Porto Velho (RO) domingo, 9 de agosto de 2020
×
Gente de Opinião

Montezuma Cruz

O Paraíso perdido


O Paraíso perdido - Gente de Opinião

O Pará tem a 2ª maior extensão territorial (com 1,2 milhão de quilômetros quadrados, equivalente ao tamanho da Colômbia) e a 9ª maior população do Brasil, com 8,6 milhões dos 210 milhões de habitantes do país (4,1% do total). Possui o 11º PIB (de 155 bilhões de reais) dentre as 27 unidades federativas nacionais, que representa 4,1% da riqueza nacional.

O Pará é o 4º em número de casos e em óbitos causados pela covid-19 no Brasil e o 3º em índice de letalidade. A proporção de casos da doença no Estado (56.605) em comparação com o total nacional (707.412) é menor do que o de mortes (3.722), que representam 10% da soma de óbitos em todo país (37.139). Com letalidade pela covid-19 de 6,7%, o Pará só é superado por Pernambuco (9,8%) e Rio de Janeiro (8,2%).

No conjunto das capitais brasileiras em face do coronavírus, Belém, a 12ª mais populosa do país, com 1,5 milhão de habitantes), é a 8ª em número de casos confirmados; a 5ª em casos confirmados por 100 mil habitantes; a 4ª em número de óbitos; a 2ª em letalidade; a 1ª em óbitos por 100 mil habitantes.

O Amazonas é o maior Estado brasileiro, com 1,5 milhão de quilômetros quadrados (é do tamanho da Mongólia, o 19º mais extenso país do mundo), com população de 4,1 milhões de habitantes (o 13º do Brasil) e PIB de R$ 93 bilhões, o 15º do país.

O Estado do Amazonas é o 6º em casos confirmados de coronavírus (49.371); o 2º em casos por milhão de habitantes (12.744); o 6º em óbitos totais (2.271); o 1º em mortes por milhão de pessoas (586).

O Amapá é o penúltimo dos 27 Estados brasileiros em população, com 846 mil habitantes (distribuídos por 142 mil quilômetros quadrados), e o 24º em PIB, de R$ 15 bilhões. É o 15º em casos da covid-19 (12.250); o 1º em casos confirmados por milhão de habitantes (16.511); o 15º em óbitos totais (278); o 6º em óbitos por milhão de habitantes (370).

A pandemia do novo coronavírus colocou a Amazônia na melhor classificação que a região já atingiu no Brasil. A Amazônia continua a ser tão brasileira quanto mais confirma o seu futuro, que desfaz, nessa trajetória, as melhores esperanças do grande brasileiro Euclides da Cunha: o paraíso perdido.

Índios crianças Juma rio Acuan Amazonas - Gente de Opinião
Índios crianças Juma rio Acuan Amazonas

* O conteúdo opinativo acima é de inteira responsabilidade do colaborador e titular desta coluna. O Portal Gente de Opinião não tem responsabilidade legal pela "OPINIÃO", que é exclusiva do autor.

Mais Sobre Montezuma Cruz

Uma praça muda a vida de União Bandeirantes

Uma praça muda a vida de União Bandeirantes

Em tempos de casebres cobertos de lona e piso de chão batido, iluminação a lamparina e lampião a querosene, antigamente a população do Distrito de Uni

Ezequiele, um morto que fala

Ezequiele, um morto que fala

Entregamos um jovem e recebemos um morto, mas é um morto que fala e continua pregando através da repercussão desse fato, e temos certeza que ele está

Este Brasil

Este Brasil

A epidemia de meningite começou no Brasil, na metade dos anos 1970, por uma violenta irrupção em São Paulo. Dezenas de mortes diárias criaram um clima

O pior do pior

O pior do pior

O presidente Jair Bolsonaro tem a capacidade de surpreender negativamente mesmo aqueles que têm a pior expectativa sobre ele. O pior da véspera é supe