Terça-feira, 23 de abril de 2024 | Porto Velho (RO)

×
Gente de Opinião

Montezuma Cruz

Samuel Saraiva comemora ter sugestões ouvidas pelo governo no Plano da Amazônia


Samuel Saraiva comemora ter sugestões ouvidas pelo governo no Plano da Amazônia - Gente de Opinião

WASHINGTON, D.C – Seis meses depois de enviar sugestões para Amazônia ao governo federal, antes da posse presidencial, o rondoniense Samuel Sales Saraiva já se conformava com o prolongado silêncio. No entanto, se surpreendeu ao receber do Ministério da Agricultura o ofício nº 283/2023/SDI/MAPA, datado de 28 de julho, comunicando a edição do Plano Amazônia + Sustentável.

Para esse plano, Sales Saraiva contribuiu com o reforço de cinco variantes. “O acolhimento da proposta pelo governo é um reconhecimento gratificante ao exercício da cidadania, mesmo vivendo a 7 mil quilômetros daquela região que me serviu de berço. Compartilho, portanto, minha satisfação”

O Plano de Desenvolvimento Agropecuário da Amazônia – Plano Amazônia + Sustentável orienta o desenvolvimento sustentável da Amazônia com valorização da diversidade sociocultural e ecológica e redução das desigualdades regionais.

Estão previstas diversas ações de ordenamento territorial – regularização fundiária e conformidade ambiental, estruturação produtiva, com amplas chances de crescimento da chamada bioeconomia, sanidade, cadeias descarbonizantes, assistência técnica direcionada e agroindustrialização.

Quando fez a sugestão, Sales Saraiva enviou-a também ao ex-senador Álvaro Dias, que lhe deu validade e a reforçou ao governo.

O Plano Amazônia Sustentável (PAS) propõe um conjunto de diretrizes para orientar o desenvolvimento sustentável da Amazônia com valorização da diversidade sociocultural e ecológica e redução das desigualdades regionais.

“O documento que apresentei antes mesmo da posse presidencial, foi apresentado em formato de Carta Aberta, e registrado em extensa matéria assinada pelo jornalista Montezuma Cruz”, lembrou Sales Saraiva.

Durante quatro décadas de dedicação a Amazônia, o rondoniense que foi suplente de deputado federal na 47ª legislatura, apresentou diversas sugestões ao governo, das quais, o Projeto Transfronteira e a proposição sobre educação ambiental, então acolhida pelo ex-líder do Podemos, Álvaro Dias, e encaminhada ao ministério do meio ambiente do governo passado, sem ressonância.

Samuel Sales Saraiva[

“Gostaríamos de agradecer a colaboração encaminhada. É muito importante que todos se unam nos esforços para promover o desenvolvimento socioeconômico e ambiental dessa região que possui um patrimônio natural de valor inestimável. Seu interesse e contribuição são valiosos e demonstram que, juntos, podemos fazer a diferença na construção de um futuro mais sustentável”, assinou o secretário adjunto de Inovação, Desenvolvimento Sustentável, Irrigação e Cooperativismo do Ministério da Agricultura e Pecuária, Pedro Alves Corrêa Neto.

O Plano governamental atende à conservação ambiental e à autonomia financeira de produtores rurais no Acre, Amapá, Amazonas, Mato Grosso, Maranhão, Pará, Rondônia e Tocantins. Na íntegra, o documento enviado por Pedro Corrêa Neto a Sales Saraiva:  👇

 

* O conteúdo opinativo acima é de inteira responsabilidade do colaborador e titular desta coluna. O Portal Gente de Opinião não tem responsabilidade legal pela "OPINIÃO", que é exclusiva do autor.

Gente de OpiniãoTerça-feira, 23 de abril de 2024 | Porto Velho (RO)

VOCÊ PODE GOSTAR

Do “cemitério de processos” à fedentina forense, advogados penavam

Do “cemitério de processos” à fedentina forense, advogados penavam

Muito antes das modernas sedes do Fórum Criminal de Porto Velho e do Tribunal de Justiça de Rondônia, a história da rotina de atendimento no antigo

Aplicativo revelará conduta afetiva em casos psicológicos ou de violência

Aplicativo revelará conduta afetiva em casos psicológicos ou de violência

Um aplicativo de fácil acesso popular para o registro de antecedentes de conduta afetiva, em casos de violência de natureza física ou psicológica fo

Processos sumiam com facilidade no Fórum da Capital

Processos sumiam com facilidade no Fórum da Capital

Numa caótica organização judiciária, apenas duas Comarcas funcionavam em meados dos anos 1970. A Comarca de Porto Velho começava no Abunã e terminav

Filhos lembram de Salma Roumiê, primeira advogada e fundadora da OAB

Filhos lembram de Salma Roumiê, primeira advogada e fundadora da OAB

A exemplo de outras corajosas juízas e promotoras de justiça aqui estabelecidas entre 1960 e 1970, a paraense Salma Latif Resek Roumiê foi a primeir

Gente de Opinião Terça-feira, 23 de abril de 2024 | Porto Velho (RO)