Porto Velho (RO) quinta-feira, 20 de janeiro de 2022
×
Gente de Opinião

Confúcio Moura

Quero Barretos Aqui, diz Confúcio Moura


Quero mesmo. De verdade, quero a poderosa festa do peão de Barretos, quero também a extraordinária experiencia do tratamento humanizado do câncer da Fundação Pio XII.

As montarias são bonitas. O mundo todo assiste. O modelo de saúde deve ser visto e copiado. Funciona na prática. É um SUS modificado que deu certo. A gestão eficiente e séria. Médicos trabalham e todos os funcionários em regime de dedicação exclusiva. Como a Rede Sara Kubitschek. Ninguém paga nada. O rodeio retumbante. E ousadia, a determinação de Henrique Prata é muito maior. E tudo ali se move por missão, fé e muita liderança e seriedade.

Rondônia, um pedaço dela está em Barretos, ou no Hospital ou nas casas de apoio. A Fundação Pio XII acolhe a todos igualmente. Isto é bonito demais. Fui visitar Barretos. Via a festa e o hospital. Convidei o Prata para nos ajudar aqui também. Visitei o Hospital São Judas, para prestação de cuidados humanitários e paliativos. Um modelo a ser copiado e imitado.

Agora, estamos à procura da forma legal para que este casamento aconteça. Será muito bom para todos nós. Um modelo novo, que funciona no meio do Hospital de Base e dele se irradiará uma energia renovadora. E depois será a vez do serviço de campo, descentralizado, com exames pelas cidades do interior, fazendo o que nunca foi feito, que é a prevenção séria. O câncer tem cura, desde que seja diagnosticado no início. Isto será o máximo, a economia de vidas.

Fonte: Blog do Confúcio
 

* O conteúdo opinativo acima é de inteira responsabilidade do colaborador e titular desta coluna. O Portal Gente de Opinião não tem responsabilidade legal pela "OPINIÃO", que é exclusiva do autor.

Mais Sobre Confúcio Moura

Urus e Pacaás

Urus e Pacaás

Vou inventar um nome aqui. Aliás, nomes. Porque falar em manter reserva de índio, florestas nacionais ou parques é motivo para ser assassinado. O no

Histórias inacreditáveis

Histórias inacreditáveis

Contar história é também uma arte e um ofício. E cada pessoa, depois de alguns “janeiros” nas costas, vai olhando pra trás e vê pelo retrovisor – a

O salto no escuro (uma história da pandemia COVID-19) Capítulo 60

O salto no escuro (uma história da pandemia COVID-19) Capítulo 60

Falei no capítulo 59 que daria um tempo para continuar com a série. Se não fizer esta pausa, terminarei repetindo demais, indo e voltando. Estou ven

O salto no escuro (uma história da pandemia COVID-19) Capítulo 59

O salto no escuro (uma história da pandemia COVID-19) Capítulo 59

Temos um ano, apenas, de convivência com o coronavírus (Covid-19). E o esforço tem sido enorme pelos profissionais de saúde para, pouco a pouco, ire