Sábado, 20 de julho de 2024 | Porto Velho (RO)

×
Gente de Opinião

Segurança

MPRO sedia encontro de integração interinstitucional de combate à violência contra a mulher


MPRO sedia encontro de integração interinstitucional de combate à violência contra a mulher - Gente de Opinião

Na manhã desta quarta-feira (6/3), o Ministério Público de Rondônia (MPRO) sediou um encontro de integração interinstitucional com foco no combate à violência contra a mulher, violência doméstica e familiar. O evento, que ocorreu no auditório do MPRO em Porto Velho, contou com a participação de várias instituições, incluindo a Secretaria de Estado da Assistência e do Desenvolvimento Social (SEAS), a Secretaria de Segurança, Defesa e Cidadania (SESDEC RO), a Polícia Civil, a Polícia Militar e a Polícia Rodoviária Federal (PRF).

No encontro, o Subprocurador-Geral de Justiça Administrativo, Héverton Alves de Aguiar, agradeceu e acolheu as autoridades presentes. Ele destacou que, apesar da triste colocação em que Rondônia figura no ranking de violência contra a mulher, o momento era especial e demonstrava a integração de forças. “Não descansaremos enquanto esse propósito não for alcançado. Juntos venceremos”, afirmou. Nesse sentido, informou que a Procuradoria Geral de Justiça autorizou a criação de mais uma Sala Lilás em Porto Velho para reforçar a atuação do MPRO no combate à violência contra mulher.

MPRO sedia encontro de integração interinstitucional de combate à violência contra a mulher - Gente de Opinião

A Coordenadora da Rede Lilás, Rosimar Francelino, enfatizou a necessidade de integrar forças e o empenho necessário para a causa. Ela também mencionou que o TCE verifica a efetividade das ações e que as mulheres devem participar da elaboração dos protocolos de segurança.

O Secretário-Adjunto da SESDEC, Paulo Henrique da Silva Barbosa, destacou que a integração já vem acontecendo em Rondônia e foram destinados 4 milhões de reais exclusivamente para o combate à violência contra a mulher. Ele também parabenizou o MPRO pelo espaço e pela integração.

O encontro foi uma consequência dos agrupamentos de forças interinstitucionais para a Operação Átria, idealizada e mobilizada pelo Ministério da Justiça para intensificar a ação da segurança pública em todo o território nacional para o enfrentamento das situações de violência doméstica, familiar e contra a mulher.

A operação recebeu esse nome em alusão a Átria, a principal estrela da constelação denominada “Triângulo Austral” do hemisfério estelar sul, que tem coloração alaranjada e consta na bandeira do Brasil. A ideia é reposicionar as mulheres agredidas, retirando-as da condição de vítima e devolvendo-as ao seu lugar de destaque.

Gente de OpiniãoSábado, 20 de julho de 2024 | Porto Velho (RO)

VOCÊ PODE GOSTAR

Investimentos na segurança pública colocam Rondônia em 1º lugar na redução de homicídios em todo o país

Investimentos na segurança pública colocam Rondônia em 1º lugar na redução de homicídios em todo o país

Mais uma vez a gestão do governador de Rondônia, Marcos Rocha é destaque nacional na construção de políticas públicas eficientes em benefício da pop

Atenção deve ser redobrada por parte de condutores, pais ou responsáveis no período de férias escolares

Atenção deve ser redobrada por parte de condutores, pais ou responsáveis no período de férias escolares

Em tempos de férias escolares, quando tende a aumentar o número de crianças brincando nas ruas, na frente das casas ou na região onde moram, a Prefeit

Deputado Jesuíno Boabaid preside audiência de Instrução Legislativa para discutir tabela salarial da segurança pública

Deputado Jesuíno Boabaid preside audiência de Instrução Legislativa para discutir tabela salarial da segurança pública

Sob a presidência do deputado estadual Jesuíno Boabaid, a Audiência de Instrução Legislativa realizada na manhã desta sexta-feira, no plenário Lúcia

Ações da gestão Marcos Rocha colocam RO em 1º lugar no ranking em percentual de reeducandos trabalhando

Ações da gestão Marcos Rocha colocam RO em 1º lugar no ranking em percentual de reeducandos trabalhando

Com a marca de 5.302 reeducandos atuando diretamente em atividades laborais, Rondônia passou a ocupar o 1º lugar no ranking dos estados onde mais in

Gente de Opinião Sábado, 20 de julho de 2024 | Porto Velho (RO)