Porto Velho (RO) quinta-feira, 25 de fevereiro de 2021
×
Gente de Opinião

Viviane Paes

A doutora doce e terna: Hanen Abdul Razzak


A doutora doce e terna: Hanen Abdul Razzak - Gente de Opinião

Eu a conheci no dia 16 de fevereiro de 2005, às 20 horas. Ela entrou na sala cirúrgica se apresentou e disse que era a pediatra plantonista. 8h15 ela me apresentava o homem da minha vida com um sorriso largo e os olhos brilhantes! A partir desse dia foi responsável pela saúde de nossa família... Para quem não teve a oportunidade de conhecer: Hanen Abdul Rassak de Castro, a doutora doce e terna, um dos muitos significados do seu nome!

Na primeira consulta depois do parto ela quis saber como nós, os pais estávamos?! Ficamos confusos, porque a consulta era para meu filho e de repente essa desconhecida queria informações dos pais! Mas a Drª Hanen era assim mesmo aprendemos e adoramos!

Ela explicou sempre verificava como estavam os pais para depois diagnosticar os filhos! “Se vocês estiverem bem tanto de saúde física como mental seu filho também estará!”. Anos depois quando tive depressão ela apenas me olhou diretamente nos olhos, por cima dos óculos e concluiu: “você não está bem, o que está acontecendo”?

Na segunda consulta ela olhou para meu marido e disse que tinha a impressão que o conhecia de algum lugar. Não conhecia. Então falou: “Tenho sempre essa impressão que conheço vocês deve ser de outra vida. Eu acredito. Toda vez que nos vemos parece um reencontro”.

A partir daí estivemos em todos os hospitais que ela trabalhou. Cada consulta era um encontro entre amigos e saíamos com uma lição de como cuidar não apenas da saúde de nosso filho, mas também do tipo de ser humano que ele seria! Ela queria saber tudo! Qual creche estava; com quem passava maior parte do tempo – apresentamos minha mãe; se estava comendo pouco ou muito! Explicou ele não era obrigado a gostar de maça, por ser nutritivo e ter mil benefícios encontraríamos outras frutas que o beneficiassem e ele gostasse! Talvez tentar a maça recheada com leite condensado, ao forno!

Quando o meu filho fez dois anos, durante nosso encontro trimestral, Drª Hanen olhou para minha filha de 12 anos e quis saber o motivo de vê-la sempre de calça. A razão era uma alergia que deixava suas pernas marcadas e que médico algum conseguirá tratar. Ela olhou e disse: “Isso é uma larva de um mosquito da região deposita na pele das pessoas. Coça muito, deixa marcas e não é incurável!”. Prescreveu um medicamento de R$ 10 e pediu para retornarmos três meses depois. Voltamos com uma criança de pele limpa usando saia, que havia passado por dermatologistas, alergologistas de Rondônia e Goiás e recebeu apenas o diagnostico desastroso de que nunca teria a pele sem manchas!

Já seria suficiente para jamais a tirarmos de nossas vidas e novamente tivemos sua interferência numa emergência e essa foi a que mais fortaleceu nossa fidelidade. Trocamos de plano de saúde por seis meses, por conta de mudança de emprego e meu filho contraiu uma infecção que o levou a duas internações seguidas. Liguei para ela e falei o que acontecia. Prontamente nos atendeu indicando em que hospital estaria no dia. Chegamos e ela disse: “Ah é vocês, eu não guardo nomes é muita gente!”. Imediatamente solicitou a internação do seu paciente para constrangimento da atendente que exigiu carteira do plano. Ela simplesmente respondeu: “Interna ele agora. É meu paciente. Eu estou assumindo essa despesa!”. Saímos depois de dois dias de internação, conversamos sobre o ressarcimento da despesa e ela só nos pediu para refazer o plano do hospital em que trabalhava e fizemos em seguida.

Aqui não posso esquecer e mencionar que “descobrimos”, a Drª Hanen era mãe! Apresentou seu filho mais velho, na época residente! “Olha só Vinycius você será grande, forte e inteligente como meu filho que tomou aquelas vitaminas” e em seguida: “olha filho isso é uma celulite veja como passou para outra perna por falta de medicamento adequado”.

Mudamos de cidade a trabalho e antes da viagem ela pediu para mantermos contato e nos passeios pela cidade fazer os exames de rotina. Então morando em Altamira (PA), com férias em Goiânia arranjamos uns dias para nossos encontros em Porto Velho. E valia cada centavo investido nas passagens aéreas e consultas!

No início de 2017 retornamos para Porto Velho e já fomos visitá-la! Ela entrou no consultório e meu filho correu para abraçá-la! “Vinycius você voltou!”. Nesse momento entendi que ela não decorava nomes dos pais, só dos seus amados pacientes! Conhecemos sua filha Drª Najua, também pediatra! “Najua esse é meu paciente desde que saiu da barriga da mãe”!

No final de 2017 encontramos com ela no shopping enquanto escolhia roupas para filha que iria casar! Novamente nova sessão de abraços e beijos dela com seu paciente, enquanto nos confidenciava sua alegria...

 Poderia ficar horas descrevendo cada um dos muitos momentos assim que tivemos nos últimos 14 anos. Eu deveria ter feito isso antes, no dia 27 de maio quando ela deixou esse plano. Ela cuidou de centenas de pacientes e pais esteve em tratamento em São Paulo durante alguns meses e mesmo assim não perdemos o contato, graças ao Whatsapp.

Recebemos a notícia de seu falecimento via redes sociais da filha Najua e no primeiro momento fiz minhas orações pela perda de um ser humano tão incrível e uma profissional que resumiu sua vida seguindo o juramento de Hipócrates como poucos...

Depois pensei como direi isso a meu filho que estava na escola... Não foi fácil. Felizmente ele é muito espiritualizado – chorou sozinho e depois disse: “Ela está em um lugar melhor!”...

Ainda é doloroso escrever isso quase três meses depois! Chorei com cada lembrança...

 Para os familiares que convivem diariamente esses meses são dias e os dias horas, entretanto hoje acordei motivada e resolvi homenageá-la com todo respeito a seu esposo, filhos, amigos, colegas de trabalho, pacientes e seus pais!

Hanen Abdul Rassak de Castro, a médica doce e terna que amava seus pacientes como amava seus próprios filhos!  Aí me lembro do seu legado incrível como pessoa, de seus dois filhos que certamente são médicos exemplares que carregam com honra seu sobrenome e consigo sorrir! 

 

 

* O conteúdo opinativo acima é de inteira responsabilidade do colaborador e titular desta coluna. O Portal Gente de Opinião não tem responsabilidade legal pela "OPINIÃO", que é exclusiva do autor.

Mais Sobre Viviane Paes

Heróis e anjos contra Covid-19 - O enfermeiro reikiano

Heróis e anjos contra Covid-19 - O enfermeiro reikiano

Em cinco dias, (15 a 19/02), 158 vidas rondonienses foram interrompidas pela Covid-19. No mesmo período foram confirmados 141.212 casos enquanto que

Heróis e anjos contra Covid-19

Heróis e anjos contra Covid-19

O rondoniense que salva vidas em Santa Catarina

Anjos e heróis contra a Covid-19

Anjos e heróis contra a Covid-19

Conversando por um aplicativo de mensagens com uma amiga percebi que muitos compartilham a impressão de que “ontem” a pandemia da Covid-19 chegou ao

Vamos falar sobre ontem, 29/12/2020...

Vamos falar sobre ontem, 29/12/2020...

1.793.368 pessoas mortas pela Covid -19 no mundo, desde o início dessa pandemia.192.681 pessoas mortas pela Covid-19 no Brasil.17.872 pessoas mortas