Porto Velho (RO) sexta-feira, 19 de outubro de 2018
×
Gente de Opinião

Marcelinho

7 candidatos estão na disputa pelo Governo de Rondônia


7 candidatos estão na disputa pelo Governo de Rondônia  - Gente de Opinião

Encerrado o prazo estabelecido pela Justiça Eleitoral para a realização das convenções partidárias, sete candidatos foram homologados para a corrida rumo ao Palácio Rio Madeira (sede do governo de Rondônia) nas eleições deste ano: Acir Gurgacz (PDT), Expedito Junior (PSDB), Maurão de Carvalho (MDB), Vinícius Miguel Raduan (Rede), Pimenta de Rondônia (PSOL), Marcos Rocha (PSL) e Pedro Nazareno (PSTU).

O Podemos realizou a convenção no domingo e decidiu caminhar com o MDB, cujo candidato ao governo é o presidente da Assembleia, Maurão de Carvalho. O partido optou em lançar o ex-vereador Jaime Gazola na chapa encabeçada por Maurão de Carvalho. Leo Moraes, presidente do Podemos, era cogitado para ser candidato a vice-governador, mas declinou do convite e resolveu sair candidato a deputado federal para ajudar na nominada do MDB, encabeçada por Marinha Raupp, Lúcio Mosquini e Cláudia Moura.

O PSDB foi para a convenção de domingo na capital com o nome do vereador pastor Edésio Fernandes para ser homologado candidato a vice-governador na chapa encabeçada por Expedito Júnior (PSDB). Mas a briga interna ganhou um novo capítulo na madrugada de domingo. A confusão no ninho tucano começou por conta da nominata de candidatos à Assembleia Legislativa. O presidente da Câmara de Porto Velho, vereador Maurício Carvalho,  considerado “predador de votos” entre os tucanos, por representar uma grande “ameaça” às candidaturas dos deputados Laerte Gomes (PSDB) e Adelino Follador (DEM), foi convencido a recuar do projeto de estadual, iniciando uma confusão nos bastidores com Expedito Júnior.

Depois de muita conversa, Maurício Carvalho foi convencido a desistir do projeto de estadual e a sair candidato a vice-governador na chapa pilotada por Expedito Junior, ficando acertado que Edésio Fernandes será candidato ao senado em uma aliança formada por PSDB, DEM e PRB. O deputado federal Marcos Rogério (DEM) é candidato ao Senado.

A briga no ninho tucano aconteceu uma semana após a convenção do MDB, marcada por cenas de pancadaria e destruição no prédio da legenda em Porto Velho quando adeptos à candidatura de Confúcio Moura entraram em confronto com o segurança quando souberam que um grupo ligado ao senador Valdir Raupp tentava excluir o nome do ex-governador na disputa por uma vaga ao Senado. Durante as cenas de selvageria, o suplente do senador Valdir Raupp, Tomas Correia, deu um tapa no rosto do ex-chefe da Casa Civil, Emerson Castro.

O PV e PT também realizaram suas convenções no domingo em Porto Velho. O PV recebeu a militância no plenário da Assembleia Legislativa e decidiu aliança com o PSL na corrida ao Poder Legislativo. Ao final do encontro, ficou acertado que o Partido deixará a militância livre para apoiar candidaturas ao governo.

O PT, após convenção realizada na sede do partido em Porto Velho, decidiu entrar com recurso junto ao Diretório Nacional com a finalidade de modificar a  decisão da Executiva Nacional que o obriga a formação de um bloco de esquerda em Rondônia lançando a candidatura de Fátima Cleide ao Senado. O argumento apresentado pela direção local é de que foram feitos os esforços necessários para esta composição, mas o PCdoB firmou coligação na proporcional para deputado estadual com o PMN e PSC e para deputado federal com o PMN, PSC, Pros, e PHS conforme informou o presidente Francisco Pantera, decisão tomada na sexta-feira, dia 3. A ausência destes partidos deixaria o PT isolado e inviabilizaria a eleição de deputados. O recurso protocolado no Diretório Nacional  é assinado pelo presidente regional do PT, deputado estadual Lazinho da Fetagro. O Psol realizou convenção no sábado, optando por lançar a candidatura de Pimenta de Rondônia ao governo Estadual.

Fonte: Diário da Amazônia

* O conteúdo opinativo acima é de inteira responsabilidade do colaborador e titular desta coluna. O Portal Gente de Opinião não tem responsabilidade legal pela "OPINIÃO", que é exclusiva do autor.

Mais Sobre Marcelinho

Tráfico de drogas pode ter financiado campanha em Rondônia - Por Marcelo Freire

Tráfico de drogas pode ter financiado campanha em Rondônia - Por Marcelo Freire

    A Polícia Federal desarticulou ontem um forte esquema de tráfico internacional de droga em Rondônia. Segundo as primeiras investigações em poder d

A nova bancada federal de Rondônia - Por Marcelo Freire

A nova bancada federal de Rondônia - Por Marcelo Freire

Na eleição do dia 7 deste mês, o eleitorado de Rondônia foi às urnas com um forte sentimento de  renovação. Conforme antecipou o Diário, em recente ar

Um 2019 bem difícil para Rondônia - Por Marcelo Freire

Um 2019 bem difícil para Rondônia - Por Marcelo Freire

A Assembleia Legislativa começou esta semana a analisar a proposta orçamentária do próximo ano e deve concluir o relatório para votação em plenário no

As prioridades de Rondônia para 2019 - Por Marcelo Freire

As prioridades de Rondônia para 2019 - Por Marcelo Freire

Com o fim da eleição de primeiro turno em Rondônia, o foco político essa semana está direcionado para o Congresso Nacional, responsável pela análise d