Porto Velho (RO) sexta-feira, 5 de junho de 2020
×
Gente de Opinião

Lúcio Flávio Pinto

O rombo do governo


O rombo do governo - Gente de Opinião
 

No primeiro trimestre deste ano o governo pagou de juros nominais108 bilhões de reais. No mesmo período do ano passado, o gasto foi de R$ 146. Em 12 meses até abril, os juros nominais totalizaram mais de R$ 464 bilhões (7,76% do PIB), elevando-se 0,32 pontos percentuais do PIB em relação ao registrado em março.

O resultado nominal, que inclui o resultado primário e os juros nominais apropriados, foi deficitário em R$ 13,2 bilhões em abril. No ano, o déficit nominal somou R$ 104 bilhões, contra déficit de R$ 113 bilhões no mesmo período de 2015.

No acumulado em 12 meses, o déficit nominal alcançou o valor espantoso de mais de R$ 603 bilhões (equivalente a 10,08% do PIB), crescendo 0,37 pontos percentuais. do PIB em relação ao valor apontado em março.

Com essa bola de neve crescendo dessa maneira, como impedir que o Brasil seja atropelado? Um desafio que cresce ainda mais com a incapacidade de as elites encontrarem uma alternativa política para esse massacre econômico.

Infelizmente só quando o ralo monumental do governo for tapado. A dívida líquida do setor público alcançou R$ 2.356 bilhões (39,4% do PIB) em abril, elevando-se 0,5 ponto percentuais do PIB em relação ao mês anterior.

No ano, a elevação de 3,2 p.p. na relação dívida líquida do setor público em relação ao PIB se deveu à incorporação de juros, ao impacto da valorização cambial, ao efeito do crescimento do PIB nominal, ao ajuste de paridade da cesta de moedas da dívida externa líquida e ao superávit primário.

A Dívida Bruta de todo o setor público (governo federal, INSS, governos estaduais e governos municipais) passou de R$ 4 bilhões em abril. Isto é nada menos do que 67,5% do Produto Interno Bruto da 7ª maior economia do planeta, com 200 milhões de habitantes.

Dá para reduzir a culpa dos últimos governos da república?

* O conteúdo opinativo acima é de inteira responsabilidade do colaborador e titular desta coluna. O Portal Gente de Opinião não tem responsabilidade legal pela "OPINIÃO", que é exclusiva do autor.

Mais Sobre Lúcio Flávio Pinto

A queimada da Volks

A queimada da Volks

Belém (PA)Hoje, 35 anos depois do incêndio recorde da Volks (que nunca mais voltou a pensar em montar bois), a alteração se aproxima de 20% da superfí

O réquiem do STF

O réquiem do STF

A sessão de ontem foi uma das mais lamentáveis e tristes da história do Supremo Tribunal Federal.

Sinais de intranquilidade

Sinais de intranquilidade

Grande parte da instabilidade que o país vive atualmente decorre de iniciativas do próprio Bolsonaro e dos seus filhos

Chico Mendes: 30 anos do assassinato do líder seringueiro

Chico Mendes: 30 anos do assassinato do líder seringueiro

Chico Mendes está sendo lembrado no mundo inteiro pelos 30 anos do seu assassinato.