Jornalista de Rondônia lança Manual de Gerenciamento de Crises para o Judiciário no STJ


Jornalista de Rondônia lança Manual de Gerenciamento de Crises para o Judiciário no STJ - Gente de Opinião

 Sofrer uma crise com a opinião pública é tão difícil quanto enfrentá-la. A constatação pode ser vista diariamente nos jornais, sites noticiosos, redes sociais e outros meios tecnológicos de informação onde é cada vez mais comum ver organizações públicas ou privadas, bem como pessoas, em total “apuros” na mídia.

Quando em situações de crise, os assessores de comunicação, que geralmente são os responsáveis pelo gerenciamento, deparam-se com a seguinte pergunta: o que fazer?

No Brasil, o poder público já é figura “carimbada” nas crises com a sociedade, fato que atinge todos os poderes, inclusive aquele tido muitas vezes como inatingível e de conduta ilibada, o Judiciário.

Foi pensando nisso, que o jornalista e servidor da Justiça do Trabalho em Rondônia e Acre, Celso Gomes, escreveu o Manual de Gerenciamento de Crises Institucional com a Opinião Pública, a ser lançado nesta quarta-feira (28), às 18h30, no Espaço Cultural do Superior Tribunal de Justiça (STJ) em Brasília.

Na oportunidade, será formada uma mesa redonda com a participação dos jornalistas Antônio Carlos, diretor da executiva da Fenaj - Federação Nacional dos Jornalistas; Moacir Maia, presidente do Fórum Nacional de Comunicação e Justiça (Fncj) e o autor Celso Gomes.

A obra é resultado de uma longa pesquisa e de estudos de casos, nos quais o autor verificou não haver na literatura brasileira um manual para prevenir e gerenciar crises de imagem com a opinião pública, especialmente na esfera do Poder Judiciário. Nela são apresentados conceitos, os principais fatores que podem gerar crises no Judiciário, medidas a serem adotadas, comunicação na esfera pública, novas mídias, mensuração dos resultados e, um dos itens mais importantes, dicas proativas de prevenção às crises e de como evitar prejuízos maiores.

Para o autor, que também é bacharel em Direito, embora o Manual tenha um foco mais para o Poder Judiciário, é aplicável em organizaçoes pública e privadas. Algumas experiências com crise, a exemplo do caso que envolveu o ex-juiz Nicolau dos Santos Neto, do TRT de São Paulo, entre outros como escândalos envolvendo parlamentares e membros do Poder Executivo, disse.

O conteúdo apresenta-se acessível e de fácil localização a qualquer público, seja comunicador social, magistrado e membros operadores do direito e da Justiça.

Além do STJ, o lançamento tem o apoio da L. Gomes Advogados Associados, New Now Comunicações e Fórum Nacional de Comunicação e Justiça (FNCJ), Roberta Doelinger, Produtora Literária e diretora do Sindicato dos Escritores do Distrito Federal, dentre outros parceiros.

A apresentação cultural, por ocasião do lançamento do Manual, ficará a cargo do cantor e compositor André Porto.

Sobre o autor

Celso Gomes é graduado em Comunicação Social (Jornalismo) pela Faculdade de Rondônia (Faro) e pós-graduado em Gestão e Planejamento Estratégico em Comunicação pela União das Escolas Superiores de Rondônia (Uniron). Graduou-se também em Direito pela Universidade Federal de Rondônia (Unir). É membro fundador e ex-presidente do Fórum Nacional de Comunicação e Justiça (FNCJ) e do Congresso Brasileiro dos Assessores de Comunicação da Justiça (Conbrascom).

É servidor da Justiça do Trabalho e atua desde agosto de 2001 na Assessoria de Comunicação Social do Tribunal Regional do Trabalho da 14ª Região (Rondônia e Acre). Idealizou e apresentou por nove anos consecutivos o programa de televisão Justiça & Cidadania veiculado em todo o Brasil pela TV Justiça e outras emissoras regionais.

Fonte: Luiz Alexandre

VOCÊ PODE GOSTAR

De novo esse papo furado de transposição!

De novo esse papo furado de transposição!

Entra eleição, sai eleição, e a conversa mole é sempre a mesma: se eu for eleito, prometo resolver de uma vez por todas essa questão da transposição

“Não houve traição!”

“Não houve traição!”

Era para ser uma convenção partidária como tantas outras de que se têm notícia, não fosse pelo fato de um respeitado pretendente ao cargo de deputad

Portugal signo do desenvolvimento e da decadência da Europa

Portugal signo do desenvolvimento e da decadência da Europa

Só um Portugal-Espanha unidos e empenhados com as antigas colónias conseguirão afirmar-seA Europa global começou em Portugal e acabou em Portugal. O

Cama de gato

Cama de gato

De todos os pecados mortais que ao longo dos anos vêm degradando a humanidade existe um que, há mais de dois mil anos, depois daquele infame beijo d