Porto Velho (RO) segunda-feira, 18 de novembro de 2019
×
Gente de Opinião

Abnael Machado

ESDIFÍCIO JOVINO LEMOS


ESDIFÍCIO  JOVINO  LEMOS.
  

Estando chegando o Alto Madeira ao atingimento do seu centenário, de relevantes serviços prestados em prol do desenvolvimento material e cultural de Rondônia, fiel ao seu comprometimento de “ser uma tribuna em defesa dos interesses sociais inspiradores de ideias sãs e profícuas”, nos reportamos a fazermos referencia ao local de sua fundação, objetivando sua inclusão nos anais de sua laboriosa trajetória histórica, no transcurso de cem anos de permanentes atividades.

HISTÓRICO

Em 1917, tendo sido desativado o jornal O Município, fundado em 12 de dezembro de 1915, pelo senhor João Alfredo de Mendonça, instalado na rua Floriano Peixoto, o Dr. Joaquim Augusto Tanajura, primeiro prefeito (superintendente) eleito no município de Porto Velho (1916) empossado em 1° de janeiro de 1917, comprou a máquina Tipográfica desse jornal, assim como contratou seus tipógrafos. Alugou o Edifício Jovino Lemos recém construído, situado na rua Prudente de Morais, esquina com a avenida 7 de setembro, neste instalando o jornal Alto Madeira, circulando sua primeira edição no dia 15 de abril de 1917, num domingo de chuva torrencial, tendo inicio sua historia e a do prédio supracitado, mandado  construir pelo empresário extrativista Jovino Lemos, o qual ao contrário dos que aplicavam o capital aqui adquirido, em edificações e outros empreendimentos, em Manaus, Belém e nas cidades de suas origens, ele o empregava em Porto Velho. Colaborando no seu desenvolvimento urbanístico.
O prédio em referência, foi a primeira sede do jornal Alto Madeira no período de 1917 a 1943,até ser transferido para a Barão do Rio Branco.
Sediou a Delegacia Regional do Departamento Nacional de Imigração, a parti do mês de abril de 1943, até o dia 31 de maio de 1945. Órgão subordinado à Comissão Administrativa de Encaminhamento de Trabalhadores para a Amazônia, instituídas em cumprimento ao Acordo de Washington celebrando entre o Brasil e os Estados Unidos da América do Norte, em 3 de março de 1942. O Cargo de Delegado Regional em Porto Velho, era desempenhado pelo engenheiro Joaquim Araújo Lima, o qual recebeu e encaminhou para os seringais 4.343 trabalhadores (soldados da borracha).
E o Banco da Borracha S/A, criado pelo decreto-Lei n°4.459 de 9 de julho de 1942, também em cumprimento ao acordo acima mencionado. Funcionou no período de 17 de abril de 1943 à 13 de setembro de 1953, quando foi transferido para a sua sede construída na avenida Presidente Dutra. Seu primeiro gerente foi o empresário Raimundo Cantuário.
É o Jovino Lemos um prédio histórico, embora tenha sido a sua estrutura arquitetônica original, acrescida de mais dois pavimentos a desfigurando, o evoco objetivando que seja incluído nas comemorações de centenário do jornal Alto Madeira, os dois são frutos de ideias de dois ilustres homens comprometidos em promover o bem estar social, o desenvolvimento politico e cultural de Porto Velho.                         

         

Abnael Machado de Lima
Membro efetivo da Academia de Letras de Rondônia
e do Instituto Histórico e Geográfico de Rondônia
Prof° de História do Amazonas na Universidade  Fed. Do Pará

* O conteúdo opinativo acima é de inteira responsabilidade do colaborador e titular desta coluna. O Portal Gente de Opinião não tem responsabilidade legal pela "OPINIÃO", que é exclusiva do autor.

Mais Sobre Abnael Machado

A PRAÇA DAS TRÊS CAIXAS  DÁGUAS - Por Abnael Machado

A PRAÇA DAS TRÊS CAIXAS DÁGUAS - Por Abnael Machado

  No projeto urbanístico da cidade de Porto Velho, planejado pelo prefeito FRANCISCO LOPES PAIVA, gestor no período de 1979/1980, nomeado pelo Governa

YARAS DO RIO MADEIRA - Por Abnael Machado

YARAS DO RIO MADEIRA - Por Abnael Machado

 A Yara e a Sereia possuidoras de idênticas magias, encantos, poderes e seduções, fisicamente são totalmente diferentes. A sereia é mulher da cintura

EXCURSÃO NO RIO CANDEÍAS - Por Abnael Machado

EXCURSÃO NO RIO CANDEÍAS - Por Abnael Machado

Eu e meus companheiros docentes do Colégio Mal. Castelo Branco, projetamos realizamos uma excursão no Rio Candeias, no trecho compreendido entre a BR

INSTITUTO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO CARMELA DUTRA - Por Abnael Machado

INSTITUTO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO CARMELA DUTRA - Por Abnael Machado

(adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({});   Em sessão solene realizada no dia 14 de dezembro, do corrente ano em curso, seus gestores Vera Lú