Porto Velho (RO) quinta-feira, 27 de junho de 2019
×
Gente de Opinião

Paulo Saldanha

CRÔNICAS GUAJARAMIRENSES - 5


 
                                            
“Yes”, nós também temos celebridades

  
O Estado do Acre entregou ao País diversos talentos que se sobressaíram no cenário nacional. Refiro-me ao médico Adib Jatene, jornalista Armando Nogueira, a dramaturga Glória Perez, humorista José Vasconcelos, esportista Carlão (do Voleibol), ex-ministro e Senador Jarbas Passarinho, poeta J. G. Araújo Jorge, médico e político Enéas, a Senadora Marina Silva e, entre outros, ao ambientalista assassinado Chico Mendes.
   
Em Rondônia, numa escala menor, temos alguns vultos que nos inflam o peito de orgulho: O Aldenir Chaves Paraguassu, o Manoel Malheiros Tourinho, o Rubens Borges da Silva (Rubinho) e Euderson Kang Tourinho, estes originários de Porto Velho, que brilham no azul do Brasil.
   
O Aldenir é arquiteto, exerceu diversas funções públicas em Brasília, inclusive no antigo Ministério do Interior, quando pôde auxiliar o estado onde nasceu; O Manoel Tourinho, é engenheiro agrônomo, PhD e cumpriu diversos mandatos como Diretor Técnico do Departamento de Extensão Rural da CEPLAC, Diretor da Embrapa, além de ter sido professor da Universidade Rural do Pará e, na condição de reitor, acabou promovendo, com o aproveitamento da URP, a implantação da UFRA (Universidade Rural da Amazônia); o Rubinho, outro talento raro, é geólogo, PhD, tendo atuado no IPT, onde se destacou com brilhantismo, em função da respeitabilidade alcançada por sua proficiente formação profissional; O Euderson Tourinho, médico radiologista, PhD, professor da UERJ, membro do Colégio de Cirurgiões e Presidente do Conselho de Radiologia do Rio de Janeiro, além de ser membro da Academia de Medicina do Rio de Janeiro.
                               
Guajará-Mirim, não fugindo à regra, evoluiu na sua capacidade de provedora de talentos para cuidarem da nação, noutras plagas e pôde autopremiar-se neste chão com Lauro Morhy, o José Aníbal, Hamilton Casara, Carlos Ghosn e a mulher Alzira Ewerton. É evidente que outras figuras brilharam ou estão brilhando no firmamento tupiniquim, honrando os nomes de suas famílias e a terra que lhes serviu de berço. Todavia, estas figuras citadas ultrapassaram com galhardia os limites que, em tese, se antepunham, em face de terem nascido no outro lado da Geografia, mas conquistaram espaços nacionais, para gáudio de tantas quantos só pensamentos positivos elevam à Deus e ao próximo.
        
O Lauro Morhy, para nós, sempre o Laurinho, filho do senhor Omar Morhy e dona Iaiá, graduou-se em Química, venceu um mestrado e doutorou-se na sua especialização, sagrando-se, depois, Reitor da Universidade Nacional de Brasília, onde manteve fecundo mandato, com conquistas gerenciais que levaram uma gama enorme de benefícios para aquela Instituição. Hoje é membro Conselheiro da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência-SBPC.
         
O nosso José Anibal Peres de Pontes, filho do senhor Aníbal Gastão de Pontes e dona Manoelita, conquistou um prestígio político muito grande no Estado de São Paulo, onde foi Vereador com estrondosa votação; foi Secretário estadual de Ciência, Tecnologia e Desenvolvimento, com ação eficiente e eficaz e já exerce pela segunda vez, um mandato como Deputado Federal, com amplo reconhecimento da população e da mídia. Foi agraciado com a Ordem Nacional do Mérito Científico. Além do mais, o José Aníbal tornou-se Presidente Nacional do PSDB, quando representou o seu partido com uma dignidade e firmeza que lhe granjearam a admiração dos seus pares e o respeito dos adversários. Apresenta-se nas entrevistas com uma segurança, já que seu BACKGROUND tem a dimensão das vivências e do ganho cultural adquiridos noutros paises onde morou, respaldado pela excelente formação universitária que obteve.
           
Carlos Ghosn, que nasceu no Abunã, (com vínculos geográficos e políticos, neste município), é naturalizado Francês; executivo de primeiríssima linha, é o CEO da Nissan e Renault, Trata-se de um integrante da família Bouchabki, que vem brilhando mundo afora, ante o seu refinado talento para recuperar montadoras, utilizando-se de seus princípios pessoais de cativar e motivar seus liderados. As revistas internacionais, demonstrando um reconhecimento incomum, dedicam-lhe páginas e páginas destacando a sua ação gerencial vencedora sob todos os aspectos.
           
O Hamilton Nobre Casara, filho de Américo Humberto Casara e dona Hilma tem brilhante trajetória como homem público. Engenheiro Agrônomo atuou como Superintendente regional do IBAMA no Amazonas e Rondônia, culminando com a sua indicação e próspera gestão como Presidente nacional do IBAMA, quando se socorreu de sua sensibilidade para neutralizar as investidas truculentas de certos agentes públicos, colocando um pouco de ternura, associada a firmeza, nas relações homens do campo/área ambiental. Eleito assumiu a Câmara Federal pelo PSDB na legislatura
2003-2007.
            
Deixei para o final, visando dar a cor que adorna a exuberância da ação feminina no universo de nossa pátria e faço a minha referência à graça, à beleza e à inteligência e a sabedoria da magistrada Alzira Ewerton, cujos pais Odacil Pires de Almeida e sua dedicada esposa Francisca, levaram irrestrita alegria a sua dileta avó Tereza de Paula, uma mulher guerreira, bem formada, que se elevou ainda mais com o nascimento dessa menina. A Alzira brilhou noutros cenários, seja como Advogada e Professora Universitária, seja como Parlamentar, que, eleita com expressiva votação, representou o vizinho Estado do Amazonas, com desenvoltura e acerto. após diplomar-se deputada federal.  Antes, exercendo a Magistratura, também no Estado amazonense, fez história, distribuindo Justiça através de suas sentenças sempre pautadas nos princípios do bom senso, que inspira a lei. Atualmente, na cidade de Salamanca, Espanha, convive com San Agustín, Platão e outros filósofos e busca mais uma vitória: o doutorado em Filosofia. A Alzira cresceu e iluminou os ambientes onde passou a reinar de forma tão soberana, quanto idealista, distribuindo apenas ações e decisões inspiradas nos ensinamentos da equidade, da justiça e do respeito ao próximo, valendo-se da inteligência de que é possuidora e da independência que nutre a sua visão como mulher intelectual, moderna, sensível e consciente de seu papel na sociedade.
           
É assim, pessoas com talento podem vencer aqui, ali e alhures, desde que se utilizem do conhecimento adquirido visando o bem comum, com vistas as melhoras esperadas pela humanidade. Eno Teodoro Wanke nos diz que “o sol nasce para todos. Mas a maioria prefere dormir um pouco mais...” Na realidade, as pessoas citadas, por serem vencedoras, tornaram-se paradigmas para os homens e mulheres de sua e das próximas gerações, por isso me curvo reverentemente para enaltecer o orgulho que deles eu sinto, por que é preciso alguém gritar ao mundo que Guajará-Mirim tem também as suas celebridades, que honram a tradição de suas famílias e engrandecem por seu exemplo o nosso pedacinho de chão.

Fonte: Paulo Cordeiro Saldanha

* O conteúdo opinativo acima é de inteira responsabilidade do colaborador e titular desta coluna. O Portal Gente de Opinião não tem responsabilidade legal pela "OPINIÃO", que é exclusiva do autor.

Mais Sobre Paulo Saldanha

Crônicas Guajaramirenses: Alguém na minha lista do whatsapp

Crônicas Guajaramirenses: Alguém na minha lista do whatsapp

Embora comovido, não deletei alguns nomes queridos na lista do meu celular, lamentando a perda do meu dileto companheiro em face da viagem para o an

CRÔNICAS GUAJARAMIRENSES:  Se não podemos rememorar o 31 de março, que tal celebrarmos o fracasso do comunismo?

CRÔNICAS GUAJARAMIRENSES: Se não podemos rememorar o 31 de março, que tal celebrarmos o fracasso do comunismo?

O governo fora proibido de rememorar a data da contra revolução que libertou o Brasil do nefasto jugo do comunismo odiento e fracassado! Decisão esq

CRÔNICAS GUAJARAMIRENSES:  Um Religioso Trapalhão

CRÔNICAS GUAJARAMIRENSES: Um Religioso Trapalhão

Corria a década de 50 o catolicismo já estruturado pelas benfazejas mãos e lucidez de Dom Rey

CRÔNICAS GUAJARAMIRENSES - Hoje, 11 de fevereiro, me lembrei: eu tive três mães

CRÔNICAS GUAJARAMIRENSES - Hoje, 11 de fevereiro, me lembrei: eu tive três mães

Sou filho da Mita Saldanha, tão extremada nas preocupações e nos carinhos. E é tão eterna, que representa hoje, 57 anos depois, tantas e imensas sau