Porto Velho (RO) terça-feira, 20 de outubro de 2020
×
Gente de Opinião

RaiKa Fabíolla

Tarcizinho: Meu primeiro amor materno - Prof.ª Raika


 

Há 18 anos fomos presenteados por um ser tão pequenino

Fruto do amor de dois jovens imaturos, mas que se amavam loucamente

Talvez por um descuido ou por forças divinas geraram uma bela criança

Esse ser que aos poucos foi mudando nosso destino literalmente

O tempo foi passando, a cada dia uma nova gracinha

Os pais, tios e avós “abobalhados” riam e se admiravam do quão esperto era esse garotinho

Mas, quando chamou “titia” pela primeira vez, eis que o encantamento se tornou ainda maior

Pense numa tia cheia de felicidade ao achar o gesto tão bonitinho!

O amor era tão intenso, que a vontade de estar ao seu lado,

Levando-o para passear na praça, no parque, nos clubes, era uma constante

Pois fazê-lo feliz e desfrutar de sua companhia era algo deveras prazeroso

Sempre com um sorriso lindo e gestos apaixonantes.

Mas uma vez fui presenteada e agraciada

Tornei-me sua tia madrinha e por ti nutri um amor incondicional

Como dizem madrinha é uma segunda mãe

Na verdade sempre tomei para mim este posto, já que você sempre foi um ser muito especial

“Mãe” que mesmo distante procurava saber de seus passos

Já que por graça do destino e atitudes imaturas de seu pai você foi para longe de nós

Porem nossos laços continuaram fortes e o amor prevaleceu

Acompanhamos seu desenvolvimento a distância através de sua voz

Voz de uma criança frágil porem cercada de amor

Amor imortal, inexplicável, incontrolável

Criança linda que aos poucos foi tomando forma de homem

Homem lindo, cheio de sonhos, respeitoso, amoroso, encantador e admirável

Meu primeiro amor materno

Amor que não precisa de explicação, posto que possui uma base sólida

Te amo indistintamente, te desejo tudo de mais lindo que a vida tenha a te oferecer

Que tuas escolhas sejam guiadas pela luz divina e razões cálidas

* O conteúdo opinativo acima é de inteira responsabilidade do colaborador e titular desta coluna. O Portal Gente de Opinião não tem responsabilidade legal pela "OPINIÃO", que é exclusiva do autor.

Mais Sobre RaiKa Fabíolla

O sol e a lua

O sol e a lua

O sol e a lua Não se pode desfrutar do sol e da lua ao mesmo tempo há que se escolher como desfrutar de cada um de modo que a satisfação seja sentida

Como é bom ser criança

Como é bom ser criança

(adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({}); (adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({}); Muitos dizem que criança não tem compromissos, q

QUEM É VOCÊ?

QUEM É VOCÊ?

(adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({}); (adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({}); QUEM É VOCÊ? Você é o meu alfa e meu ômega Meu a

O tempo - Por RaiKa Fabíolla

O tempo - Por RaiKa Fabíolla

Para Charles Chaplin “o tempo é o melhor autor; sempre encontra um final perfeito”. Esse tempo nos ensina a entender que para tudo existe uma explicaç