Porto Velho (RO) quarta-feira, 20 de março de 2019
×
Gente de Opinião

Montezuma Cruz

Colômbia investiga a implosão da ponte de Chirajara


Colômbia investiga a implosão da ponte de Chirajara - Gente de Opinião

MONTEZUMA CRUZ
Tradução e Edição
Fotos Colprensa e J. Saldarriaga (Reuters)

Das 20 pessoas que trabalhavam nela, 12 morreram em consequência da implosão da ponte Chirajara, Guayabetal, no Departamento de Cundinamarca, na Colômbia. O acidente provocado pela explosão de duzentos quilos de dinamite ocorreu segunda-feira (9), pondo abaixo uma obra avaliada em 72 milhões de pesos colombianos, para facilitar o tráfego na estrada Bogotá-Villavicencio.

As causas da catástrofe ainda estão sendo investigadas.

O governo colombiano planeja conectar Bogotá, a capital, com a cidade de Villavicencio, no sudeste do país.

Nem a Concessionária Faia dos Andes (Coviandes), o Ministério dos Transportes e a Agência Nacional de Infraestrutura (ANI) avaliam o que acontecerá com as obras.

De acordo com a ANI, nesse trecho da estrada a cobrança mensal de pedágio rende aproximadamente 20 milhões de pesos.

Uma câmera de segurança capturou o momento em que uma ponte desmoronou na Colômbia enquanto 20 pessoas trabalhavam nela.

O momento exato da implosão


O ministro Germán Cardona comentou apenas que a responsabilidade foi da Coviandes. Ele esteve no local do acidente em 15 de janeiro.

Quarta-feira, o jornal El Colombiano procurou o ministro, porém, sua assessoria informou que ele não iria comentar a razão de as obras não terem sido entregues.

Dimitri Zaninovich, presidente ANI, informava em 26 de abril exigiria o compromisso de Coviandes, para fornecer uma ponte na mesma condição do que fora contratado, sem adicionais. “Um cronograma deve ser estipulado para construir a nova ponte e entregar essa via dupla, conforme contratamos e como sonhamos."

Enquanto isso, o presidente da Câmara Colombiana de Infraestrutura, Juan Martin Caicedo, disse que os serviços na estrada continuarão, incluindo o viaduto e que o tempo “poderia ser alargado até dois anos, porque exigiria uma reformulação do trabalho, além do estágio construtivo”.

"Um mês atrás eu estava com o presidente Santos visitando esse projeto, é uma ponte estaiada que ficava a apenas 20 metros para terminar o fechamento final", disse o ministro dos Transportes, Germán Cardona, no local, após o acidente.
Colômbia investiga a implosão da ponte de Chirajara - Gente de Opinião

* O conteúdo opinativo acima é de inteira responsabilidade do colaborador e titular desta coluna. O Portal Gente de Opinião não tem responsabilidade legal pela "OPINIÃO", que é exclusiva do autor.

Mais Sobre Montezuma Cruz

Teixeirão, o homem que elegeu três senadores, a maioria dos deputados federais e "plantou" cidades em Rondônia

Teixeirão, o homem que elegeu três senadores, a maioria dos deputados federais e "plantou" cidades em Rondônia

Último governador do Território Federal de Rondônia e primeiro do novo estado, o coronel R/1 do Exército Jorge Teixeira de Oliveira saiu de braços d

Enchente: Defesa Civil socorre desabrigados em Candeias do Jamari

Enchente: Defesa Civil socorre desabrigados em Candeias do Jamari

Comissão Estadual de Defesa Civil, Cruz Vermelha Brasileira e Secretaria Estadual da Assistência e do Desenvolvimento Social (Seas) ouviram na manhã d

Dois Guedes governaram Rondônia

Dois Guedes governaram Rondônia

Cada um teve um destino diferente, ao deixar o cargo

Humberto Guedes enfrentou o drama fundiário, criou municípios e preparou Rondônia para ser estado

Humberto Guedes enfrentou o drama fundiário, criou municípios e preparou Rondônia para ser estado

Com Arquivo Sejucel, Afotom e Álbum de Família Por trás do semblante circunspecto do marido, havia uma mulher de coração grande: Gilsa Auvray Guedes,