Porto Velho (RO) segunda-feira, 18 de novembro de 2019
×
Gente de Opinião

Abnael Machado

JOAQUIM DE ARAÚJO LIMA - O GOVERNADOR POETA



Na galeria dos poetas literatos de Rondônia, destaca-se o engenheiro civil, baiano, Joaquim de Araújo Lima, ativista político integrante da Ação Integralista Brasileira. Essa colocada na ilegalidade em 1938 e posteriormente seus membros foram presos confinados em Fernando de Noronha.

Anistiados, ele se dirigiu à Amazônia escolhendo Porto Velho para fixar residência. Isto na primeira década de 1940, cidade na qual moravam muitos dos seus correligionários.

Homem culto, intelectual integrou-se ao seguimento social e ao do trabalho, exercendo os mais elevados cargos administrativos entre as quais os de superintendente da superintendência de Abastecimento do Vale Amazônico/SAVA, Diretor da Estrada de Ferro Madeira-Mamoré e o de governador do Território Federal de Guaporé (1948 a 1951), o qual administrou com eficiência e eficácia, comprometido como bem social, em consonância com o planejamento de governo.

Construiu os prédios sede da ferrovia Madeira-Mamoré, o Palácio do Governo, o Porto Velho Hotel, o do Fórum Judiciário, o da Maternidade estes na capital.

Em Guajará Mirim os prédios do Hospital, do Grupo Escolar Simon Bolívar, do Hotel. Instalou postos de saúde e escolas rurais, nas sedes distritais dos vales dos rios Madeira, Ji-Paraná, Jamari, Mamoré, Abunã, e ao longo da ferrovia. Todos esses pessoalmente inspecionando e dialogando com seus habitantes.

A natureza o fascinava, como à exalta em seus inspirados poemas tais como:

Céus do Guaporé
Quando em nosso céu se faz moldura
Para engalanar a natureza,
Nos os bandeirantes da Amazônia,
Nos orgulhamos de tanta beleza

Dom João Batista Costa
Salve o pastor, que Deus nos deu missionário da fé
legionário do bem, defensor do Guaporé
No coração dos teus fiéis a gratidão se firmou,
E a caridade cristã para sempre se abrigou.
Se consultarmos os rios as veredas sob o céu,
Nelas andou nosso Bispo buscando d’almas para Deus,
Por isso todos amamos nosso santo e querido pastor.

Escoteiros do Guaporé
Nestas fronteiras do nosso Brasil,
Onde se espraia o Rio Mar,
A mocidade ergue-se viril
Num gesto nobre para lutar
E resoluta gritou sempre alerta,
Pelo Brasil estamos de pé,
Como sentinelas avançadas
Nas terras nova de Guaporé.

São essas as estrofes iniciais de algumas de suas composições literárias, as primeiras foram musicadas e respectivamente adotadas como hino do Estado de Rondônia e dobrando em homenagem ao primeiro Bispo da Prelazia de Porto Velho, Dom João Batista Costa.

O poeta Joaquim de Araújo Lima, é digno das mais relevantes reverencias, pelo seu trabalho realizado em prol do progresso e por sua exaltação à terra, à gente do Guaporé hoje Rondônia.  



(ACLER, 14 de março Dia Nacional da Poesia)
                 

ABNAEL MACHADO DE LIMA
Profº. de História da Amazônia da Universidade Federal do Pará
Membro do Instituto Histórico e Geográfico/RO
Membro da Academia de letras de Rondônia - ACLER.

* O conteúdo opinativo acima é de inteira responsabilidade do colaborador e titular desta coluna. O Portal Gente de Opinião não tem responsabilidade legal pela "OPINIÃO", que é exclusiva do autor.

Mais Sobre Abnael Machado

A PRAÇA DAS TRÊS CAIXAS  DÁGUAS - Por Abnael Machado

A PRAÇA DAS TRÊS CAIXAS DÁGUAS - Por Abnael Machado

  No projeto urbanístico da cidade de Porto Velho, planejado pelo prefeito FRANCISCO LOPES PAIVA, gestor no período de 1979/1980, nomeado pelo Governa

YARAS DO RIO MADEIRA - Por Abnael Machado

YARAS DO RIO MADEIRA - Por Abnael Machado

 A Yara e a Sereia possuidoras de idênticas magias, encantos, poderes e seduções, fisicamente são totalmente diferentes. A sereia é mulher da cintura

EXCURSÃO NO RIO CANDEÍAS - Por Abnael Machado

EXCURSÃO NO RIO CANDEÍAS - Por Abnael Machado

Eu e meus companheiros docentes do Colégio Mal. Castelo Branco, projetamos realizamos uma excursão no Rio Candeias, no trecho compreendido entre a BR

INSTITUTO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO CARMELA DUTRA - Por Abnael Machado

INSTITUTO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO CARMELA DUTRA - Por Abnael Machado

(adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({});   Em sessão solene realizada no dia 14 de dezembro, do corrente ano em curso, seus gestores Vera Lú