Segunda-feira, 24 de junho de 2024 | Porto Velho (RO)

×
Gente de Opinião

Carlos Sperança

O grupo político da esquerda em Porto Velho está enfraquecido e muito dividido


O grupo político da esquerda em Porto Velho está enfraquecido e muito dividido - Gente de Opinião

Roubado, como sempre

É natural a curiosidade despertada pela descoberta entre quinquilharias na República Checa de um filme sobre a Amazônia rodado em 1918, portanto há mais de um século, pelo português Silvino Santos e Agesilau Araújo. Antes de assistir ao filme (https://x.gd/A8EH1) é preciso saber por que “No Paiz das Amazonas” ficou ignorado pelos brasileiros. Como quase tudo em nosso passado, depois de concluído o filme foi roubado. Silvino nunca mais soube dele e morreu em 1970. Ao ser achado na Cinemateca de Praga, estava catalogado como “The Wonders of the Amazon” e atribuído aos EUA.

O interesse em comparar o registro fílmico da época e a atualidade se justifica por tudo que a Amazônia se tornou para o mundo. Resgatado desde o ano passado pela Cinemateca Brasileira, passou a ser exibido e admirado por focar os amazônidas trabalhando, em captura de imagens que põem no mesmo grau de importância a floresta e seu habitante.

Para que não se conclua que o cineasta luso era de “esquerda” por centrar o foco no trabalhador, vale dizer ele foi contratado em 1914 pela Peruvian Amazon Company para desmentir a esquerda da época, que o acusava de escravizar os amazônidas. Bolhas ideológicas à parte, se alguém pensou que a história do filme roubado também daria um bom filme, pensou bem: deu em O Cineasta da Selva, de Aurélio Michiles.

....................................................................................................

As indefinições

Mesmo com a definição de Leo Moraes (Podemos), ainda existem muitas dúvidas com relação as postulações para a eleição 2024 visando renovar a cadeira do prefeito Hildon Chaves em Porto Velho. Pergunta-se se o PL, de Marcos Rogerio e Jaime Bagatolli, por exemplo terá candidatura própria na capital? Se a candidatura do presidente da Assembleia Legislativa Marcelo Cruz (PRTB) é para valer? Desde o início deste lançamento dava pinta que era para negociar a indicação de um vice. O União Brasil conseguirá unificar suas forças depois de ter sabotado a candidatura do deputado federal Fernando Máximo, em favor de uma postulação de Mariana?

Nas convenções

Muitas destas duvidas e tantas outras só serão dirimidas nas convenções partidárias em julho, enquanto isto seguem os jogos de cena. Não me parece possível por exemplo, que depois dos senadores Marcos Rogério e Jaime Bagatoli (PL) trocarem tantas patadas com o governador Marcos Rocha (União Brasil) se unam em torno de Mariana. Bagatoli chegou a taxar Mariana de “comunista” na eleição ao Senado, que ela seria uma oportunista ao se dizer bolsonarista. Comunista, Mariana nunca foi, mas bolsonarista é de carteirinha e é amiguinha dos irmãos Bolsonaro.

A força dos clãs

Se constata desde os primeiros alinhamentos, a força dos clãs políticos em Rondônia. Na capital, os dois principais nomes na peleja vêm de clãs políticos, os Carvalhos, e os Moraes. Em Ariquemes, o clã Redano tem a força. Vejam lá em Vilhena, o clã Donadon mostrando seu poderio mais uma vez. Os clãs políticos tem história e tem força. Seja, alguns em decadência como os dos Muletas em Jaru e dos Amorins em Ariquemes. O clã Cassol se projeta para as eleições 2026, com Ivo ao governo estadual e Jaqueline a Câmara dos Deputados. O clã Raupp não se pronuncia, o clã Expedito se fortaleceu na gestão Hildon Chaves. Tem Expeditão ao Senado e Expedito Neto a deputado federal em 2026.

Uma paralisação

Na busca de melhores salários, os fluviários que atendem as demandas de transportes de combustíveis para Porto Velho (e da soja e outros produtos para Manaus) estudam uma paralisação. Seria a primeira da história, já que nem na seca histórica do ano passado a categoria interrompeu seus serviços cujos reflexos seriam os piores para Rondônia por conta do desabastecimento de gasolina e óleo diesel que chega em barcaças (atualmente também vítimas dos piratas do Madeira na capital rondoniense). Só nos faltava mais esta, não basta a mãe de todas as estiagens desembarcando na região amazônica.

União de forças

 Enfraquecida e muito dividida, a esquerda em Porto Velho se vê diante do desafio de unir forças para conseguir uma vaga no previsível segundo turno nas eleições locais. Enquanto Mariana Carvalho (União Brasil) e Leo Moraes (Podemos) já estão voando nenhum postulante da esquerda e da centro esquerda aparece com chances de destronar os postulantes postados mais à direita. Também no interior, a direita conservadora vai levando vantagem. Seja em Ariquemes, com Carla Redano, ou em Cacoal com Adailton Fúria, e se constata a mesma tendência para Ji-Paraná, Vilhena e Rolim. Uma temporada difícil para a esquerda se recompor depois de seguidos insucessos.

Via Direta

***A limpeza de Candeias do Jamari foi definida como prioridade pelo prefeito tampão Lindomar Garçom (Republicanos). Os últimos prefeitos só queriam fazer a cidade num balcão de negócios *** O tempo é curto para Garçom endireitar Candeias, já que em outubro já tem uma nova eleição e lá está tudo enrolado e infestado de vereadores sequiosos por mamatas públicas *** Percorrendo os bairros de Porto Velho no final de semana, acompanhando um instituto de pesquisas políticas e sociais de Brasília, foi possível constatar a enormidade de cachorros e gatos abandonados pelas ruas. É uma situação lamentável*** Recentes invasões espicharam o perímetro urbano da capital. Haja demandas.

                            

* O conteúdo opinativo acima é de inteira responsabilidade do colaborador e titular desta coluna. O Portal Gente de Opinião não tem responsabilidade legal pela "OPINIÃO", que é exclusiva do autor.

Gente de OpiniãoSegunda-feira, 24 de junho de 2024 | Porto Velho (RO)

VOCÊ PODE GOSTAR

Os deputados estaduais da região Norte inventaram este tal de Parlamento Amazônico

Os deputados estaduais da região Norte inventaram este tal de Parlamento Amazônico

Inferno é desistir Uma velha polêmica religiosa é se, em caso de existir, o inferno é o futuro inevitável de gente malvada ou se ficará vazio por

Mariana Carvalho e Leo estão retardando a entrada em campo

Mariana Carvalho e Leo estão retardando a entrada em campo

Atraso e prejuízosAs bolhas “ideológicas” são dão alegrias aos adeptos mais alheios à realidade, que se divertem insultando inimigos. Para a socied

O marketing dos opositores estuda algum calcanhar de Aquiles do prefeito Hildon Chaves

O marketing dos opositores estuda algum calcanhar de Aquiles do prefeito Hildon Chaves

Crianças valiosasCientistas brasileiros encaminharam pela revista Nature Medicine séria denúncia sobre as dramáticas condições de saúde da populaçã

A adesão de Cristiane Lopes é importante para Mariana Carvalho

A adesão de Cristiane Lopes é importante para Mariana Carvalho

A internet nas aldeiasArtigo do jornal The New York Times que reporta a chegada da internet a aldeias indígenas amazônicas pelas antenas do polêmic

Gente de Opinião Segunda-feira, 24 de junho de 2024 | Porto Velho (RO)