Porto Velho (RO) quinta-feira, 22 de agosto de 2019
×
Gente de Opinião

José Carlos Sá

Turismo ampliado


O passeio de litorina vai custar R$ 5 em um trecho de 2,3 km (Foto Condecom/PMPV) - Gente de Opinião
O passeio de litorina vai custar R$ 5 em um trecho de 2,3 km (Foto Condecom/PMPV)

Previsto para entrar em funcionamento no próximo dia 9, domingo, o passeio na antiga litorina da Estrada de Ferro Madeira-Mamoré, vai ampliar as opções de lazer e turismo dos porto-velhenses e visitantes da cidade. A Litorina sai de um local histórico, a antiga cidade de Santo Antônio do Alto Madeira, que foi incorporada a Porto Velho em 1943, quando da criação do Território do Guaporé.

Marco divisório (Foto JCarlos 2017) - Gente de Opinião
Marco divisório (Foto JCarlos 2017)

Na mesma região pode-se visitar o Memorial Marechal Rondon, onde se conhece a vida e ações de um dos maiores brasileiros que existiu; o Marco Divisório (ou “Marco Rondon”), que marcava os limites entre os estados de Mato Grosso e Amazonas – vale ressaltar que ele não está no local original -; a capela de Santo Antônio, construção de 1913,  e uma vista da Hidrelétrica Santo Antônio. Do mirante da capela é possível ver o Grupo Gerador N° 1 e o acesso para o Sistema de Transposição de Peixes (STP ou escada de peixes) da margem direita.

Cemitério da Candelária (Foto Cleris Muniz/Imagem News) - Gente de Opinião
Cemitério da Candelária (Foto Cleris Muniz/Imagem News)

Já na vila Candelária, retornando para a cidade é possível visitar a restauração do que sobrou do Cemitério da Candelária, que foi usado durante a construção da Estrada de Ferro Madeira-Mamoré e ficava anexo ao Hospital da Candelária, este desmontado em 1913. Em frente ao cemitério, existe outro, o das locomotivas, que foram deixadas ali na desativação da ferrovia.

Depois desse passeio histórico é só ir comer um peixe saboroso em um dos restaurantes da Vila Candelária.

* O conteúdo opinativo acima é de inteira responsabilidade do colaborador e titular desta coluna. O Portal Gente de Opinião não tem responsabilidade legal pela "OPINIÃO", que é exclusiva do autor.

Mais Sobre José Carlos Sá

Um partido envelhecido precocemente

Um partido envelhecido precocemente

Uma matéria do jornalista Eduardo Militão, da sucursal de Brasília da UOL descreve o desgaste interno e externo do partido MDB

Bebendo veneno

Bebendo veneno

Ministério da Agricultura liberou mais 31 novos agrotóxicos

A tristeza da miséria humana

A tristeza da miséria humana

Efeitos deletérios da tragédia de Brumadinho

Os Alfarrábios do Hokney

Os Alfarrábios do Hokney

Tive o privilégio de folhear os originais do livro que possivelmente se chamará “Porto Velho – De Pimentel a Valadares”. A pesquisa vem feita há anos