Porto Velho (RO) quarta-feira, 13 de novembro de 2019
×
Gente de Opinião

Viviane Paes

Energia de RO: nem a mais cara, nem a mais barata do Brasil


Foto: Esio Mendes - Gente de Opinião
Foto: Esio Mendes

Nos últimos meses os veículos de comunicação em Rondônia divulgaram massivamente a notícia de que a tarifa e energia elétrica do Estado era a mais alta do País... Eu mesma repliquei essa informação cometendo o mais perigoso erro de um jornalista: confiar em uma informação, divulga-la sem checar na fonte sua veracidade.

Para produzir um material mais trabalhado para participar do 9º Prêmio de Jornalismo do Ministério Público de Rondônia acessei o site da Agência Nacional de Energia Elétrica - Aneel. Lá existe o ranking das tarifas cobradas em todo o Brasil.

Para minha surpresa vi que Rondônia estava longe do primeiro lugar no ranking da energia mais cara. Mapas de cada região mostram as tarifas praticadas em cada estado.

Não me surpreendi com o fato de que na região Norte as distribuidoras praticam as maiores tarifas. A média fica em 0,643 R$/ kWh (quilowatts hora).

O Pará lidera os estados com a energia mais cara. A Celpa tem uma tarifa de R$ 0,684/kWh, em seguida vem o Amazonas e Roraima. Rondônia aparece em 6º lugar, com R$ 0,581 kWh praticado pela antiga Ceron (confira no mapa da região Norte), hoje Energisa.

Para ficar mais compreensível, o valor do kWh médio nas regiões brasileiras em ordem crescente de valor:

Sul: 0,521 R$/kWh

Nordeste: 0,555 R$/kWh

Sudeste: 0,561 R$/kWh

Centro-Oeste: 0,565 R$/kWh

Norte: 0,643 R$/kWh

Os valores acima são referentes às tarifas vigentes homologadas pela ANEEL, e não contemplam tributos e outros elementos que fazem parte da conta de luz, tais como ICMS*, PIS/PASEP e COFINS, Taxa de Iluminação Pública e o adicional de Bandeira Tarifária que cada período.

 

Além da tarifa convencional, também são apresentadas as tarifas da modalidade horária branca, com tarifas diferenciadas por postos tarifários, vale a pena conferir: https://www.aneel.gov.br/ranking-das-tarifas

 

Mas afinal de onde tiraram a informação da energia mais cara praticada por aqui?!

No site da ANEEL pode-se conferir também o mapeamento geral dessa lista. Ele inicia com a tarifa média bem alta, diferentemente do regional, porque trabalha com a média de todos os estados brasileiros.  Esse valor ficou em 0,950 R$/kWh, Tarifa Convencional.

CERAL      

ARARUAMA

RJ

1

0,950

 

CERCI

RJ

2

0,895

 

Ceres

RJ

3

0,885

 

Cercos

SE

4

0,783

 

Cedri

SP

5

0,751

 

Cetril

SP

6

0,716

 

AmE

AM

7

0,706

 

Celpa

PA

8

0,684

 

COOPERNORTE

RS

9

0,679

 

Enel RJ

RJ

10

0,668

 

EMG

MG

39

0,596

Creluz-D

RS

40

0,592

Coorsel

SC

41

0,592

CERRP

SP

42

0,589

Cedrap

SP

43

0,585

Ceron

RO

44

0,581

Cerej

SC

45

0,580

Chesp

GO

46

0,576

Uhenpal

RS

47

0,572

Coprel

RS

48

0,571

CEA

AP

49

0,566

 

Tarifa branca

A tabela completa do ranking traz as tarifas Branca de Ponta, Intermediária e a Fora Ponta. Em Rondônia, a tarifa branca intermediária chegou a 0,714 R$/kWh, realmente maior que a média nacional de 0,643 R$/kWh.

No ranking nacional, seguindo a tarifa intermediária, o Rio de Janeiro – primeiro lugar totalizando 1338 R$/kWh, Rondônia com seus 0,714 R$/kWh. Nessa ocasião, o Estado ficou em 8º na lista da energia mais cara!

Ao escolher a Tarifa Branca o consumidor passa a ter possibilidade de pagar valores diferentes em função da hora e do dia da semana. Nos dias úteis, o valor da Tarifa Branca varia, dentro da área de concessão, em três horários:

·        Ponta (aquele com maior demanda de energia),

·        Intermediário (via de regra, uma hora antes e uma hora depois do horário de ponta);

·        Fora de ponta (aquele com menor demanda de energia). 

 

Na ponta e no intermediário, a energia é mais cara. Fora de ponta, é mais barata. Nos feriados nacionais e nos fins de semana, o valor é sempre fora de ponta.

Antes da criação da Tarifa Branca havia apenas uma tarifa, a Convencional com um valor único (em R$/kWh) cobrado pela energia consumida e é igual em todos os dias, em todas as horas. 

 

 

* O conteúdo opinativo acima é de inteira responsabilidade do colaborador e titular desta coluna. O Portal Gente de Opinião não tem responsabilidade legal pela "OPINIÃO", que é exclusiva do autor.

Mais Sobre Viviane Paes

A Energia de (em) Rondônia para o Brasil - Acordamos: temos a energia elétrica mais cara do País?!

A Energia de (em) Rondônia para o Brasil - Acordamos: temos a energia elétrica mais cara do País?!

A pensionista Lúcia Amorim não acreditou quando viu a conta de energia elétrica do mês de agosto deste ano: R$ 374,20. Nos meses anteriores a fatura

A Energia (de) em Rondônia para o Brasil

A Energia (de) em Rondônia para o Brasil

Realidade: O pesadelo chamado usinas do rio Madeira

A Energia (de) em Rondônia para o Brasil

A Energia (de) em Rondônia para o Brasil

Sonhando com o futuro: o Complexo Hidrelétrico do rio Madeira

Energia Elétrica - Gatos: consumidor legal paga conta dupla

Energia Elétrica - Gatos: consumidor legal paga conta dupla

Logo no início da semana venho confirmar péssimas notícias da conta (nossa) de energia elétrica!Primeira: nós, consumidores legais, com medidor de e