Porto Velho (RO) domingo, 29 de novembro de 2020
×
Gente de Opinião

José Carlos Sá

Ponto Facultativo



O ponto facultativo é uma das instituições brasileiras mais inexplicáveis. Se você for analisar semanticamente, facultativo é uma opção. Se você quiser ir trabalhar, pode ir, se não quiser, tudo bem, também.

Já tentei trabalhar em dia de ponto facultativo e o vigilante não permitiu a minha entrada.

Em 2003, fui acompanhar o representante do FMI no Brasil, que veio visitar informalmente Porto Velho. Ele é angolano e chegou num destes dias de ponto facultativo. O comércio estava funcionando, mas as repartições públicas, não. Pediu para visitar o palácio do Governo e a Prefeitura, levei ele até os dois prédio e expliquei que não tinha expediente por que era ponto facultativo.

O gerente do FMI pediu para eu explicar o que era isso. Expliquei, mas ele continuou sem entender.

* O conteúdo opinativo acima é de inteira responsabilidade do colaborador e titular desta coluna. O Portal Gente de Opinião não tem responsabilidade legal pela "OPINIÃO", que é exclusiva do autor.

Mais Sobre José Carlos Sá

Turismo ampliado

Turismo ampliado

Previsto para entrar em funcionamento no próximo dia 9, domingo, o passeio na antiga litorina da Estrada de Ferro Madeira-Mamoré, vai ampliar as opçõe

Um partido envelhecido precocemente

Um partido envelhecido precocemente

Uma matéria do jornalista Eduardo Militão, da sucursal de Brasília da UOL descreve o desgaste interno e externo do partido MDB

Bebendo veneno

Bebendo veneno

Ministério da Agricultura liberou mais 31 novos agrotóxicos

A tristeza da miséria humana

A tristeza da miséria humana

Efeitos deletérios da tragédia de Brumadinho