Porto Velho (RO) segunda-feira, 16 de maio de 2022
×
Gente de Opinião

Lúcio Flávio Pinto

O pistoleiro da Amazônia


 O pistoleiro da Amazônia - Gente de Opinião

LÚCIO FLÁVIO PINTO
Editor do Jornal Pessoal, colunista do Yahoo e colaborador de Amazônias

 

O pistoleiro é uma das figuras mais marcantes e nocivas na abertura de frentes pioneiras. Não só na Amazônia, a maior das fronteiras terrestres do mundo, mas em todas elas, em outros lugares e em outros tempos. Na Amazônia, em particular, o pistoleiro ganhou uma proeminência especial. Talvez pelo tamanho dessa fronteira, pelas suas características físicas e pela maior atenção que a ela tem sido dada pela opinião pública, nacional e estrangeira, numa época de comunicações fáceis e intensas.
 

O pistoleiro de hoje se diferenciou muito da figura típica dos primeiros tempos de ocupação da Amazônia ou de uma de suas referências, o Oeste (ou Faroeste) dos Estados Unidos. Conhecia-se com facilidade a figura e sua ação era bem específica: intimidar desafetos ou adversários de quem o contratava, e, se isso não fosse suficiente, executá-los. Feito o serviço no local da contratação, voltava ao ponto de origem. O maior deles era o Maranhão, sobretudo em torno de Imperatriz e Açailândia, uma espécie de mercado informal da “pistolagem”.
 

Leia texto completo

* O conteúdo opinativo acima é de inteira responsabilidade do colaborador e titular desta coluna. O Portal Gente de Opinião não tem responsabilidade legal pela "OPINIÃO", que é exclusiva do autor.

Mais Sobre Lúcio Flávio Pinto

Mineradora canadense perde outra vez

Mineradora canadense perde outra vez

A mineradora canadense Belo Sun continuará impedida legalmente de implantar uma grande mina de ouro a céu aberto na Volta Grande do Xingu, em Altamira

MEMÓRIA AMAZÔNICA - O repórter Lúcio Flávio na Terra Gavião

MEMÓRIA AMAZÔNICA - O repórter Lúcio Flávio na Terra Gavião

A foto é de 1976. Estou na aldeia dos índios gavião, na atual BR-222 (era PA-70), a 30 quilômetros de Marabá. Tinha então 26 anos e era correspondente

O general e a tortura

O general e a tortura

No dia 19 de outubro de 2011, ao tomar posse no cargo de ministro do Superior Tribunal Militar, o general de exército Luis Carlos Gomes Mattos declaro

Levar energia elétrica a Roraima ainda é um desafio

Levar energia elétrica a Roraima ainda é um desafio

A Eletronorte vai incorporar à sua concessão federal – para o fornecimento de energia em Roraima – os bens e as instalações da Interligação Elétrica B