Porto Velho (RO) sexta-feira, 3 de julho de 2020
×
Gente de Opinião

RaiKa Fabíolla

O tempo - Por RaiKa Fabíolla



Para Charles Chaplin “o tempo é o melhor autor; sempre encontra um final perfeito”. Esse tempo nos ensina a entender que para tudo existe uma explicação; que precisamos ter paciência e sabedoria para enxergar além do que nos é mostrado; que devemos procurar entender porque as coisas mudam de forma tão rápida, sem ao menos termos tempo de perceber que fomos, talvez, os causadores para tais situações; que dá respostas e ao mesmo tempo causa inquietações quando tentamos entender porque em raros momentos a lua e o sol se encontram, já que passam a maior parte do tempo separados, porém,  cada um exercendo o seu papel com tamanha magnitude.

Esse mesmo tempo que nos angustia a espera de algo é dito também por Chaplin como a “Insônia da eternidade” e justamente é o que sentem os amantes quando estão ansiosos esperando por seu amor. A eternidade da espera, do acalento, da calmaria que de segundo em segundo parecem nunca chegar. Mas, que nos momentos de prazer os segundos passam tão rápidos para deixar na eternidade as lembranças causadas nos momentos de euforia.

Ele acalma nossos corações cedendo lugar a esperança de que algo novo chegará, porém junto traz a incerteza de que dependendo da receptividade, poderá ser bom ou ruim. E eis que surgem indagações; será que estamos preparados para receber as novidades? Será que temos maturidade para entender que o tempo sozinho não traz soluções? Será que estamos tão mergulhados em nossos individualismos que não conseguimos perceber que pedimos mais a Deus do que agradecemos?

Para cada situação, o tempo nos ajudou a acomodá-las, e em cada minuto constantes nos 365 (trezentos e sessenta e cinco) dias do ano, aprendemos que nada acontece por acaso e que para tudo deve existir uma explicação. Nem sempre será a que nos agrade, mas que de alguma forma despertará em nós os sentidos necessários para compreendê-la.

O velho que muito nos fez rir ou chorar abre espaço para um novo ciclo que pode significar o nascimento da prosperidade, da esperança, da renovação, da caridade, da fraternidade, da resiliência, da gratidão, da paz, da união, da harmonia, da sabedoria, do respeito, da dignidade, entre outras coisas, mas acima de tudo, da fé em Deus e com ele no coração todos seremos capazes de conquistar nossos objetivos, sendo perseverantes e conscientes de que somos agentes de nossa própria mudança e que, portanto poderemos contribuir para uma sociedade melhor.

Assim nos despedimos de 2016, um ano marcado por muitos acontecimentos, positivos e negativos que causaram grandes impactos em todos os setores e, por conseguinte em todas as pessoas. Mas que serviram também de alerta para mostrar que precisamos continuar unindo forças para que 2017 seja diferente, que as ações na política, na economia, na saúde, na educação, etc., ocorram em prol do povo.

Que o tempo, seja favorável para que em 2017, possamos refletir sobre o que de ruim aconteceu em 2016, tirando proveito e tomando decisões para corrigir erros. E o que de bom aconteceu que sirva de alicerce para mantermos a capacidade e o discernimento necessários para continuar em busca da superação.

Então, que o seu tempo lhe permita compreender os desígnios de Deus em sua vida, pois o nosso destino está traçado, mas muitas vezes nos perdemos no tempo e seguimos em outra direção.

* O conteúdo opinativo acima é de inteira responsabilidade do colaborador e titular desta coluna. O Portal Gente de Opinião não tem responsabilidade legal pela "OPINIÃO", que é exclusiva do autor.

Mais Sobre RaiKa Fabíolla

O sol e a lua

O sol e a lua

O sol e a lua Não se pode desfrutar do sol e da lua ao mesmo tempo há que se escolher como desfrutar de cada um de modo que a satisfação seja sentida

Tarcizinho: Meu primeiro amor materno - Prof.ª Raika

Tarcizinho: Meu primeiro amor materno - Prof.ª Raika

(adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({}); (adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({});   Há 18 anos fomos presenteados por um ser tão p

Como é bom ser criança

Como é bom ser criança

(adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({}); (adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({}); Muitos dizem que criança não tem compromissos, q

QUEM É VOCÊ?

QUEM É VOCÊ?

(adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({}); (adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({}); QUEM É VOCÊ? Você é o meu alfa e meu ômega Meu a