Porto Velho (RO) quarta-feira, 22 de janeiro de 2020
×
Gente de Opinião

Cultura

Academia Jovem Concertante realiza turnê


Vinte e um jovens entre 16 e 26 anos, oriundos de escolas de músicas e projetos de inclusão social, foram selecionados para realizar a primeira turnê da Academia Jovem Concertante, projeto idealizado pela pianista Simone Leitão com o objetivo de dar oportunidade a jovens músicos de se desenvolver na carreira musical por meio da experiência em um conjunto orquestral. Com direção artística da própria Simone e direção musical do violinista Daniel Guedes, a Academia Jovem Concertante fará sua estreia no dia 31 de outubro, com uma apresentação no Espaço Tom Jobim, no Rio de Janeiro. Em seguida, os músicos seguem em turnê por mais seis cidades brasileiras: Salvador (BA), Natal (RN), Porto Velho (RO), Paranaíta (MT), Recife (PE) e Rio Grande (RS).

Em cada cidade visitada, haverá também concertos de câmara didáticos em espaços alternativos, como escolas públicas, hospitais e presídios. O valor arrecadado com a venda dos ingressos nos concertos pagos será revertido para a compra de acessórios para os instrumentos dos próprios integrantes do grupo. Os jovens também receberão uma bolsa auxílio, além de ter passagem aérea, hospedagem e ensaios custeados pelo projeto. O patrocínio é da Alstom, Neoenergia e Odebrecht Energia.

Para Simone Leitão, a história do projeto vai além de criar um novo público para a música clássica. “Queremos fazer com que a profissão de músico seja repensada no novo momento que o país vive. Queremos que os músicos busquem criatividade, que sejam protagonistas, façam sua história e participem do momento de amplificação do público”, afirma.

Segundo Simone, o projeto se chama Academia porque há uma preparação artística e psicológica, focada na performance dos jovens. A organização entrou em contato com diretores de vários projetos de excelência, que usam a música como ferramenta de cidadania, para que indicassem jovens talentos. O grupo reúne músicos de oito estados, oriundos de cidades grandes e do interior. “Buscamos mostrar bem a cara do Brasil, mas o fator determinante sempre foi a excelência dos músicos e a seriedade com que encaram a profissão”, destaca Simone.

O repertório dos concertos será formado pelo Prelúdio das Bachianas Brasileiras nº 4, de Villa-Lobos; o Concerto nº 1 em ré menor para piano e cordas, de Bach, em que Simone Leitão será a solista; a Sinfonia nº 29 em lá Maior, de Mozart; o Concertino para violino e orquestra de câmara, de Guerra-Peixe, que terá Daniel Guedes como solista; e por Eu sei que vou te amar, de Tom Jobim e Vinicius de Moraes, que ganhou arranjo especial de Wagner Tiso e terá participação de Simone Leitão. Além de se apresentar como solista, o violinista Daniel Guedes também vai reger o grupo.

“A Academia Jovem Concertante é um projeto desafiador, que dará oportunidade a pessoas que representam o futuro da música em nosso país de se apresentarem em uma orquestra jovem e versátil, levando a música de nossos principais compositores e de grandes nomes da música clássica para diversas partes do Brasil”, afirma Daniel Guedes. “Eles passarão pela experiência de vivenciar o mundo profissional da música e, ao mesmo tempo, levar sua arte ao público, seja ele o dos teatros e salas de concerto ou o das comunidades que receberão os concertos didáticos", completa o violinista.

 

REPERTÓRIO

Concertos Principais

J.S.Bach - Concerto nº1 em ré menor para piano e cordas BWV1052 (solista: Simone Leitão)

César Guerra-Peixe – Concertino para violino e orquestra de câmara (solista: Daniel Guedes)

H.Villa-Lobos – Prelúdio da Bachianas Brasileiras nº4

W.A.Mozart – Sinfonia nº 29 em lá maior

Tom Jobim / Vinicius de Moraes – Eu sei que vou te amar (arranjos: Wagner Tiso)

 

Concertos Didáticos

W.A.Mozart - Eine Kleine Nachtmusik

W.A.Mozart - Quarteto para flauta e cordas em ré maior

R. R. Bennett - Conversations for 2 oboes

H. Villa-Lobos - Quarteto nº 1 para cordas

Entre outras

Obs: haverá um revezamento entre as obras e os intérpretes nos concertos didáticos.

 

APRESENTAÇÕES: 

RIO DE JANEIRO (RJ)

Data: 31 de outubro (quarta-feira)

Horário: 20h30m

Local: Espaço Tom Jobim

Endereço: Rua Jardim Botânico 1.008 – Jardim Botânico

Telefone: (21) 2274-7012

Capacidade: 400 lugares

Classificação: Livre

Ingresso: R$ 20

  

SALVADOR (BA)

Data: 1º de novembro (quinta-feira)

Horário: 20h30

Local: Teatro Jorge Amado

Endereço: Av. Manoel Dias da Silva 2.177 – Pituba

Telefone: (71) 3525-9708

Capacidade: 418 lugares

Entrada franca

 

NATAL (RN)

Data: 4 de novembro (domingo)

Horário: 16h

Local: Parque das Dunas

Endereço: Av. Alexandrino de Alencar s/n - Tirol

Telefone: (84) 3201-3985

Capacidade: 300 pessoas sentadas

Entrada franca

 

RECIFE (PE)

Data: 6 de novembro (terça-feira)

Horário: 19h

Local: Teatro Barreto Júnior

Endereço: Rua Estudante Jeremias Bastos – Pina

Capacidade: 332 lugares

Telefone: (81) 3355-6398

Entrada franca

 

PARANAÍTA (MT)

Data: 8 de novembro (quinta-feira)

Horário: 19h

Local: Câmara Municipal dos Vereadores

Endereço: Rua Alceu Rossi 186

Telefone: (66) 3563-1101

Capacidade: 150 lugares

Entrada franca

 

PARANAÍTA (MT)

Data: 9 de novembro (sexta-feira)

Horário: 20h

Local: Usina Hidrelétrica (UHE) Teles Pires

Endereço: Fazenda Rosa Branca, Gleba Mandacaru – Zona Rural

Entrada franca

 

PORTO VELHO (RO)

Data: 11 de novembro (domingo)

Horário: 20h30

Local: SESC Rondônia

Endereço: Av. Presidente Dutra 4.175 – Olaria Porto Velho

Telefone: (69) 3229-5882, ramal 239

Capacidade: 250 lugares

Entrada franca

 

RIO GRANDE (RS)

Data: 13 de novembro (3ª. feira)

Horário: 20h

Local: Teatro Municipal de Rio Grande

Endereço: Av. Major Carlos Pinto 312

Telefone: (53) 3233-4339

Capacidade: 400 lugares

Entrada franca

 

Sobre Simone Leitão– Doutora em Piano Performance e História da Música pela University of Miami, Mestre pela Norges Musikkhögskole (Academia de Música da Noruega, Oslo) e Bacharelado em Música pela Uni-Rio. Especialista nas obras para piano e orquestra de Villa-Lobos, estudou com Ivan Davis (aluno de Vladimir Horowitz). No Brasil foi orientada por Linda Bustani e Homero Magalhães; na Europa por Geir Braaten e Christine Paraschos.

Fundadora e diretora artística da Brasil Classical (desde 2009) e da Semana Internacional de Música de Câmara do Rio, além da Academia Jovem Concertante, ela é entusiasta da novo momento que a música de concerto e a educação musical vivem no Brasil do século XXI.Reconhecida intérprete de Bach, Prokofiev, Rachmaninoff e compositores das Américas, Simone Leitão já se apresentou como solista de orquestras como a Miami Symphony e em teatros como Carnegie Hall, Knight Concert Hall, Gusman Hall, Sala São Paulo, Linderman Saal, Gewandhaus zu Leipzig e Sala Cecília Meireles. Em março desse ano fez seu debut no Carnegie Hall e em abril também fez seu debut na BBC Radio 3, onde lançou seu CD solo pela MSR Classics em Londres. Já colaborou com maestros como Ricardo Castro, Eduardo Marturet, Luiz Fernando Malheiro, Guilherme Bernstein.

Sobre Daniel Guedes– Violinista, estudou em Londres com Detlef Hahn na Guildhall School of Music. Posteriormente cursou bacharelado e mestrado na Manhattan School of Music de Nova York, na classe de Pinchas Zukerman e Patinka Kopec no Pinchas Zukerman Performance Program. Estudou música de câmera com Sylvia Rosenberg, Isidore Cohen e Arnold Steinhardt. Foi vencedor dos concursos Jovens Concertistas Brasileiros (1991), Bergen Philharmonic Competition (1998) e Waldo Mayo Memorial Award (2000), prêmio este que lhe valeu seu concerto de estréia no Carnegie Hall de Nova York tocando o Concerto n°1 de Max Bruch.

Tem atuado como recitalista, camerista e solista das principais orquestras brasileiras e também nos EUA, Canadá, Inglaterra, Noruega e América do Sul. Como solista tocou

sob as batutas de maestros como: Pinchas Zukerman, Isaac Karabtchevsky, Irwin Hoffman, Lior Shambadal, Roberto Minczuk, Luiz Gustavo Petri, Silvio Barbato, Roberto Tibiriçá, entre outros. Gravou o concertino de Guerra-Peixe com a OSB em 2003 e o concerto de Henrique Oswald com Isaac Karabtchevsky. Como regente tem atuado frente a Orquestra de Câmara do Conservatório Brasileiro de Música, Camerata da Universidade de Brasília, Camerata Brasílica da Paraíba, Orquestra Sinfônica da Bahia, Orquestra de Câmara de Curitiba e Orquestra Sinfônica da USP. É professor da Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Sobre os patrocinadores

Alstom

A Alstom é líder global em infraestrutura ferroviária e geração e transmissão de energia, e está na vanguarda de tecnologias inovadoras e amigáveis ao meio ambiente. A Alstom constrói o trem mais rápido e o metrô automatizado de maior capacidade do mundo, fornece soluções de usinas integradas turnkey e serviços associados para uma ampla gama de fontes de energia, incluindo hidrelétrica, nuclear, a gás, carvão e eólica, e oferece várias soluções para transmissão de energia, com foco em redes inteligentes. O Grupo tem 92.000 funcionários em cerca de 100 países. O Grupo registrou vendas de €20 bilhões e recebeu aproximadamente €22 bilhões em pedidos em 2011/12.

Neoenergia

O Grupo Neoenergia é o terceiro maior investidor privado do setor elétrico brasileiro, com investimentos de R$ 20,4 bilhões desde a sua constituição, em 1997, até 2011. Formado por 26 empresas em 12 estados, com mais de 5 mil colaboradores diretos e quase 20 mil prestadores de serviços. Atua em toda a cadeia de energia: geração, transmissão, comercialização e distribuição. Suas distribuidoras Celpe (Pernambuco), Coelba (Bahia) e Cosern (Rio Grande do Norte) contam com 9,5 milhões de unidades consumidoras. Na geração, possui capacidade instalada de aproximadamente 1.553 megawatts (MW) e deve chegar 4.050 MW até 2019.


Odebrecht Energia

A Odebrecht Energia foi criada em 2011 para investir e operar ativos no segmento de geração de energia. A empresa já acumula mais de 1.400 MW de potência instalada em projetos em operação e em instalação na América Latina. Em sua carteira de ativos, a Odebrecht Energia possui usinas hidrelétricas, parques eólicos, usinas solares, além de desenvolver projetos de biomassa e de Pequenas Centrais Hidrelétricas.

 Fonte: José Carlos Sá
 

Mais Sobre Cultura

Orquestra Villa-Lobos de Porto Velho abre seleção para novos músicos voluntários e com bolsas de incentivo

Orquestra Villa-Lobos de Porto Velho abre seleção para novos músicos voluntários e com bolsas de incentivo

Aprovado pelo Ministério da Cidadania por meio da Lei Federal de Incentivo `Cultura e com o apoio do SICOOB, O Instituto Cultural Villa-Lobos de Port

Cultura popular em praça pública de Porto Velho

Cultura popular em praça pública de Porto Velho

Apaixonada pelas rimas, com dedicação à poesia e à prosa desde os 7 anos, a poetisa Maria de Nazaré Melo, 52 anos, não poupou elogios ao falar do proj

Porto Velho: apresentações culturais na Praça Getúlio Vargas são opções de lazer nesse fim de semana

Porto Velho: apresentações culturais na Praça Getúlio Vargas são opções de lazer nesse fim de semana

Com uma belíssima iluminação decorativa e apresentações culturais, a Praça Getúlio Vargas tornou-se um dos lugares mais visitados nesse fim de ano em

Noite em Homenagem ao Samba no SESC Esplanada

Noite em Homenagem ao Samba no SESC Esplanada

O Dia Nacional do Samba, foi comemorado em todo país na segunda-feira (02) e para celebrar a data com muita alegria e gingado, o que o ritmo proporcio