Porto Velho (RO) segunda-feira, 20 de agosto de 2018
×
Gente de Opinião

Lucio Albuquerque

CONTA GOTAS 01/03


O QUE, PARA QUÊ?
 
No Pai-Nosso, oração universal, há uma passagem na qual se diz “...perdoai os nossos pecados, assim como nós perdoamos ....”. Nas vezes quando vou conversar com grupos de pessoas dentro do possível conduzo para tal citação de maneira a mostrar o quanto nós gostamos de pregar uma coisa e fazer outra.
 
Nessa onda de neo-praticantes extremados de religiosidade, de pessoas contumazes em afirmar serem praticantes dos ensinamentos bíblicos, claro, tenho alguns amigos enquadrados nesse grupo, seguidamente repetindo máximas e parábolas, glórias e louvações.
 
Ainda terça-feira desta semana estava eu conversando com um desses amigos e ele, como costuma fazer, repetira num papo de 20 minutos não sei quantas louvações – eu nada tenho contra, mas sigo aquela (será máxima ou parábola?, socorram-me os mais entendidos do Livro dos Livros) de nada adiantar ficar repetindo e dizendo loas se não praticarmos o enunciado.
 
Ah! Sim. Estávamos conversando, cada um foi para seu lado. Eu demorei mais a sair e quando peguei a Tenreiro Aranha, na esquina da Sete de Setembro havia uma fila indiana de carros do lado esquerdo e eu fui “furando” pela direita. Ao chegar à esquina eis meu amigo saindo do estacionamento ao lado de uma loja e compreendi então a razão de todo lado esquerdo estar parado.
 
Pois é, meu amigo saiu e ao posicionar o carro para atravessar a Sete um casal com uma criança inicia a travessia da rua. Eu fiquei esperando, mas meu amigo avançou e quase temos um acidente.
 
Meia hora depois nos encontramos e ele novamente repetiu loas e louvações. Eu, quase sem conhecimento da Bíblia, lembrei do fato e ele ficou calado. Aí aproveitei para citar uma passagem, aquela do homem com débito alto a seu senhor, mas teve o perdão da dívida. Em seguida esse devedor perdoado não perdoa outro ao qual emprestara dinheiro e o manda prender e à sua família.
 
Por isso, quando posso, lembro a passagem do Pai-Nosso, aquela do “perdoai nossos pecados assim como perdoamos...”. Concordo. Muitas vezes eu também falo, mas não pratico. Mas, só eu?
 
Em tempo: Sim, você pode ter estranhado o título da coluna, O QUE, PARA QUÊ?. É só para mostrar que podemos escrever sem essa onda de queismo que assola nossos textos.
 
CRIME
E continua a novela: medidas paliativas estão sendo anunciadas para justificar que o Congresso está atento ao reclamo das ruas com relação à criminalidade. Num país em que qualquer criminoso, por mais bárbaro que seja, ganha direito a ir para as ruas quando paga um pedaço da pena, como não viver sob emoção?
 
MICROLINS
A Microlins já está com seus cursos funcionando em Porto Velho, na Campos Sales entre a Sete de Setembro e a Paulo Leal, uma boa opção para quem quer ampliar conhecimento ou se preparar para o mercado de trabalho.
 
BURACOLANDIA
Taí, e os que criticavam outros prefeitos, que é que vão dizer em casa? Outro dia ouvi de uma mulher que Porto Velho está uma “buracolandia”. Vai ver dirão que foi a chuva, que no verão vai mudar. Espero. Eu sou um otimista de carteirinha.
 
BARULHEIRA
Deve estar sobrando dinheiro em alguns órgãos estaduais. Nesta semana, batedores da Polícia Militar fechavam passagens de ruas no centro comercial, em pleno tráfego pesado, para que víssemos meia dúzia de veículos do Idaron. Festa com dinheiro público é danado, porque quem paga é contribuinte.
 
Inté outro dia, se Deus quiser!
 

* O conteúdo opinativo acima é de inteira responsabilidade do colaborador e titular desta coluna. O Portal Gente de Opinião não tem responsabilidade legal pela "OPINIÃO", que é exclusiva do autor.

Mais Sobre Lucio Albuquerque

QUE BRASIL AQUELES “ENTREVISTADORES” QUEREM? Por Lúcio Albuquerque

QUE BRASIL AQUELES “ENTREVISTADORES” QUEREM? Por Lúcio Albuquerque

Não é preciso entender muito de jornalismo e de técnica de entrevistas para saber quando alguém, jornalista ou travestido como tal...

FALANDO DE ESPORTES - Por Lúcio Albuquerque

FALANDO DE ESPORTES - Por Lúcio Albuquerque

Lúcio Albuquerque, repórterjlucioalbuquerque@gmail.comVASCONCELOSO mundo da Televisão trouxe a figura do colombiano Higuita, que na seleção de seu paí

JORNALISMO BRASILEIRO PERDEU UM ÍCONE ONTEM

LÚCIO OPINALúcio Albuquerque, repórterjlucioalbuquerque@gmail.comSe já estava ruim de grandes nomes, o jornalismo brasileiro9 perdeu ontem um de seus