Porto Velho (RO) quinta-feira, 28 de maio de 2020
×
Gente de Opinião

Sergio Pires

O brasileiro virará as costas a quem o enganou + Rocha: “o medo nos deixa cegos”! + Nove casos, dois curados e uma morte


O brasileiro virará as costas a quem o enganou + Rocha: “o medo nos deixa cegos”! + Nove casos, dois curados e uma morte - Gente de Opinião

MAIS DIA, MENOS DIA, O BRASILEIRO VIRARÁ AS COSTAS A QUEM O ENGANOU, MENTIU E LUDIBRIOU DURANTE TANTOS ANOS

Dependendo da fonte da notícia, você entra em desespero ou tem alguma esperança. Para a maior emissora do país, a que detém (ainda está muito à frente das demais) uma enorme liderança em seus noticiários, o mundo tem cura, mas o Brasil não! Para seus noticiários, em outros países, graças às suas lideranças políticas e sanitárias, mesmo com milhares de mortes, a curva do corona vírus chegou perto do seu ápice. Lá não há culpados. No Brasil, há sim. Qualquer medida tomada pelo presidente Bolsonaro, seja qual for, é criticada, aviltada, ironizada, tratada com desdém. As coisas boas são dos seus ministros, não dele, como se os assessores fossem um governo à parte. Aliás, jogar parceiros contra o Presidente, inventando crises diárias, tem sido mais importante do que a própria doença e a luta contra ela. É lamentável que, para a grande mídia brasileira, a questão do corona vírus passou de uma tragédia mundial para uma guerra política. Esperando pela vendeta, a vingança da máfia!, desde que perderam fatias gordas das verbas públicas, a maioria das empresas de comunicação do país (não todas, felizmente), jornalões e conglomerados de comunicação só têm um objetivo, que não é, claro, o de apenas salvar vidas! É o de destronar um Presidente da República, que lhes cortou regalias, mesmo que eleito democraticamente, por ampla maioria. Fazer a cabeça da população para se trancar em casa e assistir aos noticiários que só faltam colocar Bolsonaro como o criador do corona vírus, é a missão dessa ala putrefata da mídia. Não se pode dizer o mesmo da oposição, que está na dela, embora por vezes exagere. Mesmo assim, insepultos na derrota acachapante nas urnas, inimigos ideológicos do Presidente e de seu governo continuam querendo tratar o Brasil como quintal da sua propriedade.

Lula formou a maior quadrilha de criminosos que invadiu os cofres públicos na moderna História do Planeta, mas continua tendo seguidores e é amado não só pelos criminosos que se beneficiaram com seu governo, mas também por pessoas decentes, corretas e que, cegas por sua ideologia, esqueceram-se que seu país deve estar acima de tudo. É fácil destronar Bolsonaro. Daqui a dois anos e pouco tem eleição. Tirem-no pelo voto. Mas antes, o ajudem a salvar nossa Pátria, destruída por bandidos que andam por aí, à solta e ainda fazendo discursos. A oposição, esfacelada por erros que, lamentavelmente, não reconhece, o que lhe daria ao menos um pouco de crédito ante a grande maioria da opinião pública, se lixa para quaisquer outros temas que não seja a derrubada do Presidente, seja de que forma for. E parte da imprensa, correndo o risco de quebradeira geral, sem o eterno e salvador dinheiro público, está nessa guerra apenas por interesses econômicos. Mas os que usam a notícia para enganar, mentir, ludibriar, entorpecer corações e mentes, para esses não haverá perdão! Mais dia, menos dia, o povo, descobrindo  como foi enganado, lhes virará as costas. 

 

ROCHA: “O MEDO NOS DEIXA CEGOS”!

Sob a ótica do governador Marcos Rocha, o discurso da terça à noite, do presidente Bolsonaro foi muito positivo. Escreveu, nas redes sociais, sobre o pronunciamento: “o Presidente proferiu sábias palavras.

— Precisamos salvar o máximo de vidas. Tanto aquelas afetadas pelo coronavírus e seus impactos na saúde, quanto as que sofrerão com o desemprego, a fome e a violência. Os dois lados precisam de total atenção, pois têm igual importância.

— É momento de mostrarmos que somos pessoas de fé! Cientes que o medo existe, mas não aceitamos ser governados por ele. De civismo e ordem! Rondônia sairá mais forte e vigorosa desse processo, pois trabalharemos e nos organizaremos melhor do que nunca.

— O medo nos deixa cegos e faz com que tomemos decisões sem pensar. “Deus não nos deu espírito de covardia, mas de poder, de amor e de equilíbrio” (Timóteo 1:7). Boa noite a todos! Coragem! Vamos com Deus!”.

 

 

GRANDE PERIGO: A DOENÇA CHEGOU AOS ÍNDIOS

Uma péssima notícia para os índios da Amazônia, que correm grandes riscos quando uma epidemia como o corona vírus ronda o país e pode chegar às suas aldeias. Uma agente indígena de saúde, de 20 anos, no interior do Amazonas, foi detectada com o vírus. Qualquer doença levada para dentro das aldeias, pode dizimar tribos inteiras, algumas delas ainda vivendo isoladas em regiões remotas da floresta. A índia acometida pela doença é jovem, não tem sintomas graves, mas está em total isolamento, assim como duas aldeias inteiras de indígenas onde ela esteve nos últimos tempos. Na região de Guajará Mirim, fronteira com a Bolívia, cidade onde existe maior número de etnias de toda a região norte, há também uma grande preocupação para que a doença não chegue aos índios. Em toda a região, milhares de índios de mais de 300 etnias correm perigo iminente, se não forem isolados durante o surto do corona.

 

PALITOT PREPARA UM PTB FORTE PARA OUTUBRO

Que não se subestime uma nova liderança que está surgindo em Porto Velho. O vereador Aleks Palitot, presidente municipal do PTB, um partido de longa história, desde os tempos de Leonel Brizola, começa a formatar uma sigla forte, com nomes bastante conhecidos e preparando surpresas para a eleição de outubro, que, ao menos por enquanto, continua confirmada. Para se ter ideia do que está acontecendo, o PTB de Palitot tem uma nominata completa de 36 pré candidatos à Câmara Municipal. Neste rol, estão 12 mulheres, ou seja, 30 por cento do total. Além disso, guardados na manga do Palitot (com o perdão do trocadilho), estão dois nomes que ele diz serem muito fortes e com chances reais de disputar a Prefeitura. Há ainda uma terceira via. O PTB pode compor com outro partido, para a majoritária, já que o próprio vereador Aleks tem sido procurado por várias siglas para ser vice em chapa que está sendo montada. Até agora, nada decidiu. Quem sabe não será ele mesmo a encabeçar a batalha do PTB pela cadeira de Hildon Chaves? Em breve se saberá maios detalhes...

 

TRÊS PARTIDOS UNIDOS EM JI-PARANÁ

Mesmo com muita coisa parada, as conversas políticas continuam. E se aceleram. Afinal, ao menos até agora, a eleição de outubro está mantida, segundo a própria presidente do TSE, ministra Rosa Weber. Em Porto Velho, Ji-Paraná e outras cidades do interior, começa a haver uma aproximação entre três partidos, de olhos voltados às Prefeituras. Nessa semana, reuniram-se na Capital o deputado Eyder Brasil (PSL) e o deputado Johnny Paixão (Republicanos, ex PRB), com o deputado federal Léo Moraes, o comandante geral do Podemos no Estado e uma das figuras nacionais do partido. Participaram ainda Cássio, irmão do deputado federal Coronel Chrisóstomo e Pedro Ferro, secretário geral do PSL. As questões envolvendo a Capital ainda não foram definidas, mas é muito provável que os três partidos caminhem juntos em Ji-Paraná. O nome à Prefeitura seria o Johnny Paixão, o Cabo Johnny, que está em seu primeiro mandato como deputado estadual.  Nos próximos dias, as conversas vão ter continuidade.

 

QUATRO NOMES QUENTISSIMOS NO MDB

 

Nomes não faltam para serem anunciados como “o” nome do MDB, para concorrer à Prefeitura de Porto Velho. Além do peso-pesado, o desembargador Walter Waltenberg; do ex presidente do partido, Neirival Pedraça; do ex secretário municipal e do Estado na área da saúde, que realizou um grande trabalho, Williames Pimentel, há um nome novo, mas certamente que chega também com força para tentar a indicação do partido. Trata-se do ex secretário de Planejamento de Confúcio Moura, o competente George Braga, que realizou um excelente trabalho. George tem uma longa ficha de serviços prestados ao Estado e à Capital e chega nessa relação de postulantes à Prefeitura com padrinhos poderosos. E não é só o do ex governador e atual senador Confúcio Moura. Há uma ala do partido que está muito propensa a convencer Waltenberg para ser o  candidato, mas já há outra que acha que deve-se ver, através de pesquisas, quem teria maiores chances. Por enquanto, o assunto é tratado internamente.

 

 

NOVE CASOS, DOIS CURADOS E UMA MORTE

 

Qualquer número de casos de corona vírus é assustador e preocupante. No Brasil inteiro, por exemplo, já são 6.836 casos confirmados e 241 mortes. Mas em Rondônia, ao menos até agora, a estrutura de isolamento criada pelo governo e pela Sesau e as medidas que têm tido apoio da população, temos apenas nove casos confirmados, dois deles já curados e uma morte, infelizmente. O exemplo de Rondônia, aliás, foi elogiado por um dos maiores especialistas do país, o doutor em Virologia pela USP, Átila Iamarino. Ainda nesta quinta-feira, será anunciado oficialmente o local da construção do primeiro hospital de campanha da Capital, para atender casos graves de corona. Até agora, aliás, nenhum deles, exceto o caso da idosa que faleceu, mas que já tinha doenças anteriores, é considerado grave. Não há uma só internação, nos mais de 100 leitos de UTI já disponíveis para atender pacientes graves.  Dos oito restantes, entre os seis que ainda tem o vírus, já que dois foram curados,  todos estão em quarenta em suas casas. Se mantivermos o equilíbrio e os cuidados, certamente a doença não terá, por aqui, os números assustadores que tem tido em outras regiões do país.   

 

 

LAERTE QUER 200 MIL TESTES

Já na Assembleia Legislativa, há um grande esforço para apoiar as medidas de proteção à população, tomadas pelo Governo e, ao mesmo tempo, ampliá-las. O Parlamento quer aumentar sua parcela de ajuda. O presidente Laerte Gomes disse essa semana, por exemplo, que o ideal é que a Secretaria de Saúde compre pelo menos 200 mil testes rápidos de coronha vírus. E anunciou que a ALE vai participar, financeiramente, para esse esforço. Laerte considera que os dois mil testes comprados pela Sesau representam um número muito pequeno, para atender a todos os casos suspeitos. De acordo com o deputado, “a falta de testes nos preocupa e limita para que possamos ter uma real dimensão do contágio da doença, entre os rondonienses. Para se tomar uma medida de abertura gradual do comércio e serviços, por exemplo, seria fundamental que tivéssemos um cenário mais claro. Aliás, dos exames já realizados em Rondônia, 179 ainda aguardam resultados e 446 já foram descartados.

 

PERGUNTINHA

Quanto tempo o Brasil e vários países do mundo inteiro vão ter que sofrer, enterrar seus mortos e se trancar dentro de casa,  antes que se encontre um tratamento, uma vacina e a cura definitiva dessa praga do corona vírus?

* O conteúdo opinativo acima é de inteira responsabilidade do colaborador e titular desta coluna. O Portal Gente de Opinião não tem responsabilidade legal pela "OPINIÃO", que é exclusiva do autor.

Mais Sobre Sergio Pires

Covidão da PF contra corruptos + Hildon chaves vai à reeleição + Clínica que atende covid 19 assaltada

Covidão da PF contra corruptos + Hildon chaves vai à reeleição + Clínica que atende covid 19 assaltada

NÃO FOI POR FALTA DE AVISO! COVIDÃO DA PF CONTRA CORRUPTOS NESSES TEMPOS DE PANDEMIA, COMEÇOU ANTES DO PREVISTOComeçou bem antes do previsto! A Opera

Retrocesso na luta contra as agressões e assassinato de mulheres + Governador faz apelo dramático + Um militar que odeia bolsonaro

Retrocesso na luta contra as agressões e assassinato de mulheres + Governador faz apelo dramático + Um militar que odeia bolsonaro

RETROCESSO NA LUTA CONTRA AS AGRESSÕES E ASSASSINATO DE MULHERES: HÁ AS QUE AINDA DEFENDEM SEUS AGRESSORES O número de agressões violentas, tentativa

Há risco de ruptura institucional? + Planos tiveram que ser mudados + Crimes ambientais: combate aumenta

Há risco de ruptura institucional? + Planos tiveram que ser mudados + Crimes ambientais: combate aumenta

HÁ RISCO DE RUPTURA INSTITUCIONAL? CERTAMENTE NENHUM BRASILEIRO DECENTE QUER ISSO Não há mais meias palavras! A divisão do país em “nós” e “eles” est

Todos no fio da navalha + Um dia recorde de mortes por corona  + Em cinco meses, 330 empresas fecharam

Todos no fio da navalha + Um dia recorde de mortes por corona + Em cinco meses, 330 empresas fecharam

TODOS NO FIO DA NAVALHA, ENTRE A TRAGÉDIA DO CORONA VÍRUS E O FANTASMA DA FOME E DO DESEMPREGO Daqui a dois meses, em muitos casos e três meses, na