Porto Velho (RO) domingo, 16 de dezembro de 2018
×
Gente de Opinião

Dante Fonseca

Cristianismo e religiões de matriz africana: aspectos do sincretismo religioso em Porto Velho, Rondônia


Cristianismo e religiões de matriz africana: aspectos do sincretismo religioso em Porto Velho, Rondônia - Gente de Opinião

Já está à disposição dos leitores interessados a obra coletiva dos historiadores Dante Ribeiro da Fonseca, Josué Passos de Melo, Marta Valéria de Lima e Luciano Leal da Costa Lima, intitulada “Cristianismo e religiões de matriz africana: aspectos do sincretismo religioso em Porto Velho, Rondônia”. Compõe-se o trabalho de um painel em nove capítulos contendo variadas abordagens sobre o tema. Os autores, professores doutores Dante Fonseca e Marta Lima e professores mestres Josué Melo e Luciano Lima, têm suas carreiras de pesquisadores vinculadas à Fundação Universidade Federal de Rondônia (UNIR), os dois primeiros como professores do Departamento de História e os mestres seguintes, egressos dos cursos de graduação e pós-graduação em História da mesma universidade.

Iniciando com uma discussão sobre as raízes do sincretismo religioso afro-brasileiro, onde se busca captar a contribuição sincrética das diversas formas religiosas transmigradas para o Brasil, completa-se essa introdução com uma discussão sobre sincretismo e reafricanização, onde novamente são explorados os limites e potencialidades do tema. No capítulo III são abordados os aspectos da cultura religiosa e do sincretismo em Porto Velho, nele o autor propõe-se, a partir da leitura de obras que tratam sobre Estudos Culturais, História Regional, Religião Cristã, Religião Afro-Ameríndia, produzidas ao longo do século XX, lançar olhar sobre o encontro das religiões da cristandade, africanas e indígenas e da influência desse encontro sobre a religiosidade em Porto Velho. No capítulo IV, “Diversidade religiosa e Umbanda Kardecista”, busca a autora traçar um painel da origem e das manifestações dessa expressão religiosa em Porto Velho. A mesma autora, no capítulo V, busca investigar o “Sincretismo no Tambor de Mina de Rondônia”, um aspecto característico dessa manifestação religiosa encontrado também em Rondônia, que em suas primeiras práticas em Porto Velho encontramos também os orixás convivendo com os santos católicos, além dos encantados e dos caboclos. No capítulo VI novamente o cristianismo e as religiões afro-brasileiras são cotejados em “’Apodera-te de todo meu ser’: o canto e o ‘estado alterado de consciência’ no Pentecostalismo e nas religiões afro-brasileiras” onde é relacionado o canto como forma de mediação entre o fiel e a divindade na liturgia das religiões em cujo culto os praticantes ficam com o estado de consciência alterado. No capítulo VII, “Identidade religiosa do Pentecostalismo em Porto Velho” o autor constrói o texto a partir de observações das práticas litúrgicas nas celebrações religiosas de grupos pentecostais localizados na cidade de Porto Velho, especificamente nas Zonas Leste e Sul da cidade, entre os anos de 1995 e 2016, para explicar, no contexto da formação sociocultural da Amazônia, a centralidade de práticas semelhantes às do Candomblé na Religião Cristã de matriz Pentecostal, a partir das celebrações litúrgicas desse segmento religioso. No capítulo VIII, “Caldeira em Chamas”, a Igreja Pentecostal na formação de Porto Velho (1922), cuja proposta consiste em fazer um recorte, dentro do Cristianismo, separando dele, para fins de estudo, o Pentecostalismo e sua participação na formação de Porto Velho, em torno do ano 1922, ano da fundação da Igreja Evangélica Assembleia de Deus; maior expressão pentecostal até nossos dias em Porto Velho e no Brasil. Finalizando, no capítulo IX, um quadro da “Formação dos cultos afro-brasileiros em Porto Velho/RO”, trazendo novos dados históricos e documentais em relação às pesquisas anteriores e, assim, enriquecendo essa temática, a partir da exploração mais intensa a partir de 2009, quando foram visitadas mais de quarenta casas das mais de 150 existentes em Porto Velho.

 


Sumário

Página

Apresentação.............................................

........5

Introdução................................................

........9

Capítulo I: As raízes do sincretismo religioso afro-brasileiro. Dante Ribeiro da Fonseca..........................................

......13

Capítulo II: Sincretismo e reafricanização. Dante Ribeiro da Fonseca...........................

...... ......71

Capítulo III: Aspectos da cultura religiosa: sincretismo em Porto Velho. Josué Passos de Melo....................................................

....115

Capítulo IV: Diversidade religiosa e Umbanda Kardecista. Marta Valéria de Lima.........................................................

....133

Capítulo V: Sincretismo no Tambor de Mina de Rondônia. Marta Valéria de Lima...........

....167

Capítulo VI: “Apodera-te de todo meu ser”: o canto e o “estado alterado de consciência” no Pentecostalismo e nas religiões afro-brasileiras. Josué Passos de Melo.........................................................

....199

Capítulo VII: Identidade religiosa do Pentecostalismo em Porto Velho. Josué Passos de Melo..........................................

....229

Capítulo VIII: “Caldeira em Chamas”: a Igreja Pentecostal na formação de Porto Velho – 1922. Josué Passos de Melo...........

....273

Capítulo IX: Formação dos cultos afro-brasileiros em Porto Velho/RO. Luciano Leal da Costa Lima e Dante Ribeiro da Fonseca....................................................

....307

Referências dos autores..............................

....334

 

FONSECA, Dante Ribeiro; MELO, Josué Passos de (orgs.); LIMA, Marta Valéria de; LIMA, Luciano Leal da Costa. Cristianismo e religiões de matriz africana: aspectos do sincretismo religioso em Porto Velho. 1. ed. Porto Velho/RO: Nova Rondoniana, 2018. 338 p. ISBN: 978-85-916320-3-9.

 

Aquisição nas livrarias de Porto Velho ou pelo emeio: livrosrondoniana@gmail.com

        

* O conteúdo opinativo acima é de inteira responsabilidade do colaborador e titular desta coluna. O Portal Gente de Opinião não tem responsabilidade legal pela "OPINIÃO", que é exclusiva do autor.

Mais Sobre Dante Fonseca

A origem de Guayaramerín, Bolívia

A origem de Guayaramerín, Bolívia

A cidade de Guayaramerin surgiu durante o Primeiro Ciclo da Borracha em razão da intensificação do comércio da goma elástica que até aproximadamente

"La gesta libertaria de Moxos", Beni, Bolivia.

"La gesta libertaria de Moxos", Beni, Bolivia.

O tema desse encontro é da maior importância para aqueles que buscam melhor conhecer a dinâmica da colonização

 O soldado anônimo e a fronteira do rio Madeira ao Guaporé.

O soldado anônimo e a fronteira do rio Madeira ao Guaporé.

Coronel “Teixeirão” e o Dia do Guerreiro de Selva