Porto Velho (RO) terça-feira, 2 de junho de 2020
×
Gente de Opinião

Lucio Albuquerque

CONTA GOTAS 10/01


DISTÂNCIA DO DISCURSO E AÇÃO
 
Qualquer governante, ou ocupante de mandato político, certamente se posiciona como um bastião contra o crime e defende, sem dúvidas, em público, que haja dureza maior contra os que transgridem a Lei. Mas, pelo visto, em vários casos, há muita diferença entre o discurso e a ação.
 
Ainda nesta semana o site de um grande jornal carioca estava noticiando o caso da equipe de uma delegada, a cujo grupo se atribui a prisão e juntada de provas para a condenação de 10 dos 12 grandes criminosos que foram mandados a seguir para uma penitenciária onde o regime é RDD.
 
E o caso noticiado dava conta que a equipe foi "promovida" para uma delegacia na cidade de Piraí, interior do Rio de Janeiro. Lembra a manchete de um jornal vietnamita (ligado ao governo vietnamita do sul ligado ao governo dos EUA) que ao noticiar a transferência de um general que liderava as tropas contra os vietcongues tascou lá: ".... promovido de escada abaixo". Porque o general em questão deixava o comando das tropas e ia para um posto burocrático em algum lugar escondido do Pentágono.
 
Para nós, leigos no assunto, a notícia de que aquela delegada e sua equipe foram mandados para um posto sem importância acaba valendo dizer ao governador carioca o bordão do Bussunda, "Fala sério, pô!".
 
E os quatro governadroes do Sudeste (RJ, MG, SP e ES)concluíram uma reunião com um documento que é o óbvio ululante relativo à necessidade do Governo Federal falar sério no tocante à segurança pública. Dentre os pontos estão o não contingenciamento de recursos e a necessidade de fazer realmente presente nas fronteiras uma fiscalização constante - Exército, Marinha, Aeronáutica e a Polícia Federal.
 
Bastaria, por exemplo, que ao invés de manter enormes contingentes nas praias o Governo mandasse que pelo menos metade desse pessoal pedisse demissão ou viesse para a frotneira. Quer dizer: se não houver interesse político vamos apenas continuar ouvindo anúncios gerados pelos ataques criminosos e que servem para novos anúncios e nada mais.
 
NOTINHAS
 
A Escola do Legislativo transferiu para a próxima segunda-feira, 15, o início de sua programação de cursos. Maiores informações pelo fone 3216-2849.
 
DESCALABRO
Por que o DNIT não manda recompor o asfalto na entrada da cidade de Cacoal? É rodovia federal e, afora que eu esteja enganado, tanto a administraçãoe stadual quanto a municipal estão impedidas de fazer o conserto.
 
LITERATURA
A Academia Vilhenense de Letras está iniciando o planejamento para realizar a I Feira de Livros de Temas e Autores Rondonienses. O presidente jornalista Átila Ybañez França pretende que o evento tenha também oficinas, debates e palestras envolvendo cultura e história de Rondônia.
 
Até outro dia, se Deus quiser!
 

* O conteúdo opinativo acima é de inteira responsabilidade do colaborador e titular desta coluna. O Portal Gente de Opinião não tem responsabilidade legal pela "OPINIÃO", que é exclusiva do autor.

Mais Sobre Lucio Albuquerque

02 de junho – BOM DIA! COMEMORA-SE

02 de junho – BOM DIA! COMEMORA-SE

Dia internacional da Prostituta.  Dia Internacional do Pólen. Católicos lembram São Marcelino e São Pedro. FATOS: 455 — Saque de Roma: vândalos entram

01 de junho – BOM DIA! E que este mês de junho nos traga de volta alegria e que maio tenha levado com ele o medo. RONDÔNIA

01 de junho – BOM DIA! E que este mês de junho nos traga de volta alegria e que maio tenha levado com ele o medo. RONDÔNIA

1948 – O governador Frederico Trotta assina o decreto 83, criando a Biblioteca Pública “Raimundo Morais”, inaugurada dia 10 de junho do mesmo ano. COM

1964 em RO (3) - Quando 1964 chegou na terra de Rondon

1964 em RO (3) - Quando 1964 chegou na terra de Rondon

Naqueles período de 1964, estavam começando a chegar ônibus “de linha”, saídos de Cuiabá (MT) enfrentando a rodovia BR-29, numa viagem que poderia dur

31 de maio BOM DIA (e inté nunca mais ver, maio de 2020). RONDÔNIA

31 de maio BOM DIA (e inté nunca mais ver, maio de 2020). RONDÔNIA

1944 – Pelo decreto-lei federal 6550 o município de Lábrea retorna à posse do Amazonas, deixando de fazer parte do Território Federal do Guaporé que a