Porto Velho (RO) segunda-feira, 24 de setembro de 2018
×
Gente de Opinião

Abnael Machado

A PRAÇA DAS TRÊS CAIXAS DÁGUAS - Por Abnael Machado


 

No projeto urbanístico da cidade de Porto Velho, planejado pelo prefeito FRANCISCO LOPES PAIVA, gestor no período de 1979/1980, nomeado pelo Governador do Território Federal de Rondônia, Coronel Jorge Teixeira de Oliveira, incluía por destaque e prioridade a construção  de um logradouro aprazível destinado ao usufruir dos munícipes de todas as faixas etárias e segmentos econômicos e sociais, em especial ao lazer das crianças e dos jovens adolescentes.


A praça foi construída em um espaço de tradicional atração turísticas, as Três Caixas D’aguas monumentais obras da engenharia hidráulica executadas no período de 1910 a 1912 pela empresa norte-americana Chicago Bridge Et Iron Works, contratada por Percival Farquhar presidente do consórcio empresarial Brazil Railway Co, ao qual se integrava a empresa Madeira-Mamoré Railway Co. Ltda. Na década de 1930 próximo a essas, o Capitão Aluízio Pinheiro Ferreira, primeiro superintendente brasileiro da Madeira- Mamoré mandou construir o conjunto residencial Caiari inaugurado em 1940 pelo Presidente Getúlio Dornelles Vargas em visita a cidade de Porto Velho.

O Prefeito Paiva o escolheu considerando sua privilegiada localização urbana e seus liames históricos, iniciando a instalação do bem público, concluída pelo Prefeito Sebastião Assef  Valadares. Dotaram-no de equipamentos modernos e artísticos, tais como postes de ferro de baixas estaturas encimados por candelabros obras de arte, confortáveis bancos de madeira e canteiros gramados. Era uma perola de harmoniosa beleza de deleite aos olhos e a mente.

Atualmente esta sendo depredados, seus postes arrancados, os candelabros quebrados e furtados, da mesma formam os bancos, os canteiros pisoteados transformaram-se em latrinas e formigueiros de saúvas.

Os vândalos praticantes desses atos frutos de suas irresponsabilidades, são como os porcos da parábola, os quais irracionais por desconhecerem o valor das pérolas as destroem esmagando-as com as patas e agredindo enfurecidos o seu ofertante.

Senhor Prefeito! Mais uma vês restaure a Praça das Três Caixas D’aguas, a proteja e aos incapazes de reconhecerem o bem lhes proporcionado, os mande isolar do meio social os recolhendo no devido chiqueiro.

Parábola “Não lanceis as vossas perolas aos porcos”.

Abnael Machado de Lima
Membro fundador da Academia de Letrasde Rondônia
                

* O conteúdo opinativo acima é de inteira responsabilidade do colaborador e titular desta coluna. O Portal Gente de Opinião não tem responsabilidade legal pela "OPINIÃO", que é exclusiva do autor.

Mais Sobre Abnael Machado

YARAS DO RIO MADEIRA - Por Abnael Machado

YARAS DO RIO MADEIRA - Por Abnael Machado

 A Yara e a Sereia possuidoras de idênticas magias, encantos, poderes e seduções, fisicamente são totalmente diferentes. A sereia é mulher da cintura

EXCURSÃO NO RIO CANDEÍAS - Por Abnael Machado

EXCURSÃO NO RIO CANDEÍAS - Por Abnael Machado

Eu e meus companheiros docentes do Colégio Mal. Castelo Branco, projetamos realizamos uma excursão no Rio Candeias, no trecho compreendido entre a BR

INSTITUTO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO CARMELA DUTRA - Por Abnael Machado

INSTITUTO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO CARMELA DUTRA - Por Abnael Machado

(adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({});   Em sessão solene realizada no dia 14 de dezembro, do corrente ano em curso, seus gestores Vera Lú

SAMUEL CASTIEL JUNIOR O MÉDICO POETA E CRONISTA - Por Abnael Machado

SAMUEL CASTIEL JUNIOR O MÉDICO POETA E CRONISTA - Por Abnael Machado

No memorial Jorge Teixeira, em noite de gala, o acadêmico membro efetivo da Academia de Letras de Rondônia, o poeta e cronista Samuel Castiel Júnior,