Porto Velho (RO) sexta-feira, 27 de maio de 2022
×
Gente de Opinião

Lúcio Flávio Pinto

A estranha democracia brasileira


 A estranha democracia brasileira - Gente de Opinião


LÚCIO FLÁVIO PINTO
Editor do Jornal Pessoal

A eleição do próximo ano tem importância rara para o PT. Se vencê-la, se consolidará como o maior partido político do Brasil em toda a história republicana. Nenhum reelegeu dois presidentes seguidos, mesmo porque o espúrio instituto da reeleição, que fulminou uma das melhores tradições do republicanismo no Brasil, só foi instituído para o segundo mandato de Fernando Henrique Cardoso.
 

O PSDB não conseguiu eleger o sucessor de FHC, depois de oito anos no poder, mesmo tendo um nome de peso, o de José Serra, por candidato. Já Lula transformou a desconhecida Dilma Rousseff na presidente (ou presidenta, conforme o tratamento que ela exige). Dilma, agora, se apresenta como favorita a um segundo mandato. Se o conquistar e cumpri-lo até o fim, o PT completará 16 anos seguidos no controle do maior cargo público do país. Passará à frente dos 15 anos de Getúlio Vargas como presidente de exceção e ditador exclusivo do Brasil, com apoio das forças armadas, entre 1930 e 1945.

Texto completo em Cartas da Amazônia

A estranha democracia brasileira - Gente de Opinião

* O conteúdo opinativo acima é de inteira responsabilidade do colaborador e titular desta coluna. O Portal Gente de Opinião não tem responsabilidade legal pela "OPINIÃO", que é exclusiva do autor.

Mais Sobre Lúcio Flávio Pinto

Mineradora canadense perde outra vez

Mineradora canadense perde outra vez

A mineradora canadense Belo Sun continuará impedida legalmente de implantar uma grande mina de ouro a céu aberto na Volta Grande do Xingu, em Altamira

MEMÓRIA AMAZÔNICA - O repórter Lúcio Flávio na Terra Gavião

MEMÓRIA AMAZÔNICA - O repórter Lúcio Flávio na Terra Gavião

A foto é de 1976. Estou na aldeia dos índios gavião, na atual BR-222 (era PA-70), a 30 quilômetros de Marabá. Tinha então 26 anos e era correspondente

O general e a tortura

O general e a tortura

No dia 19 de outubro de 2011, ao tomar posse no cargo de ministro do Superior Tribunal Militar, o general de exército Luis Carlos Gomes Mattos declaro

Levar energia elétrica a Roraima ainda é um desafio

Levar energia elétrica a Roraima ainda é um desafio

A Eletronorte vai incorporar à sua concessão federal – para o fornecimento de energia em Roraima – os bens e as instalações da Interligação Elétrica B