Porto Velho (RO) sexta-feira, 5 de junho de 2020
×
Gente de Opinião

Energia

Energia elétrica melhora a vida de moradores da comunidade do Baixão, em Alta Floresta D’Oeste


Dinéia Maria da Silva não tinha eletricidade em sua casa há 11 anos, desde quando chegou à cidade. - Gente de Opinião
Dinéia Maria da Silva não tinha eletricidade em sua casa há 11 anos, desde quando chegou à cidade.

Dinéia Maria da Silva mora na comunidade do Baixão, distante 135 km do centro de Alta Floresta D’Oeste, em Rondônia. Desde quando chegou à cidade, há 11 anos, nunca teve energia elétrica em sua casa. Com a chegada da Energisa ao estado, sua vida melhorou: em novembro foi ligada a energia elétrica em sua casa e ela deixou de fazer tarefas antigas, como lavar a roupa com as mãos, e agora tem a eletricidade como aliada para executar esta função.

“Depois que essa energia chegou foi uma bênção”, afirma Dinéia enquanto mostra a sua máquina de lavar. A chegada da energia elétrica também eleva os pensamentos da dona de casa, que quer modificar a forma de trabalhar com sua plantação. “Agora penso em só mexer com milho e fazer irrigação também. Se não tiver energia, a gente fica de mãos atadas”, diz agradecendo a Energisa pela chegada da eletricidade.

Dinéia é um exemplo dos vários moradores de comunidades das regiões distantes do centro de Alta Floresta D’Oeste que começaram a receber energia elétrica após a chegada do Projeto Energia que Transforma, lançado na segunda-feira (27/01) pela concessionária e resultado de investimentos de mais de R$ 4 milhões em manutenção e distribuição de rede, atendimento comercial e eficiência energética.

Além disso, a Energisa, até sexta-feira (31/01) cumprirá o cronograma previsto no início do projeto, e realizará a troca de 100 geladeiras e 2 mil lâmpadas entre os clientes incluídos na Tarifa Social de Energia Elétrica, de acordo com o cadastro de baixa renda do município e seguindo a regulamentação da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel).  

Lucia Pereira Vieira Ferreira, moradora do bairro Princesa Isabel, por exemplo, receberá até sexta-feira uma geladeira nova e eficiente, que será trocada pelo seu modelo antigo, que consome mais energia. “Agradeço a Energisa pela possibilidade de trocar minha geladeira e fazer com que minha conta de energia fique mais baixa”, afirma a cliente.

cid:image009.jpg@01D5D755.74557FD0

 

Manutenção programada para construção de nova linha

O Projeto Energia que Transforma segue com a importante obra prevista pela Energisa para promover a modernização e melhorar a qualidade do fornecimento de energia para a cidade de Alta Floresta D’Oeste e região. É a implantação de uma nova linha de média tensão de 34,5KV. Proveniente da Subestação Rolim de Moura, ela terá 24,5 km de extensão e servirá como alternativa para eventuais ocorrências na linha atual de distribuição de energia para a cidade, oriunda da Subestação de Santa Luzia. A entrega dessa obra está prevista para junho, mas uma das etapas mais importantes ocorrerá no sábado, 1º de fevereiro. Para isso, haverá um desligamento programado de energia na cidade nesta data, entre 13h e 19h.

Até a próxima sexta-feira (31), o atendimento aos clientes continua na Associação Comercial e Industrial de Alta Floresta do Oeste (Aciaf), no período das 8h às 12h e das 14h às 17h30.

Mais Sobre Energia

Senado aprova proibição de corte de luz em véspera de fins de semana

Senado aprova proibição de corte de luz em véspera de fins de semana

O Senado aprovou, nesta segunda-feira (25), um projeto de lei (PL) que proíbe o corte de luz por falta de pagamento em vésperas do fim de semana. De a

Deputado Alex Redano critica projeto que prevê desconto bilionário para a Energisa

Deputado Alex Redano critica projeto que prevê desconto bilionário para a Energisa

O deputado Alex Redano (Republicanos) usou a tribuna na sessão desta quarta-feira (29) para manifestar a sua rejeição à aprovação do projeto de lei, d

Aneel vai propor uso de fundos de R$ 23 bi para mitigar impacto de empréstimo nas contas de luz

Aneel vai propor uso de fundos de R$ 23 bi para mitigar impacto de empréstimo nas contas de luz

Para além dos empréstimos bilionários que tem um potencial de gerar novos tarifaços, a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) vai propor o u