Porto Velho (RO) domingo, 27 de setembro de 2020
×
Gente de Opinião

Opinião

Morre, aos 78 anos, arcebispo emérito de Porto Velho, dom José Martins da Silva



O arcebispo emérito de Porto Velho dom José Martins a esquerda
 

Faleceu na manhã de hoje, 29 de janeiro, na cidade de São Gotardo (MG), o arcebispo emérito de Porto Velho (RO), dom José Martins da Silva. O corpo está sendo velado na paróquia de Santa Rosa, em Santa Rosa (MG). No início da tarde, o corpo será transladado para Tiros, interior de Minhas Gerais, cidade natal de dom José. Às 19h, haverá celebração de exéquias e, em seguida, o sepultamento.

Gente de Opinião

Em comunicado, a diocese de Luz (MG), na qual dom José Martins exerceu função de administrador diocesano, manifestou pesar pelo falecimento do bispo. “Amigo de todo clero, conselheiro sereno dom José deixará a lembrança de um homem simples e de uma fé inabalável. Amigo e “Anjo da guarda” de nossa diocese. A ele, nossa eterna gratidão. Rogamos ao Pai Celestial, que acolha este nosso irmão na morada eterna”, expressou administrador diocesano da diocese, padre Antônio Campos Pereira.
 

Na força do Senhor

Morre, aos 78 anos, arcebispo emérito de Porto Velho, dom José Martins da Silva - Gente de OpiniãoDom José nasceu em 14 de junho de 1936. Aos 19 anos, realizou a profissão religiosa na Congregação dos Missionários Sacramentinos de Nossa Senhora (SDN). Foi nomeado ao episcopado em 3 de janeiro de 1978, por João Paulo I, assumindo como primeiro bispo-prelado de Ji-Paraná (RO), onde permaneceu até 1982. Escolheu por lema “Na força do Senhor” (Virtude Dei). Durante quinze anos esteve como arcebispo de Porto Velho, até a data de sua renúncia, em 1997.

Em sua trajetória episcopal, dom José Martins da Silva teve intensa atuação nos trabalhos sociais da Igreja e na atividade missionária. Foi membro da Comissão Episcopal de Pastoral (CEP) da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) - (1983-1987) e presidente do DEMIS da Conferência Episcopal Latino Americana (1987-1991).

Fonte: CNBB com informações e foto da diocese de Luz.

Mais Sobre Opinião

O câncer nunca espera

O câncer nunca espera

A pandemia de Covid-19 mostrou de maneira clara e sem filtro as inúmeras mazelas da sociedade. No Brasil, muitos morreram, milhares ficaram doentes

Um compromisso com a liberdade de pensar

Um compromisso com a liberdade de pensar

Há um certo pensamento medíocre, que pavimenta o ideário brasileiro, e quer impor uma visão distorcida, sobre fatos, questões, alguns temas candente

Embargando numa canoa furada

Embargando numa canoa furada

Depois de muito puxa-encolhe, o prefeito de Porto Velho, Hildon Chaves, decidiu, enfim, anunciar que vai disputar a reeleição. Com a desistência do

Servidor Público: o bode expiatório de todas as mazelas

Servidor Público: o bode expiatório de todas as mazelas

Alguns segmentos do funcionalismo público, nos três níveis de poder, têm recebido com preocupação – mesmo os que o sufragaram na eleição presidencia