Porto Velho (RO) segunda-feira, 6 de dezembro de 2021
×
Gente de Opinião

Confúcio Moura

A economia subterrânea - Por Confúcio Moura


 

Gente de Opinião  Tem muita gente boa, que bem que mereceria ganhar um Prêmio Nobel. Um deles é o peruano Hernando de Soto. Homem dedicado aos estudos da pequena economia no mundo inteiro. Tem muitos artigos publicados e um livro espetacular – Economia Subterrânea.

Gente de OpiniãoEle estudou vários países, e viu que quase sempre esta economia invisível existe em todo mundo. Ela é informal, como pode se dizer – até mesmo ilegal, porque são vendedores de rua, camelôs, gente de consertos e reparos, pedreiros, mecânicos de fundo de quintal. E milhares de mães de família, viúvas, separadas ou mães solteiras, que se viram como pode e conseguem criar filhos.

Assim, também, com semelhança os ocupantes de terrenos vazios nas cidades, que entram nestas áreas, constroem bairros e demoram mais de quinze anos para serem regularizados. E aqui no Brasil, no Governo Lula foi criada a Secretaria Nacional de Economia Solidária, inicialmente, dirigida por Paulo Singer. Que foi evoluindo até a implantação das MEIs (microempresas individuais), imensamente, importantes.

Gente de OpiniãoEste é um admirável mundo, que faz pequenas compras, que movimenta a economia de pequenos mercados e que juntos são importantes para o bolo da economia, de um modo geral. Estes cidadãos e cidadãs são empreendedores naturais, sobreviventes de uma luta diária, e que, se enxergados pelo poder público, através de suas agências de fomento ou bancos do povo, com o microcrédito, podem ter com certeza, suas vidas transformadas.

* O conteúdo opinativo acima é de inteira responsabilidade do colaborador e titular desta coluna. O Portal Gente de Opinião não tem responsabilidade legal pela "OPINIÃO", que é exclusiva do autor.

Mais Sobre Confúcio Moura

Urus e Pacaás

Urus e Pacaás

Vou inventar um nome aqui. Aliás, nomes. Porque falar em manter reserva de índio, florestas nacionais ou parques é motivo para ser assassinado. O no

Histórias inacreditáveis

Histórias inacreditáveis

Contar história é também uma arte e um ofício. E cada pessoa, depois de alguns “janeiros” nas costas, vai olhando pra trás e vê pelo retrovisor – a

O salto no escuro (uma história da pandemia COVID-19) Capítulo 60

O salto no escuro (uma história da pandemia COVID-19) Capítulo 60

Falei no capítulo 59 que daria um tempo para continuar com a série. Se não fizer esta pausa, terminarei repetindo demais, indo e voltando. Estou ven

O salto no escuro (uma história da pandemia COVID-19) Capítulo 59

O salto no escuro (uma história da pandemia COVID-19) Capítulo 59

Temos um ano, apenas, de convivência com o coronavírus (Covid-19). E o esforço tem sido enorme pelos profissionais de saúde para, pouco a pouco, ire