Porto Velho (RO) quinta-feira, 20 de janeiro de 2022
×
Gente de Opinião

Confúcio Moura

Confúcio Moura: A ordem é zerar o déficit interno



As conversas fluem tortas ou líquidas. Açucaradas, amargas ou insossas. Um assunto arrasta outro. Enquanto o avião fura nuvem para chegar ao Cone Sul de RONDONIA. Importante é captar o pensamento do outro. Sempre me entrego aos ouvidos e de quando em vez provoco o interlocutor para que fale mais.

E o futuro da economia de RONDONIA?

É um tema fluido. Eu bem sei que economia segue sua marcha. E que ela sempre pode nos surpreender. Ela muda com o humor, boatos, expectativas, lutas. Porque economia é tramada na tricheira das ruas. Como nas mesas de jogatina. E há um equilíbrio em tudo, enquanto um ganha, inexerovalmente o outro perde. Há uma esperteza incrível neste intricado mundo dos negócios.

Enfim, Rondonia deve zerar o seu déficit interno. Ficar na entrada de Vilhena anotando tudo que entra. Carreta de tomate – vamos produzir tomate para não precisar importá-lo. Vem frango – a mesma coisa, produzir frango. E assim vai. Zerar o déficit. Com certeza, depois deste exame e ação concreta, RONDONIA será outra. O que não puder zerar deve ser compensada com outro produto para exportar. Exportar para dentro do nosso proprio país. Nem estou falando em exportação para fora.

A palavra é esta: zerar o déficit.

Outro fator importantíssimo para o Estado é a regularização fundiária. Com todas as propriedades urbanas e rurais documentadas, a riqueza rondoniense dobrará sem nenhum esforço inovador. Ela crescerá pelo fluxo da valorização, da compra e da venda, dos financiamentos, do movimento de dinheiro na praça.

Por fim, a regularização ambiental. Que virá com a aprovação do novo Código Florestal. A oferta de negocios no campo aumentará. A produção agrícola também. Então vejam, como é que conversa puxa conversa. O diagnostico está feito. Agora, é correr e trabalhar para o ato concreto.

Fonte: Blog do Confúcio
 

* O conteúdo opinativo acima é de inteira responsabilidade do colaborador e titular desta coluna. O Portal Gente de Opinião não tem responsabilidade legal pela "OPINIÃO", que é exclusiva do autor.

Mais Sobre Confúcio Moura

Urus e Pacaás

Urus e Pacaás

Vou inventar um nome aqui. Aliás, nomes. Porque falar em manter reserva de índio, florestas nacionais ou parques é motivo para ser assassinado. O no

Histórias inacreditáveis

Histórias inacreditáveis

Contar história é também uma arte e um ofício. E cada pessoa, depois de alguns “janeiros” nas costas, vai olhando pra trás e vê pelo retrovisor – a

O salto no escuro (uma história da pandemia COVID-19) Capítulo 60

O salto no escuro (uma história da pandemia COVID-19) Capítulo 60

Falei no capítulo 59 que daria um tempo para continuar com a série. Se não fizer esta pausa, terminarei repetindo demais, indo e voltando. Estou ven

O salto no escuro (uma história da pandemia COVID-19) Capítulo 59

O salto no escuro (uma história da pandemia COVID-19) Capítulo 59

Temos um ano, apenas, de convivência com o coronavírus (Covid-19). E o esforço tem sido enorme pelos profissionais de saúde para, pouco a pouco, ire