Porto Velho (RO) quinta-feira, 20 de janeiro de 2022
×
Gente de Opinião

Confúcio Moura

Artistas se reúnem para comemorar o dia nacional da poesia



Porto Velho, 15 de março de 2011 - Foi com a poesia “Amazônia das lendas” que Dom Lauro, poeta nordestino residente em Porto Velho desde 1964, iniciou a noite no Mercado Cultural, oportunidade em que admiradores deste gênero literário se reuniram para comemorar o dia Nacional da Poesia.Artistas se reúnem para comemorar o dia nacional da poesia - Gente de Opinião

O dia 14 de março foi a data escolhida para a comemoração em homenagem ao dia do nascimento de um dos grandes poetas brasileiros, Antônio Frederico Castro Alves, que com suas poesias defendeu a democratização e ficou conhecido em todo o mundo.

O encontro reuniu agitadores culturais que durante a noite leram vários poemas, entre eles os dos livros “Espia a Poesia” e “Repara a poesia” de Dom Lauro.

O poeta estava entusiasmado e explicou que esse tipo de encontro fortifica o trabalho. “Tudo aqui aconteceu de forma verdadeira, quem veio, realmente aprecia a poesia e nos reunimos para não deixar essa data passar em branco” afirmou Lauro.

O secretário da SECEL – Secretaria de Cultura, Esporte e Lazer, Francisco Leilson “Chicão”, que também esteve presente contou que não houve um planejamento para esse encontro. “Tudo aconteceu de forma natural. Nos reunimos para lembrar poetas e poesias que de alguma forma marcaram nossas vidas”. O secretário informou ainda que esse momento foi muito proveitoso e que no ano que vem algo maior será preparado para a data.

Fonte: Emilli Sousa
 

* O conteúdo opinativo acima é de inteira responsabilidade do colaborador e titular desta coluna. O Portal Gente de Opinião não tem responsabilidade legal pela "OPINIÃO", que é exclusiva do autor.

Mais Sobre Confúcio Moura

Urus e Pacaás

Urus e Pacaás

Vou inventar um nome aqui. Aliás, nomes. Porque falar em manter reserva de índio, florestas nacionais ou parques é motivo para ser assassinado. O no

Histórias inacreditáveis

Histórias inacreditáveis

Contar história é também uma arte e um ofício. E cada pessoa, depois de alguns “janeiros” nas costas, vai olhando pra trás e vê pelo retrovisor – a

O salto no escuro (uma história da pandemia COVID-19) Capítulo 60

O salto no escuro (uma história da pandemia COVID-19) Capítulo 60

Falei no capítulo 59 que daria um tempo para continuar com a série. Se não fizer esta pausa, terminarei repetindo demais, indo e voltando. Estou ven

O salto no escuro (uma história da pandemia COVID-19) Capítulo 59

O salto no escuro (uma história da pandemia COVID-19) Capítulo 59

Temos um ano, apenas, de convivência com o coronavírus (Covid-19). E o esforço tem sido enorme pelos profissionais de saúde para, pouco a pouco, ire