Porto Velho (RO) segunda-feira, 19 de agosto de 2019
×
Gente de Opinião

José Carlos Sá

Elevando o greide - Por José Carlos Sá


Foto de arquivo do trecho onde está havendo a intervenção de engenharia – Cheia de 2014 (Cléris Muniz/Imagem News) - Gente de Opinião
Foto de arquivo do trecho onde está havendo a intervenção de engenharia – Cheia de 2014 (Cléris Muniz/Imagem News)

Blog Banzeiros -  Começaram há algumas semanas o trabalho de elevação da rodovia BR-364, próximo à antiga vila de Mutum-Paraná, na altura do km 855 a 875. Esta obra e outra semelhante próximo a Jacy-Paraná, já estavam previstas no projeto original da construção dasuzina do rio Madeira, assunto que ficou no banho-maria, mas que a cheia histórica de 2014 mostrou que a elevação do greide (“perfil longitudinal de uma estrada de rodagem ou de ferro, que dá as alturas dos diversos pontos do seu eixo”) é necessário. A região de Mutum-Paraná já ficava alagada com as cheias anuais, com o rio Madeira represando o rio Mutum-Paraná. Em matéria especial para o Portal Gente de Opinião e para a revista Momento Brasil, escrevi sobre o assunto em outubro de 2007.

Reveja reportagem 14 de abr de 2009 dos jornalistas
José Carlos Sá e Léo Ladeia, no Gente de Opinião.

Duração: 4 minutos e 25 segundos | Visualizações: 2.385

A elevação perto de Mutum-Paraná é custeada com recursos de mitigação da concessionária Energia Sustentável de Brasil, responsável pela geração dasuzina de Jirau. O amigo, repórter-fotográfico Cléris Muniz, passou ontem (14/09) pelo trecho em obras e narra ao Banzeiros o que presenciou:

“Quem estiver trafegando ou com intenção de trafegar neste percurso tem que se preparar para ficar esperando por quase duas horas, se pegar a sua faixa fechada. Esse trecho de 20 quilômetros , onde acontece a obra, fica fechado em meia pista, sendo liberado conforme a fila se forma de ambos os lados, além disso existem os apressados e sem paciência, que desobedecem a precedência da fila e invadem o trecho sem a devida liberação, colocando em risco quem está no momento de preferência para atravessar. Em determinados pontos não existe espaço para dois automóveis passar um por outro, o que torna esse risco, ocasionado pelos desobedientes, um perigo. Informando que existe preferência e não restrição para ambulâncias e viaturas policiais”.

Vamos às fotos do Cléris Muniz no trecho em elevação:

Galeria de Imagens

  • Placa da empresa responsável pela obra (Foto Cléris Muniz)
    Placa da empresa responsável pela obra (Foto Cléris Muniz)
  • Volta ao passado, quando a BR-364 não era asfaltada (Foto Cléris Muniz)
    Volta ao passado, quando a BR-364 não era asfaltada (Foto Cléris Muniz)
  • A imprudência causa riscos desnecessários (Foto Cléris Muniz)
    A imprudência causa riscos desnecessários (Foto Cléris Muniz)
  • Ao fundo a histórica ponte metálica sobre o rio Mutum -Paraná, da extinta Estrada de Ferro Madeira-Mamoré (Foto Cléris Muniz)
    Ao fundo a histórica ponte metálica sobre o rio Mutum -Paraná, da extinta Estrada de Ferro Madeira-Mamoré (Foto Cléris Muniz)
  • Reforço na ponte de concreto (Foto Cléris Muniz)
    Reforço na ponte de concreto (Foto Cléris Muniz)
  • Obras de elevação na região da antiga Mutum-Paraná (foto Cléris Muniz)
    Obras de elevação na região da antiga Mutum-Paraná (foto Cléris Muniz)
  • Trafego intenso de máquinas pesadas (Foto Cléris Muniz)
    Trafego intenso de máquinas pesadas (Foto Cléris Muniz)
  • Os bueiros estão sendo reforçados (Foto Cléris Muniz)
    Os bueiros estão sendo reforçados (Foto Cléris Muniz)


VEJA TAMBÉM

Duração: 7 minutos e 44 segundos | Visualizações: 885

Duração: 5 minutos e 53 segundos | Visualizações: 12.856

* O conteúdo opinativo acima é de inteira responsabilidade do colaborador e titular desta coluna. O Portal Gente de Opinião não tem responsabilidade legal pela "OPINIÃO", que é exclusiva do autor.

Mais Sobre José Carlos Sá

Turismo ampliado

Turismo ampliado

Previsto para entrar em funcionamento no próximo dia 9, domingo, o passeio na antiga litorina da Estrada de Ferro Madeira-Mamoré, vai ampliar as opçõe

Um partido envelhecido precocemente

Um partido envelhecido precocemente

Uma matéria do jornalista Eduardo Militão, da sucursal de Brasília da UOL descreve o desgaste interno e externo do partido MDB

Bebendo veneno

Bebendo veneno

Ministério da Agricultura liberou mais 31 novos agrotóxicos

A tristeza da miséria humana

A tristeza da miséria humana

Efeitos deletérios da tragédia de Brumadinho