Porto Velho (RO) sábado, 26 de maio de 2018
×
Gente de Opinião

Yêdda Pinheiro Borzacov

35 ANOS DE INSTALAÇÃO DO ESTADO


* Yêdda Pinheiro Borzacov
 

Com a presença de pessoas conhecedoras da História de Rondônia, ocorreu dia 4 do corrente mês, um ato cívico para comemorar os 35 anos de instalação do Estado, no Memorial Jorge Teixeira de Oliveira.

O professor Gabriel da Silva Santos, lembrou a figura do artífice da criação do Estado, Jorge Teixeira de Oliveira, sempre cumprindo o seu lema: “Trabalho, Trabalho, Trabalho”, legando durante os 5 anos como governador do Território e do Estado, marcas indestrutíveis do seu trabalho pelo progresso de Rondônia.

Reproduzimos o anúncio de falecimento do Teixeirão, divulgado pela Oana Publicidade:
 

PERDEMOS UM HOMEM CHAMADO TRABALHO

Estamos um pouco órfãos.

Deixou a vida um homem chamado trabalho.

Empreendedor, corajoso, até polêmico, ele nunca foi homem de meias palavras ou meias ações.

Era tudo ou nada, mas sua obstinação nunca foi gratuita.

O que conseguiu realizar foi fruto de muito trabalho e força de vontade. Coisa que sempre teve de sobra.

Assim foi como militar. Um homem de levar a fim sua missão.

Fundou o Colégio Militar de Manaus. Fundou o CIGS.

O Coronel “full” — primeiro paraquedista brasileiro a saltar de um avião a jato.

Prestigiou o esporte. Onde podia, construía um ginásio.

Como Prefeito de Manaus deixou uma longa lista de realizações. No entanto, já com os cabelos brancos e amadurecido na vida pública, foi em Rondônia que fez nascer uma Estrela: o mais novo Estado da Federação.

Como seu primeiro Governador criou o Banco do Estado, a Universidade, o Tribunal de Contas, a Cia. de Mineração. Conseguiu a construção da Hidrelétrica de Samuel e o asfaltamento da BR-364. Fez surgir novos municípios. Criou secretarias e realizou eleições.

Estruturou um Estado.

A Oana sente o maior orgulho de ter trabalhado ao seu lado. Quando Rondônia tornou-se Estado, mandamos a ele o seguinte telex:

“O homem que trabalha sempre alcança a vitória, porque é abençoado por Deus.

E quando esse trabalho é realizado com amor e honestidade, a vitória vem com sabor de eternidade. O senhor, Governador, acaba de entrar para a História, com todas as honras. O seu nome estará ligado a tudo que disser respeito à Amazônia e a Rondônia, particularmente (...). O senhor, Governador, (...) modificou a História e, principalmente, a Geografia deste País. Pense só, Governador, quantas crianças irão dizer, em suas aulas, que Rondônia é o 23.º Estado da União e que o seu primeiro Governador foi o Coronel Jorge Teixeira de Oliveira. E um nome, quando é recordado pelas crianças, é imortal. Nunca terá idade. (...)”

Jamais esqueceremos Jorge Teixeira de Oliveira. Um homem chamado trabalho.

Oana Publicidade

Durante a emocionante solenidade, lembramos algumas frases do inesquecível Teixeirão:

“É mais uma missão a cumprir. Para alguns se afigura difícil, a mim não, gosto que haja dificuldade em minha vida, pois quero e espero superá-los. Sem obstáculos não haveria nem esforço, nem luta e a vida seria insipida”. Trecho do discurso de posse como governador do Território Federal de Rondônia – 10/4/1979.

“Ninguém vai parar o progresso de Rondônia”. Entrevista para o jornal “O Globo”, dia 13/9/1984.

“No nascimento deste novo Estado, olhamos para trás e nos damos conta de que Rondônia se fez de mãos calejadas, de corpos suados e poeirentos do divino trabalho da Terra. Não é fruto elaborado por uma elite privilegiada. Lavradores e doutores, caminhoneiros e técnicos, comerciantes e artesãos, civis e militares, religiosos e leigos, confundem-se todos nesta paisagem humana, dinâmica e idealista, que se espalha, vertiginosamente, por esta região do Brasil”. 1º/4/1982 – trecho do discurso como 1º Governador do Estado de Rondônia.

“Este patrimônio histórico – a Estrada de Ferro Madeira-Mamoré –, que é mais de vocês que meu, embora hoje eu também a tenha no meu coração porque como brasileiro conheço a sua História, temos a honra de inaugurar o 1º trecho reativado compreendido entre Porto Velho/Santo Antônio e o Museu Ferroviário, recomendo sua preservação. Não haverá desenvolvimento harmonioso do Estado sem a preservação da sua cultura”. 5/5/1982 – trecho do discurso na Estrada de Ferro Madeira-Mamoré.

O prédio do Memorial Jorge Teixeira foi instalado na antiga residência oficial dos governadores do Território e Estado, por Lei da Assembleia Legislativa, homologada pelo governador José de Abreu Bianco, possuindo acervo de 350 peças, entre objetos pessoais do ex-governador, mapas, jornais, revistas, fotos e documentos que registram a elevação do Território a Estado.

Que outra forma haverá de assumir-se compromisso com o futuro, senão nas lições do passado? São lembranças que reforçam o nosso ânimo e nos fornecem elementos para reflexões que, sem dúvida, nos conduzem o caminhar pela retomada da trilha aberta por pioneiros como Cândido Mariano da Silva Rondon e Aluízio Pinheiro Ferreira e alargado pelo administrador público Jorge Teixeira de Oliveira.

* Yêdda Pinheiro Borzacov, da Academia de Letras de Rondônia, do Instituto Histórico e Geográfico de Rondônia, vice-presidente do Memorial Jorge Teixeira, da Academia Histórica Militar Príncipe da Beira, colunista do site Gente de Opinião e do jornal Alto Madeira.

35 ANOS DE INSTALAÇÃO DO ESTADO - Gente de Opinião

Jorge Teixeira de Oliveira em passeio na EFMM. Foto: Rosinaldo Machado / Governo de Rondônia

* O conteúdo opinativo acima é de inteira responsabilidade do colaborador e titular desta coluna. O Portal Gente de Opinião não tem responsabilidade legal pela "OPINIÃO", que é exclusiva do autor.

Mais Sobre Yêdda Pinheiro Borzacov

BAILE DE GALA EM PORTO VELHO - Por Yêdda Pinheiro Borzacov

BAILE DE GALA EM PORTO VELHO - Por Yêdda Pinheiro Borzacov

* Yêdda Pinheiro Borzacov Amando a saudade, ela não machuca Associando-me às homenagens merecidamente prestadas à Loja Maçônica União e Perseverança,

EVOCAÇÃO DE PORTO VELHO - Por Yêdda Pinheiro Borzacov

EVOCAÇÃO DE PORTO VELHO - Por Yêdda Pinheiro Borzacov

  EVOCAÇÃO DE PORTO VELHO   * Yêdda Pinheiro Borzacov   Amando a saudade, ela não machuca   Quando me proponho a escrever sobre Porto Velho, o primeir

IGARAPÉ DAS PEDRINHAS - Por Yêdda Pinheiro Borzacov

IGARAPÉ DAS PEDRINHAS - Por Yêdda Pinheiro Borzacov

Um olhar no tempo de ontem leva-me às margens do igarapé das Pedrinhas, manancial de águas que fez parte da infância da gurizada moradora dos bairros

UNIÃO E PERSEVERANÇA CEM ANOS DE HISTÓRIA - Yêdda Pinheiro Borzacov

UNIÃO E PERSEVERANÇA CEM ANOS DE HISTÓRIA - Yêdda Pinheiro Borzacov

AUG: CRUZ DA PERFEIÇÃO MAÇÔNICA R\L\S\: UNIÃO E PERSEVERANÇA, Nº 947 CEM ANOS DE HISTÓRIA (1918-2018) * Yêdda Pinheiro Borzacov AUG: Cruz da Perfeição