Porto Velho (RO) terça-feira, 22 de junho de 2021
×
Gente de Opinião

Saúde

Unidades de saúde de Porto Velho intensificam atendimento contra a hipertensão arterial


A doença, se tratada de forma contínua, amplia a qualidade e a expectativa de vida - Gente de Opinião
A doença, se tratada de forma contínua, amplia a qualidade e a expectativa de vida

As Unidades de Saúde da Família (USF) administradas pela Prefeitura de Porto Velho intensificam, nesta segunda-feira (26), a aferição de pressão arterial. O atendimento será feito das 7h às 13h. A iniciativa marca o Dia Nacional de Combate à Hipertensão Arterial e contribui para conscientizar a população sobre os riscos da doença.

O dia 26 de abril foi designado como data para divulgar o combate à hipertensão arterial através da Lei nº 10.439/2002, de abril de 2002, para conscientizar a população sobre a importância do diagnóstico preventivo e do tratamento da doença.

ACOMPANHAMENTO AO PACIENTE

Todas as Unidades de Saúde da zona urbana, rural e ribeirinha realizam atendimento e acompanhamento aos pacientes hipertensos. Para isso, é necessário realizar um cadastramento na unidade mais próxima de sua residência, onde o paciente faz a retirada dos medicamentos, realiza exames, consultas médicas e de enfermagem.

Para o cadastramento e acompanhamento no Programa de Hipertensão, é importante ter sempre em mãos o cartão do SUS e documentos pessoais. Além de serem cadastrados no Programa de Hipertensão, os pacientes também são inseridos no e-SUS onde os dados são registrados e acompanhados, como por exemplo as aferições de Pressão Arterial, realizadas na triagem ou acolhimento dessas unidades de saúde.

Segundo a gerente da Estratégia de Saúde da Família e Linhas de Cuidado da Secretaria Municipal de Saúde (Semusa), Cristilane de Souza Delgado, o usuário do SUS tem disponível na farmácia da unidade os medicamentos necessários para o controle e intervenção da doença.
“Antes da pandemia, esses usuários estavam inseridos em grupos de saúde que realizavam atividade coletiva como atividade física, orientação de alimentação saudável, controle do estado nutricional e palestras sobre vida saudável. Com a pandemia, a estratégia precisou ser adaptada com atendimentos individuais e restritos ao período da manhã”.

ÍNDICES

De acordo com o Departamento de Atenção Básica (DAB) da Secretaria Municipal de Saúde (Semusa), nos últimos dois anos, o Sistema Eletrônico do SUS (E-SUS) registrou 8.504 atendimentos de pessoas hipertensas.

De 2019 para 2020, o mesmo sistema apontou um aumento de 14% do número de cadastros de pessoas diagnosticadas com hipertensão arterial. Das 17.432 pessoas cadastradas no E-SUS da capital, 2.626 sofreram Acidente Vascular Cerebral (AVC).

Segundo o Ministério da Saúde, a Sociedade Brasileira de Arritmias Cardíacas e a Sociedade Brasileira de Cardiologia, os sintomas de hipertensão aparecem somente quando há elevação da pressão, que é quando a frequência da pressão se mantém acima de 140 por 90 mmHg.

E quando a pressão está acima do recomendado, aparecem com frequência sintomas como dores no peito e na cabeça, tonturas, falta de ar, palpitações, zumbido no ouvido, fraqueza, visão embaçada e sangramento nasal.

Entre as principais causas da hipertensão estão a obesidade, histórico familiar, envelhecimento, estresse, consumo de álcool, fumo e sal, falta de exercícios físicos e níveis altos de colesterol.

O diagnóstico pode ser feito através da aferição regular da pressão. Pessoas de 20 anos acima devem fazer a aferição pelo menos uma vez por ano se não houver histórico de familiares com a doença. Caso tenha, é recomendado que a aferição seja feita duas vezes ao ano.

Na maioria dos casos, a hipertensão não tem cura, mas pode ser controlada se diagnosticada precocemente.

Nem sempre os medicamentos são suficientes. É necessário que o paciente adote um estilo de vida mais saudável.

As complicações causadas pela hipertensão atacam os vasos sanguíneos, coração, cérebro, olhos e causam a paralisação dos rins. Portanto, se tratada de forma contínua, a qualidade e a expectativa de vida podem ser ampliadas.

Mais Sobre Saúde

Governo de  Rondônia irá apresentar o plano de retomada gradual de cirurgias em 30 dias

Governo de Rondônia irá apresentar o plano de retomada gradual de cirurgias em 30 dias

O Governo de Rondônia, por meio da Secretaria de Estado da Saúde (Sesau), após a publicação do Decreto nº 26.134, de 17 de junho de 2021, que determin

Operação “Esvazia João Paulo II” transferiu 38 pacientes para outros hospitais neste final de semana, em Porto Velho

Operação “Esvazia João Paulo II” transferiu 38 pacientes para outros hospitais neste final de semana, em Porto Velho

O Governo de Rondônia, por meio da Secretaria de Estado da saúde (Sesau) montou uma força-tarefa neste sábado (19) para desafogar o Pronto Socorro J

Barco Saúde conclui cronograma de atendimento e vacinação aos ribeirinhos

Barco Saúde conclui cronograma de atendimento e vacinação aos ribeirinhos

Cerca de 7 mil moradores da região ribeirinha foram atendidos com mais de 15 tipos de serviços e procedimentos médicos pela Prefeitura de Porto Velho