Porto Velho (RO) terça-feira, 21 de agosto de 2018
×
Gente de Opinião

Saúde

Vigilância Sanitária alerta população para a proibição e os riscos da auto-hemoterapia


Agência de Vigilância Sanitária (Agevisa) alerta a população para a proibição, feita pelo Conselho Federal de Medicina (CFM), do serviço de auto-hemoterapia. O objetivo é informar as pessoas sobre os riscos do tratamento. A auto-hemoterapia consiste na retirada de sangue da veia para aplicação no músculo, visando possíveis e milagrosas curas. A suspensão foi determinada, em Rondônia após reunião do Conselho Regional de Medicina com a promotoria de Justiça da Saúde e do Consumidor do Ministério Público e de representantes das farmácias.

"Tal prática vem sendo oferecida a preços populares por algumas drogarias e ambulatórios, de forma indiscriminada e perigosa, sem nenhuma eficácia comprovada. O tratamento não é reconhecido e nem recomendado pelo Ministério da Saúde como prática terapêutica, podendo gerar reações adversas imediatas ou tardias", explicou Paulo de Pádua, diretor da Agevisa.

A prescrição e prática da auto-hemoterapia contrariam a legislação sanitária vigente. O CFM considera a atividade um ato clínico, que só deve ser realizado por médicos. Em Porto Velho, a auto-hemoterapia estava sendo praticada por profissionais de enfermagem e sem acompanhamento de profissional habilitado.

Segundo Paulo de Pádua, "outro ponto importante para a proibição é a ausência de resultados científicos. Por não ter resultados terapêuticos comprovados pela comunidade científica, a auto-hemoterapia sequer é reconhecida pelo conselho".

 

Fonte: Toninha lima – DRT-234/RO 

Mais Sobre Saúde

Instituto confirma surtos de doença de Chagas em fase aguda no Pará

Instituto confirma surtos de doença de Chagas em fase aguda no Pará

Uma pessoa morreu. Suspeita é de transmissão oral por consumo de açaí

Ellis Regina parabeniza órgãos ministeriais e diz que Lei das OS deve ser revogada

Ellis Regina parabeniza órgãos ministeriais e diz que Lei das OS deve ser revogada

 Ao tomar conhecimento na tarde de quinta-feira 17.08 da suspensão da Lei 988/2018, que permitiria a terceirização de serviços da administração públic

Coren-RO move ação judicial contra irregularidades no João Paulo

Coren-RO move ação judicial contra irregularidades no João Paulo

O Conselho Regional de Enfermagem de Rondônia (Coren-RO) constatou inúmeras irregularidades em fiscalização de retorno realizada no Hospital e Pronto

Semusa disponibiliza 25 pontos de vacinação contra sarampo e pólio neste sábado

Semusa disponibiliza 25 pontos de vacinação contra sarampo e pólio neste sábado

Expectativa é imunizar 30 mil crianças de 1 a menores de 5 anos; vacinação atenderá somente essa faixa etária