Porto Velho (RO) terça-feira, 12 de novembro de 2019
×
Gente de Opinião

Lucio Albuquerque

Três fatos no comentário


Três fatos no comentário - Gente de Opinião

         APOIO AO PAPA - A Rádio Caiari, creio que toda rede católica de rádio esteja fazendo o mesmo, está com uma campanha de apoio ao papa Francisco. Como católico, e não como “católico de IBGE” – aquele grupo que na hora do censo diz professar a religião mas, na prática, passa longe disso. Como professo, dou a mim o direito de fazer uma leitura crítica. Em princípio entendo não ser necessário fazer campanha de apoio ao papa. Aliás, eu nunca li ou ouvi campanhas de apoio a papas que, em meu entendimento, fizeram mais do que nosso sumo pontífice argentino já fez. Ainda ontem se comemorou o dia de são João XXIII, papa que mudou práticas e fez a Igreja se tornar muito mais próxima ao povo. Se há despesa com essa campanha de apoio ao papa será bom rever, porque a própria Igreja sempre está pedindo ajuda aos fiéis em benefício dos  mais necessitados, e o dinheiro, se é que vem acontecendo despesa com essa mídia, bem que pode ser mais bem aproveitado com o mais citado alvo das ações sociais da Igreja, até porque, por dever de obediência, não é preciso pedir a ninguém para apoiar o bispo de Roma e do Mundo. Deixar de gastar  com uma campanha sobre o óbvio, em meu entendimento, é ir de encontro à premissa “opção preferencial pelos pobres”,  porque eles precisam mais de apoio, e recursos, do que o papa.

O SÍNODO – “Assembleia periódica de bispos de todo o mundo que, presidida pelo papa, se reúne para tratar de assuntos ou problemas concernentes à Igreja universal”, é a definição dicionarística da palavra “sínodo”. Registei apenas para abrir o comentário porque,  com certeza, quem trata do assunto sabe o que seja. Pelo visto na discussão do Sínodo da Amazônia, com direcionamento do documento final à COP-25, a seguir no Chile, não haverá espaço para o contraditório.

E AS MULHERES - Um dos bons resultados do Vaticano II foi a celebração  eucarística ganhar um diferencial: o padre de frente para o público e a celebração (inclusive as novenas de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, em Manaus, quando eu era garoto)  deixarem de ser realizadas em latim, onde apenas se repetia o que o celebrante dizia, mas sem se saber o significado, e passou tudo a ser feito na língua local. Meio século depois, no entanto, um importante segmento do catolicismo, a Mulher, continua sem poder exercer a presidência de uma missa, ainda que tenham conhecimento e religiosidade suficiente. O sentimento que tenho, e que leio ou escuto, a respeito é que elas se sentem marginalizadas. Essa questão deve estar também, pelo menos é o que se espera de um encontro que está debatendo a falta de padres na Amazônia, no centro de algumas discussões do atual Sínodo. Eu sou favorável a que elas possam ir além de assessorar ou dirigir apenas um culto, que se dê ao religioso o direito de (não é dever; é direito de opção) constituir, ou não, uma família, de que padres casados, que tenham interesse em voltar ao ministério que possam fazê-lo. Claro, isso seria uma revolução na Igreja, mas representaria, para o Vaticano, uma oxigenação enorme. Da mesma forma que defendo a necessidade de que, num mundo onde faltam padres, os que estejam – como se diz na questão do funcionalismo público – “em desvio de função”, sejam redirecionados para suas atividades fins.

E NÃO ESQUEÇA - HOJE TEM ORQUESTRA

(E amanhã e depois também)

A Orquestra Villa Lobos de Porto Velho, com patrocínio da Sicoob e participação de um grupo de “sineiros” de uma orquestra do Rio de Janeiro, tem apresentação neste domingo, segunda e terça. Hoje, domingo, será no Teatro Guaporé (ao lado do Palácio das Artes), com ingressos distribuídos a partir das 18 horas no local e espetáculo começando às 19. Amanhã,  segunda serão duas audições, uma na escola Padre Moretti, 14 horas, para estudantes e professores e às 19 no  Teatro Guaporé, com ingressos a partir das 18 horas. Terça-feira, 8 da manhã a apresentação será no Hospital do Amor. Em todas apresentações não haverá cobrança de ingressos.

Inté outro dia, se Deus quiser! 

* O conteúdo opinativo acima é de inteira responsabilidade do colaborador e titular desta coluna. O Portal Gente de Opinião não tem responsabilidade legal pela "OPINIÃO", que é exclusiva do autor.

Mais Sobre Lucio Albuquerque

Lúcio em três temas (*) - Unimed – Pague em dia e espere muitos dias - Até quando o descaso com o dinheiro público? - Cães e pombos: livres para crescer e multiplicar

Lúcio em três temas (*) - Unimed – Pague em dia e espere muitos dias - Até quando o descaso com o dinheiro público? - Cães e pombos: livres para crescer e multiplicar

UNIMED – PAGUE EM DIA E ESPERE MUITOS DIAS Uma das bases da relação entre   quem compra e quem vende tem duplo pilar. De um lado, a capacidade de aten

Lúcio em três temas (*)

Lúcio em três temas (*)

1. SOBRAR PARA QUEM NÃO DEVETerá razão o ex-governador Daniel Pereira, caso queira, ir à Justiça requerer ressarcimento financeiro pelo vexame a que,

Lúcio em três temas

Lúcio em três temas

Quem foi, disse ter gostado. Quem não foi, lamenta e diz que não perderá a próxima.

Sinjor abre Roda de Conversa com reflexão sobre 2018

Sinjor abre Roda de Conversa com reflexão sobre 2018

Com participação de mais de 50 pessoas, e transmissão ao vivo no facebook do site rondoniadagente.com.br, o Sindicato de Jornalistas de Rondônia, Sinj