Porto Velho (RO) segunda-feira, 19 de agosto de 2019
×
Gente de Opinião

José Carlos Sá

Banzeiros 14/08/07


Onde se comenta o que foi e o que não foi notícia

Bom Dia e banzeirem bastante hoje. E o mico do Melki??? Hahahaha
José Carlos Sá

CURICÃO

O jornalista Carlos Sperança publicou no 'Gente de Opinião', uma deliciosa matéria sobre a ilha do Presídio, na cachoeira de Santo Antônio e contou a lenda do "tesouro do Curicão", um garimpeiro que, segundo os moradores das cercanias, enterrou quilos de ouro na ilha. Este era o argumento que as pessoas que são contra a construção das hidrelétricas precisavam para impedir que empreendimento ocorra. Se Furnas construir mesmo, terá que dinamitar a ilha e o tesouro do Curicão vai para o espaço, acabando com um sítio de valor "folclórico" inestimável. Só rindo.

++++
PESQUISA

É, a e-coluna vai continuar se chamando "Banzeiros". A pesquisa apresentou o seguinte resultado:  15% votaram na "Coluna do Zé"; 65% dos consultados optaram pelo nome "Banzeiros"; e 20% não quiseram, não souberam responder ou mandaram que eu fosse procurar o que fazer.

++++
LITO

De volta a Porto Velho, depois de uma sentida ausência, o Lito Casara. Léo Ladeia o levou no programa Sala Vip, de sábado e o Lito deu-nos o prazer de ouvir seu violão. O Lito é, também, um grande "chorão". Bem vindo, camarada.

++++
LIVRO

Saindo da gráfica, mais um livro da inesgotável professora Yêdda Borzacov. Agora são crônicas enfeixadas sob o título "Rondônia: Espaço, Tempo e Gente". A professora Yêdda trata de diversos assuntos, inclusive política. É esperar para ver. Nos próximos dias em uma livraria perto der você.

++++
ELVIS

Nesta quarta-feira, o programa "Álbuns Clássicos" enfoca Elvis Presley. É no History Channel, 21 horas (hora local). Quem viu minha performance na chácara do Samuel, no "corta-grama", saberá onde me inspirei. 16 de agosto é a data que, dizem, Elvis morreu.

++++
PARADA

Este e-colunista também compartilha da preocupação sobre a saúde do cantor Rubem Parada, embaixador da música latino-americana.

++++
VAIA

Pense numa viagem sem futuro. Assim foi a vinda do deputado Ulysses Guimarães a Porto Velho, em sua campanha à Presidência da República, em 1989. Ele chegou em uma época semelhante a de hoje, em que professores e  o governo (Jerônimo Santana) não se entendiam. Na porta do então aeroporto Belmont, Ulysses foi recebido por um comitê de recepção, com carro de som, onde a palavra de ordem era: "Arroz, / feijão, / açúcar e pamonha! / Queremos mais vergonha / no Estado de 'Rondonha'!". Ulysses teria dito a Jerônimo: "Governador, como o senhor me traz aqui numa ocasião dessas?"

++++
VAIA – 2

E os problemas continuaram. Do aeroporto, o governador levou o candidato para conhecer o bairro que levava seu nome e que começava ter os lotes distribuídos. De mau humor, Ulysses comentou: "O senhor põe meu nome num lugar feio desses?".

++++
VAIA – 3

A tragédia ainda não tinha acabado. À noite, na Praça das Caixas D'Água, o comício do PMDB teria como atrações o cantor Alceu Valença e o próprio Dr. Ulysses. Mas os professores em greve chegaram antes que os militantes peemedebistas. E vaiaram todos os oradores. No momento em que o candidato a presidente ia subir ao palanque, as vaias subiram de tom e o então deputado federal, licenciado, Chagas Neto pegou o microfone para conter os ânimos. Não conseguiu e pediu que a polícia retirasse os manifestantes. Além de vaias, choveram pedras no palanque. Para encerrar aquele malfadado dia com chave de outro, Alceu Valença, contratado pelo PMDB, disse no início do show: "Votem em quem vocês quiserem! Votem com suas consciências!" E o Collor ganhou as eleições e todo mundo sabe o que resultou.

++++
FRASE

"A noite ainda é virgem". Não sei quem disse está pérola, quando eu me despedia, às 22 horas, na sexta-feira.

++++
CURSO

Vi na Globo. O Governo está chamando jovens para serem treinados como controladores de vôo. Por que, nós brasileiros, somos assim? Não planejamos nada e só agimos para resolver situações críticas depois de tragédias?

++++
BOATO

A contragosto registro os meus parabéns ao marqueteiro de Melki Donadon. Conseguiu mais 15 minutos de fama para o chefe. Hoje senti um tom amargo nos sites de notícias que embarcaram na estória.

++++
QUILOMBOLAS

Ia tratar deste assunto, mas esqueci. O deputado Raul Jungmann (PPS-PE), ex-ministro do Desenvolvimento Agrário no governo FHC, critica o presidente Lula sobre o reconhecimento de terras pertencentes a antigos quilombos, com critérios discutíveis. Dias atrás o senador Gerson Camata (PMDB-ES) fez extenso discurso sobre o mesmo tema. Anotem vai dar rolo. Vamos ter saudades do MST.

++++
SEM TÍTULO

Você está enganada. Não sinto absolutamente nada. Nem raiva, nem mágoa, nem saudade, nem rancor, nem ódio, nem amor, nem amizade. Repito, absolutamente nada. Por isso que sua insistência me incomoda.

++++
ESPERAM POR MIM. TCHAU.
sajunior@rondoniagora.com

* O conteúdo opinativo acima é de inteira responsabilidade do colaborador e titular desta coluna. O Portal Gente de Opinião não tem responsabilidade legal pela "OPINIÃO", que é exclusiva do autor.

Mais Sobre José Carlos Sá

Turismo ampliado

Turismo ampliado

Previsto para entrar em funcionamento no próximo dia 9, domingo, o passeio na antiga litorina da Estrada de Ferro Madeira-Mamoré, vai ampliar as opçõe

Um partido envelhecido precocemente

Um partido envelhecido precocemente

Uma matéria do jornalista Eduardo Militão, da sucursal de Brasília da UOL descreve o desgaste interno e externo do partido MDB

Bebendo veneno

Bebendo veneno

Ministério da Agricultura liberou mais 31 novos agrotóxicos

A tristeza da miséria humana

A tristeza da miséria humana

Efeitos deletérios da tragédia de Brumadinho