Porto Velho (RO) sábado, 28 de maio de 2022
×
Gente de Opinião

Sergio Pires

A maior troca de partidos + Pecuaristas da região de ji-paraná cobram dívida de 70 milhões de reais + Homenagens a Euro Tourinho


A maior troca de partidos + Pecuaristas da região de ji-paraná cobram dívida de 70 milhões de reais + Homenagens a Euro Tourinho - Gente de Opinião

JANELA DE MARÇO PODE REPRESENTAR A MAIOR TROCA DE PARTIDOS DA NOSSA HISTÓRIA RECENTE

Faltam menos de dois meses e meio. Março será a janela para que políticos possam trocar de partido e ainda se habilitarem a disputar a eleição de outubro, para as Assembleias Legislativas, o Congresso Nacional e a Presidência da República. Desde que houve mudança na lei eleitoral, permitindo que haja, por exemplo, um número de candidatos para cada uma das casas dos parlamentos, com número de vagas e mais um (na Assembleia, só poderá haver 25 candidatos por partido, por cada vaga e na Câmara Federal só nove por  cadeira), um verdadeiro jogo de xadrez se formou, para que os postulantes ingressem numa sigla onde tenham chances reais. As dificuldades, contudo, são imensas. Como, por exemplo, formar uma nominata viável num partido onde há só um nome com possibilidades de se eleger? Os demais participariam apenas como escada? Sem possibilidade de alianças (a não ser que elas sejam mantidas por pelo menos quatro anos, pós eleição), o quadro se tornou um verdadeiro quebra-cabeças. A tal ponto que, alguns campeões de votos, terem sido “convidados a se retirar” de determinado partido, porque, caso permaneçam, não haverá mais ninguém para formar uma nominata viável. Ou seja, todos sabem que só aquele nome teria chances de se eleger e os demais seriam meras “escadas”. A disputa pelo Planalto já tem Jair Bolsonaro (PL), Lula (PT), Ciro Gomes (PDT), Sérgio Moro (Podemos) e João Dória, como os principais postulantes. E para as cadeiras da Assembleia Legislativa e Câmara Federal, como se formará o quadro final de candidatos? Com exceção da disputa pela Presidência da República, onde os principais candidatos já estão postos, para os parlamentos a situação está muito complicada.

O drama está sendo vivido por nomes quentes como os de Lúcio Mosquini MDB), Mariana Carvalho (PSDB), Expedito Netto (PSD) e Silvia Cristina PDT), só como exemplos. Bons de voto, como conseguirão cooptar para a composição de uma nominata, bons nomes da nossa política, neste contexto em que, em seus partidos, já se calcula (pelo menos em teoria, porque quando se abrirem as urnas, tudo pode mudar!), que esses quatro usados como exemplo, teriam chances reais de voltar às suas cadeiras? E os outros? Mauro Nazif (PSB) e o Coronel Chrisóstomo (PSL), também estão com calculadoras embaixo do braço, tentando achar saídas para essa charada. Só quem não faz as contas em relação à Câmara Federal é Jaqueline Cassol e Léo Moraes, ela candidata ao Senado, ele candidato ao Senado ou ao Governo do Estado. As conversas, as negociações políticas e os cálculos dominam, hoje, todos os partidos e todos os que estarão na disputa em outubro. Tanto na corrida pelas cadeiras à Câmara Federal quanto à Assembleia Legislativa, há políticos que, com um pouco de bom humor, se poderia dizer que estão mais perdidos do que cachorro que caiu da mudança. Em breve, contudo, se saberá quem vai para onde e quais as chances reais de cada um.  

 

DESESPERO: PECUARISTAS DA REGIÃO DE JI-PARANÁ COBRAM DÍVIDA DE 70 MILHÕES DE REAIS

O site Compre Rural (https://www.comprerural.com/frigorifico-nao-paga-boiada-e-prejuizo-e-de-r-70-milhoes/) denuncia um grande prejuízo a criadores de gado na região de Ji-Paraná. O rombo estaria causando prejuízos de até 70 milhões a produtores rurais, que até agora não receberam o dinheiro da venda do gado para um grande frigorífico, com indústria também local. Até agora, pelo menos, os donos do gado vendido não viram a cor do dinheiro. Segundo as denúncias, a empresa compradora adquiriu grande número de animais para abate e, ao menos até agora, não havia pago a grande quantia devida a produtores da região. O site Compre Rural afirma, ainda, que “os pecuaristas estão se unindo, correndo atrás da cobrança do gado negociado”. Os pagamentos estariam atrasados desde novembro passado e, mesmo com as renegociações, os novos prazos também não foram cumpridos. O caso domina as conversas de lideranças do agronegócio de Ji-Paraná e cidades vizinhas. Muitos dos produtores não têm ideia de como sobreviverão com um prejuízo financeiro desta monta. A esperança é de que a empresa volte a negociar novos prazos e comece a cumprir os pagamentos. A diretoria da empresa não se pronunciou sobre o assunto, até agora.

 

CONTRATO PARA OBRAS DO HEURO SERÁ ASSINADO NESTA SEGUNDA. OBRAS COMEÇAM EM MAIO

A segunda-feira marca uma data que, certamente, vai entrar também na história da nossa Rondônia. Depois de pelo menos duas décadas e meia (há quem diga que é mais que isso!), finalmente será definida a construção do Hospital de Urgência e Emergência de Porto Velho, o Heuro, com a assinatura do contrato, uma das últimas etapas para que a obra finalmente comece. Se tudo der certo e não houver nenhuma outra interferência, as obras devem começar em maio deste ano e serão realizadas em etapas, ficando tudo pronto, no máximo, em maio de 2024. O governador Marcos Rocha vai oficializar, com sua assinatura, contrato para a obra com o consórcio Vigor Turé, que ganhou a licitação, feita na Bolsa de Valores de São Paulo, em abril passado. A construção em si não terá custo algum ao Estado, mas haverá, depois de tudo pronto, um pagamento mensal durante 360 meses, ou seja, 30 anos, quando então toda a estrutura passará, em definitivo e sem qualquer custo adicional, para o Estado de Rondônia e sua população. O hospital terá, segundo o projeto já aprovado, um total de 399 leitos (por que não 400?); 60 leitos de UTI; nove salas de cirurgia e várias inovações. Equipamentos de última geração deverão ser adquiridos. Parte deles, com os 50 milhões de reais doados ao Estado, para o Heuro, pelo Tribunal de Contas rondoniense. Enfim, uma notícia das mais importantes para nossa terra e para a saúde pública, ainda tão deficitária.

 

UM JOVEM DEPUTADO NA MIRA DA POLÍCIA: É MAIS UM PARLAMENTAR ENVOLVIDO EM DENÚNCIAS

Mais uma ação policial importante foi registrada na Assembleia Legislativa. Dessa vez, o alvo foi o jovem deputado Johnny Paixão, de Ji-Paraná, que sofreu a visita dos policiais da Draco, tanto em seu gabinete quanto em sua residência. As acusações envolvem desvio de dinheiro de emendas; prática da ilegal racghinha e a existência de servidores funcionários na folha de pagamento do parlamentar. Johnny Paixão se defendeu, numa nota, negando qualquer ilegalidade, se colocando à disposição das autoridades para elucidar o assunto e ainda disse estar tranquilo quanto à sua vida pública e privada. Vindo da área militar, o parlamentar chegou na Assembleia como uma cara nova para a política, depois de grande sucesso que fez na sua cidade, principalmente em realização de suas ações sociais. Até agora, não havia qualquer questão que desabonasse a vida do deputado iniciante. Contudo, pelo que se ouviu nos bastidores, as investigações começaram há alguns meses, a partir de denúncias de licitações dirigidas para obras em escolas, com as emendas do parlamentar. A partir dos primeiros levantamentos, começaram a ser descobertos outras possíveis irregularidades, que chegaram à rachadinha e também “fantasmas” na relação de assessores de Paixão. Ele nega tudo e diz que não teme qualquer investigação. O assunto continua dominando o noticiário político.


EMPRESÁRIOS PEDEM AO DER A REATIVAÇÃO DO AEROPORTO DE GUAJARÁ MIRIM

O pequeno aeroporto de Guajará Mirim está desativado há mais de dois anos, para voos particulares. Só pode ser utilizado para transporte de doentes e para os pequenos aviões que transportam dinheiro para os bancos. Afora isso, zero. Cidade turística, na divisa com a Bolívia, não há como decolar e aterrissar lá. Empresários que têm negócios com os bolivianos  ou produzem em plantações no nosso vizinho, como César Cassol, um dos maiores empreendedores e investidores de Rondônia, lidera um grupo de empresários que luta para que o aeroporto de Guajará possa voltar a receber voos. O grupo liderado por César, aliás, já conseguiu fazer com que o aeroporto de Costa Marques voltasse a funcionar, inclusive bancando as melhorias necessárias para isso. Em Guajará, há entraves burocráticos e obras que precisam ser feitas. Há necessidade da municipalização do aeroporto; da instalação de uma cerca e da nomeação de um gestor responsável pelo local, nas 24 horas do dia.  Com a reativação, Guajará Mirim e região teriam muitos benefícios, não só atraindo mais negócios e empresários, como, ao mesmo tempo, beneficiando o setor de turismo.

 

DER GARANTE INVESTIMENTOS DE 2 MILHÕES E FUNCIONAMENTO AINDA NESTE SEMESTRE  

A boa notícia veio, na sexta-feira, do responsável pelo setor aeroportuário do DER rondoniense, a quem o aeroporto de Guajará está subordinado. O Coronel Maia, que comanda o setor, confirmou que, provavelmente ainda neste semestre, o aeroporto de Guajará deve ser liberado para todos os voos de pequeno porte, inclusive os particulares. Um projeto de restauração do local, com investimentos que beiram os 2 milhões de reais, já está em andamento. Ele incluiu a reforma e melhorias no pequeno terminal de passageiros; a criação da cerca, exigida para que o aeroporto possa receber aviões e, ainda, a nomeação de pessoas responsáveis pela administração e cuidados do aeroporto. Maia afirma que o DER tem sido sensível aos pedidos de empresários e da comunidade de Guajará e anunciou que em breve será realizada a licitação para todas as obras necessárias. Caso todos os planos em andamento consigam ser realizados dentro dos prazos previstos, é possível que ainda neste semestre, o pequeno, mas importante aeroporto de Guajará Mirim já esteja funcionando plenamente, atendendo as reivindicações de quem dele tanto necessita.


MUITO CUIDADO COM O VÍRUS: ELE MATOU 99 RONDONIENSES NOS ÚLTIMOS 30 DIAS

Depois de um período de melhora nos números de pessoas atingidas e de vidas perdidas para o Coronavírus, a situação voltou a piorar. Nos últimos 30 dias (entre a quarta-feira, 15 de dezembro de 2021 e esta sexta-feira, 14 de janeiro de 2022) o problema voltou a complicar. Para se ter ideia, o número de óbitos, apenas nestas quatro semanas, saltou de 6.688 para 6.787, ou seja, no mês, os boletins oficiais da saúde pública registraram 99 mortes, mais de três por dia. O número de internações aumentou pouco neste período, de 131 para 133. Mas há uma diferença importante: no mês passado, os leitos de UTI ocupados eram em número bem menor do que agora, onde o percentual de ocupação subiu de forma preocupante, chegando perto dos 70 por cento. Em termos de vacinação, estamos bem, dentro da média nacional. Em dezembro passado, há um mês, haviam sido aplicadas 1 milhão 229 mil primeiras doses e 1 milhão e 3 mil segundas. Um total de 2 milhões e 232 mil doses já haviam sido aplicadas na população rondoniense, das 2 milhões e 870 mil que o Ministério da Saúde havia nos enviado até 15 de dezembro. No Boletim da última sexta, estes números cresceram para 1 milhão e 230 mil primeiras doses; mais de 1 milhão e 6 mil de segundas doses e, ainda, próximo a 120 mil de reforço. Sem contar cerca de 70 mil que chegaram no final de semana, Rondônia já recebeu de 3 milhões e 90 mil doses das diferentes vacinas.

 

MARCOS ROGÉRIO REAGE À OPOSIÇÃO E IRONIZA IDEIA DE CRIAR NOVA CPI DO CIRCO

Um dos poucos que sobreviveram à ridícula CPI do Circo, tornando-se figura nacional pela intransigente defesa que fez do governo Bolsonaro e pelos ataques criativos e ásperos contra os donos do circo (Omar Aziz, Renan Calheiros e Randolfe Rodrigues), o senador rondoniense Marcos Rogério foi novamente às redes sociais, no final de semana, para cutucar seus adversários. A ideia esdrúxula, para não dizer coisa pior, do desesperado senador ex-PSOL, Randolfe Rodrigues, que apresentou projeto para criar nova CPI, porque a anterior, ridícula, não bastou, foi o alvo de comentário recheado de críticas à oposição e de ironia, do jovem senador de Rondônia. Marcos Rogério, sem citar o nome do raivoso senador do Amapá e nem dos demais, escreveu: ”estão tentando criar novamente uma CPI para emparedar quem? Bolsonaro, é claro! Ou vocês imaginaram que era para investigar a roubalheira do consórcio Nordeste?”, ironizou. Afirmou ainda que "a tentativa da esquerda de criar mais uma CPI da Pandemia, nada mais é do que uma forma de boicotar o governo Bolsonaro, sobretudo no ano eleitoral. O povo está atento a mais essa tentativa de perseguição. Vai vendo, Brasil!”

 

HOMENAGENS À MEMÓRIA DO INESQUECÍVEL EURO TOURINHO, QUE FARIA 100 ANOS NESTA SEGUNDA

A segunda-feira, dia 17, marcaria uma data de grande importância para a história de Rondônia. A data marca o aniversário de um personagem inesquecível da nossa terra. Euro Tourinho, que morreu aos 97 anos em 2019, comemoraria seu centenário neste dia. As lembranças são intensas. O jornalista e empresário viveu uma vida das mais dignas, como exemplo de ser humano, de jornalista, de um líder de Rondônia que deixou um lastro de realizações que jamais se poderá esquecer. A família Tourinho se confunde com grandes realizações para nossa Capital e para nosso Estado. O jornal Alto Madeira, dirigido por Euro Tourinho e por seu irmão, Luiz Tourinho, também falecido, foi um dos mais importantes veículos de comunicação em toda a história e que, infelizmente, ficou pelo caminho, como tantos outros da imprensa escrita, que sucumbiram nestes tempos modernos de sites e internet. Nesta semana, no Buraco do Candiru, houve homenagens especiais. Ali, na Alameda Euro Tourinho, houve choro, risos, comemorações e doces lembranças. A perda deste grande homem e o centenário do empresário, jornalista, pai de nove filhos; avô de 27 netos;  bisavô de 24 bisnetos e tataravô de uma criança, foram eventos registrados, neste sábado, no programa Papo de Redação, dos famosos Dinossauros, na SICTV/Record. A atração teve a destacada presença da Juíza Euma Tourinho, presidente da Associação dos Magistrados de Rondônia, uma das netas de Euro.    

 

PERGUNTINHA

Se você fosse eleitor paulista, votaria para Governador no atual ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas, muito festejado por sua competência técnica, mas neófito na política, apenas por ser indicação pessoal do Presidente Jair Bolsonaro?

* O conteúdo opinativo acima é de inteira responsabilidade do colaborador e titular desta coluna. O Portal Gente de Opinião não tem responsabilidade legal pela "OPINIÃO", que é exclusiva do autor.

Mais Sobre Sergio Pires

O Planalto apoia Mariana Carvalho para o Senado? + Marcos Rocha otimista com a reeleição + Prédios tremem em Porto Velho

O Planalto apoia Mariana Carvalho para o Senado? + Marcos Rocha otimista com a reeleição + Prédios tremem em Porto Velho

BASTIDORES AVISAM: OS BOLSONARO APOIAM MARIANA CARVALHO PARA O SENADO Quem será o nome que o presidente Jair Bolsonaro vai escolher para concorrer

A guerra que nunca terá fim! + A feira tem muitos políticos e não faltam fofocas + Médica pode ter punição exemplar

A guerra que nunca terá fim! + A feira tem muitos políticos e não faltam fofocas + Médica pode ter punição exemplar

A GUERRA DA UCRÂNIA PODE TERMINAR EM BREVE, MAS A DECRETADA PELOS CRIMINOSOS CONTRA A SOCIEDADE BRASILEIRA, NUNCA TERÁ FIM!A guerra de invasão da Uc

Dória cai fora da sucessão + Republicanos traz Damares+ Porte de armas para vigilantes

Dória cai fora da sucessão + Republicanos traz Damares+ Porte de armas para vigilantes

ELEITO NA ESTEIRA DO SUCESSO DE BOLSONARO, DÓRIA SE TORNOU UMA FIGURA PATÉTICA NA POLÍTICA NACIONAL E CAI FORA DA SUCESSÃO  Houve, claro, alguma su

A grandeza do agronegócio rondoniense + Vaga ao senado + Dez mulheres mortas

A grandeza do agronegócio rondoniense + Vaga ao senado + Dez mulheres mortas

COMEÇA UMA FEIRA GIGANTE QUE RESUME TODA A GRANDEZA DO AGRONEGÓCIO RONDONIENSE Rondônia tem sido, nos últimos anos, uma ilha de prosperidade, com nú