Porto Velho (RO) segunda-feira, 25 de março de 2019
×
Gente de Opinião

Lúcio Flávio Pinto

Quem paga a conta é você - Por Lúcio Flávio Pinto


Quem paga a conta é você - Por Lúcio Flávio Pinto - Gente de Opinião

LÚCIO FLÁVIO PINTO
Jornal Pessoal, Belém (PA)

Michel Temer teve que abandonar a reunião dos países dos Brics, na África do Sul, ontem.

Se seu avião não penetrasse no espaço aéreo brasileiro antes do avião que trouxe o presidente do Senado de volta ao Brasil, Eunício Oliveira, seu correligionário do MDB, não poderia mais concorrer à reeleição.
Para evitar a inelegibilidade, Eunício tem que deixar o país sempre que o presidente da república viaja para o exterior. Se assumir o cargo, mesmo temporariamente, estará inelegível.

A situação é a mesma do presidente da Câmara Federal, atualmente o segundo na linha sucessória porque o Brasil está sem vice-presidente (Temer pulou para o topo com o impeachment de Dilma Rousseff). Rodrigo Maia também vai disputar um novo mandato de deputado federal.

Segundo O Estado de S. Paulo, o tesouro nacional já gastou 250 mil reais com essas viagens contingenciais dos dois políticos, obrigados a curtas férias no exterior.

Não seria muito mais racional – além de barato – modificar a legislação, permitindo que os sucessores do presidente não perdessem a elegibilidade se assumissem interinamente a função por até cinco dias ou uma semana, sujeitando-se a punição no caso de praticarem atos de efeito diretamente eleitoral?

* O conteúdo opinativo acima é de inteira responsabilidade do colaborador e titular desta coluna. O Portal Gente de Opinião não tem responsabilidade legal pela "OPINIÃO", que é exclusiva do autor.

Mais Sobre Lúcio Flávio Pinto

O réquiem do STF

O réquiem do STF

A sessão de ontem foi uma das mais lamentáveis e tristes da história do Supremo Tribunal Federal.

Sinais de intranquilidade

Sinais de intranquilidade

Grande parte da instabilidade que o país vive atualmente decorre de iniciativas do próprio Bolsonaro e dos seus filhos

Chico Mendes: 30 anos do assassinato do líder seringueiro

Chico Mendes: 30 anos do assassinato do líder seringueiro

Chico Mendes está sendo lembrado no mundo inteiro pelos 30 anos do seu assassinato.

Quantos pagaram, quantos ainda devem?  Por Lúcio Flávio Pinto

Quantos pagaram, quantos ainda devem? Por Lúcio Flávio Pinto

A Operação Lava-Jato caminha para o seu quinto ano sem ter alcançado uma das principais fontes de desvio de dinheiro público para bolsos particulares