A canção protesto contra a corrupção estreia em um

Ppkast #14 aborda o tema mulheres refugiadas e gastronomia

Ppkast #14 aborda o tema mulheres refugiadas e gastronomia

Na próxima sexta-feira, 09 de abril, o PPKast - podcast portovelhense produzido e apresentado por mulheres - destaca a situação de refugiadas,  que

Cerca de 400 pessoas assistem ao espetáculo Lete na primeira noite da programação especial do Casa em Cena no YouTube

Cerca de 400 pessoas assistem ao espetáculo Lete na primeira noite da programação especial do Casa em Cena no YouTube

Cerca de 400 pessoas assistiram a transmissão do espetáculo Lete, na primeira noite da programação especial do projeto Casa em Cena, contemplado pel