Porto Velho (RO) domingo, 15 de setembro de 2019
×
Gente de Opinião

Viviane Paes

Rondônia no JN: Ana Lídia Daibes


Rondônia no JN: Ana Lídia Daibes - Gente de Opinião

Assisti emocionada como muitos rondonienses e rondonianos o dia em que a âncora do Jornal de RO – 2ª edição e chefe de redação da TV Rondônia, Ana Lídia Daibes (Andrade Kruger) compartilhou que seria uma das apresentadoras do rodízio comemorativo dos 50 anos do Jornal Nacional – JN!

Mesmo quem não é fã da TV Globo por questões políticas, ideológicas e tudo mais que imperam no Brasil da atualidade poderiam comemorar essa conquista. Rondônia no cenário nacional por motivos positivos é fato raro, desde que meus pais migraram para cá, no final da década de 80, e não vou detalhar as dezenas de vezes que aparecemos por motivos vergonhosos ou de interesse do setor elétrico!

Uma porto-velhense ancorando o mais antigo e tradicional jornal televisivo do Brasil era algo inimaginável para qualquer profissional da imprensa local. Então comemoremos orgulhosamente...

Não posso ser injusta e não citar alguns jornalistas rondonienses (porto-velhense também) que se destacaram antes dela na imprensa nacional: Ivonete Gomes, como jornalista no SBT na década de 90, primeira repórter de TV a sair do Estado para atuar como repórter de rede voltou e compartilhou o aprendizado com repórteres como Maríndia Moura, Cléo Subtil e eu mesma!

Nos bastidores, por trás das câmaras: Luka Ribeiro (Luiz Carlos Ribeiro), em produções nacionais com profissionais de renome como Aloisio Leigey e de campanhas políticas, citando um apenas: Odilon Coutinho (ex- apresentador do Fantástico e jornalista descobridor do fenômeno Ratinho).

Outros profissionais se destacaram como correspondentes de revistas como Isto é, Veja, e os jornais: Folha de São Paulo, Correio Brasiliense e internacionais: Eliânio Nascimento, Ricardo Callado... E nossos maravilhosos repórteres-fotográficos: Eliênio Nascimento e José Hilde Tacaña. A jornalista política Mara Paraguassu, atuando mais de uma década em Brasília, na assessoria do Senado e da Câmara dos Deputados...

Retornando a Ana Lídia Daibes que há oito anos está à frente dos principais jornais da TV RO, retransmissora da Globo e conquistou a audiência com sua simpatia e juventude! Quem não atua na imprensa certamente não deve lembrar a primeira vez que ela apareceu na televisão. Foi em 2000, na extinta TV Norte (retransmissora da Rede TV e Record), do grupo do Estadão do Norte.

Ela aos 19 anos assumiu a responsabilidade de apresentar um jornal matutino, sem muita experiência na área, tinha feito o curso de jornalismo da Rede Amazônica e era estudante e Letras – Inglês na Universidade Federal de Rondônia. Não teve QI – quem indica, fez testes para essa função e ninguém conseguiu ofuscar sua presença marcante e de credibilidade no vídeo. Orgulhosamente eu e outros colegas presenciamos esse momento! Ninguém melhor que nosso Chefe de TV, Luka Ribeiro, atualmente editor desse Gente de Opinião, para relembrar o momento, ele dirigiu e acompanhou ela no estúdio por alguns anos.

Com uma equipe de jovens e não tão jovens fizemos história na imprensa ao realizar ao vivo, por mais de sete horas, a transmissão da Feira Agropecuária de Porto Velho – Expovel. Quem atua na área sabe o quanto é difícil uma transmissão ao vivo, porque o jornalista fica exposto a erros, caretas e até momentos constrangedores. Aqui preciso compartilhar o apoio que recebi dela e sua família, principalmente da mãe, a clínica geral Ivani Daibes. Cursávamos Letras juntas na Unir, no período da tarde e saímos para a casa dela para tomar banho, trocar roupa, lanchar e ir ao Parque dos Tanques, sede da Expovel. Era uma loucura maravilhosa! Nossos colegas já estavam acostumados a nos ver no dia seguinte com sono em sala de aula nos nove dias da exposição!

Estava no Pará quando a Ana Lídia, já formada em Jornalismo, entrevistou os candidatos ao governo do Estado e soube que foi muito elogiada, mas poucos se recordam dela apresentando o debate ao vivo, nos estúdios da TV Norte, dos candidatos ao governo de 2002!

Ela também trabalhou na assessoria do Tribunal de Justiça de Rondônia e apresentou ao TV Justiça local, foi empresária no Porto Velho Shopping junto com o marido – sim ela é casada e mãe de dois filhos maravilhosos!

A Ana Lídia é uma guerreira fora dos estúdios da televisão! E isso não é bajulação pelo momento que ela vive, não. Quem a conhece ou convive sabe que ela é igual a todas as mulheres conciliando vida profissional e familiar.

Em 2017 meu pai no jornalismo, Antônio Queiroz, ex-editor do jornal “O Estadão do Norte” e atual assessor da Seduc me reafirmou o seguinte: “você não me deve nada por ter te contratado (sem experiência e formação alguma na época no maior impresso de Rondônia). Ninguém atrapalha quem nasceu predestinado ao sucesso”!

Quando vi a Ana Lídia falando da responsabilidade que seria apresentar o JN, que seu coração disparava toda vez que falava isso, eu me lembrei da fala do “professor Queiroz”... É isso! Quem nasceu para brilhar não será ofuscado pelos acontecimentos inesperados da vida, pessoas ou quaisquer outros obstáculos.

Vamos prestigiar e comemorar muito, em dia 21 de setembro a chegada dessa rondoniense, filha de paraenses e descendentes de libaneses a bancada do JN! Ela merece! Estaremos bem representados e quem sabe aprenderão definitivamente que Porto Velho é capital de Rondônia, não de Roraima!

* O conteúdo opinativo acima é de inteira responsabilidade do colaborador e titular desta coluna. O Portal Gente de Opinião não tem responsabilidade legal pela "OPINIÃO", que é exclusiva do autor.

Mais Sobre Viviane Paes

A doutora doce e terna: Hanen Abdul Razzak

A doutora doce e terna: Hanen Abdul Razzak

Eu a conheci no dia 16 de fevereiro de 2005, às 20 horas. Ela entrou na sala cirúrgica se apresentou e disse que era a pediatra plantonista. 8h15 el

Porto Velho, uma centenária em esquecimento... Por Viviane Paes

Porto Velho, uma centenária em esquecimento... Por Viviane Paes

104 anos não são 10, não são 50, nem 80, mas será que daqui a 30 anos, os portovelhenses nas novas gerações relembrarão a História e Estórias dela?! N

O descaso público contribui com a evasão escolar, chato lembrar - Por Viviane Paes

O descaso público contribui com a evasão escolar, chato lembrar - Por Viviane Paes

Ontem um vídeo divulgado nas redes sociais, veiculado pelo site Rondoniaovivo, despertou minha atenção, e acreditem não era mais um de sátira política

RO é bronze no furto de energia elétrica - Por Viviane Paes

RO é bronze no furto de energia elétrica - Por Viviane Paes

A região Norte está “arrasando” no ranking anual da Aneel – Agência Nacional de Energia Elétrica!  A medalha de ouro vai para o Amazonas, 35,99%; Pará