Porto Velho (RO) sexta-feira, 14 de agosto de 2020
×
Gente de Opinião

História de Gente de Opinião

Ângelo Angelim na sombra do Teixeirão


Ângelo Angelim na sombra do Teixeirão - Gente de Opinião

No dia 17 de maio em uma tumultuada transmissão de cargo, por causa da baderna criada por Raquel Cândido e seu companheiro Magno Guimarães, o Cel. Jorge Teixeira de Oliveira, após permanecer 6 anos, 1 mês e 7 dias, à frente do Governo de Rondônia, transmitiu o Cargo ao Deputado Estadual do PMDB, Ângelo Angelim, primeiro

Governador civil e político a assumir o Governo do Estado. 

Desde o início do seu governo, Ângelo Angelim, teve que engolir uma dura e complicada disputa entre os Caciques do PMDB E PDS, por Secretarias e outros importantes cargos. Os pmdebistas queriam os principais e estratégicos cargos e os pedessistas também queriam os mesmos cargos. E o Salseiro de formou e muitas intrigas e acusações de ambos os lados surgiu.

O porque deste imbróglio todo? Quando foram pedir a cabeça do Teixeirão ao Presidente Sarney, foi praticamente toda a bancada federal junta (exceção dos Senadores Odacir Soares e Galvão Modesto) e naquele momento ficou acertado entre eles que os Cargos seriam divididos  igualitariamente. Só que esqueceram de avisar O Governador Ângelo Angeli que já tinha dito anteriormente que o seu Secretariado seria de sua escolha e responsabilidade. Os Caciques de ambos os lados não gostaram e começaram a pressionar o Governador que ficou acuado e teve que ceder aos pedidos e exigências dos políticos em questão.

O professor Ângelo Angelim era um homem educado, refinado e começou sua vida política como vereador em Vilhena onde tinha sua base eleitoral e muito querido por lá. Sempre foi muito discreto, de fala mansa e muito ponderado em suas ações políticas.

Ficou com a difícil missão de governar Rondônia pós Teixeirão e administrar a complicada aliança formada, um autêntico balaio de gatos e cachorros juntos.

Ao iniciar suas visitas ao Interior do Estado, teve que enfrentar situações inusitadas, como ver prefeitos ainda com o Teixeirão na cabeça, em seus desafinados discursos, começarem assim: “ Excelentíssimo senhor governador Jorge Teixeira” e depois avisado por assessores, meio sem jeito se desculpavam. Aconteceu diversas vezes em vários Municípios.

E teve que passar praticamente todo o seu mandato tampão inaugurando obras iniciadas pelo governo anterior e isto o incomodava muito.

Em um certo dia, sábado, ‘’ fui tomar café na casa do

Governador Ângelo Angelim, que morava na avenida Calama, sub-esquina com Rio Madeira e o encontrei sentado na varanda com as mãos na cabeça, me ofereceu café e acompanhamentos e me disse: - É MUITO DIFÍCIL GOVERNAR RONDÔNIA ATUALMENTE, PRESSÃO DE TODOS OS LADOS. NA FRENTE  JERÔNIMO SANTANA, E OS 

MEMBROS DO PMB, DO OUTRO LADO O PESSOAL DO 

PDS, ALÉM DO NEFASTO MARIO CALIXTO E O CANALHA DO OLAVO PIRES. ACHO QUE VOU PEDIR A MINHA RENÚNCIA”. R. Machado.

Foi convencido a ficar e prá alivio dele e familia, entregou a faixa de Governador a Jeronimo Santana em 15 de março de 1987 e voltou para sua querida Vilhena. 

Ângelo Angelim na sombra do Teixeirão - Gente de Opinião

* O conteúdo opinativo acima é de inteira responsabilidade do colaborador e titular desta coluna. O Portal Gente de Opinião não tem responsabilidade legal pela "OPINIÃO", que é exclusiva do autor.

Mais Sobre História de Gente de Opinião

Desejo louco de destruir num tempo de ódio a cultura e a ciência

Desejo louco de destruir num tempo de ódio a cultura e a ciência

A ferrovia a vapor mais famosa do planeta                                           “De que adianta a Lei, num tempo de ódio a cultura e a c

Teixeirão “persona non grata”  no Amazonas

Teixeirão “persona non grata” no Amazonas

Em meados de janeiro de 1983, o governador Jorge Teixeira, juntamente com vários ministros foram convocados pelo presidente Figueiredo para uma reun

Teixeirão......Adeus

Teixeirão......Adeus

Quando foi oficializada a saída do Governador Jorge Teixeira do Governo de Rondônia, começou uma intensa guerra para ver quem seria o indicado ao Go

Comício histórico e intrigas - 2ª parte

Comício histórico e intrigas - 2ª parte

- UMA RETIFICAÇÃO: Na 1ª parte foi citado errado, o comício  foi em dezembro  de 1984, durante a Caravana que percorreu o Brasil ,( Diretas Já.)Cont