Porto Velho (RO) domingo, 20 de setembro de 2020
×
Gente de Opinião

Saúde

Treze mil pessoas precisam ser vacinados contra a rubéola, alerta prefeitura



"Porto Velho, incluindo zona rural e urbana, ainda tem 13 mil pessoas  sem a imunização contra a rubéola. Isso representa muito perigo para a nossa população". O alerta é da coordenadora da Divisão de Imunizações da Secretaria Municipal de Saúde (Semusa), Goreth Marinho.

A Divisão de Imunização da Semusa mantém a vacinação em todas as unidades de saúde do município, de segunda a sexta-feira, de 8 às 17 horas. A equipe de vacinadores também vai a escolas e empresas, quando solicitada.
       
Desde que começou a vacinação contra a Rubéola, em agosto passado, quando o Ministério da Saúde realizou a primeira etapa nacional de vacinação contra a rubéola, os homens também foram chamados à responsabilidade e consciência sobre a importância da vacinação contra a rubéola. A vacina é de graça, mas milhares de pessoas não atenderam à campanha.     

Os perigos da Rubéola

A Rubéola é uma doença infecto-contagiosa também causada por um vírus. A transmissão ocorre de pessoa a pessoa por via respiratória. A pessoa infectada poderá apresentar febre não elevada, manchas vermelhas pelo corpo (chamado exantema), "ínguas" no pescoço e nuca após um período de 20 dias. Vários casos podem não apresentar os sintomas e a doença passar despercebida.

A Rubéola e a Síndrome da Rubéola Congênita são graves problemas de saúde pública na atualidade, em especial para as crianças nascidas de mães infectadas, que podem apresentar seqüelas como cegueira, surdez, retardo mental, má formação congênita, entre outras
    
A prevenção é feita através da vacinação. Um estudo desenvolvido pelo Ministério da Saúde detectou a necessidade de realizar uma campanha nacional de vacinação para homens e mulheres, na faixa etária de 20 a 39 anos, com o objetivo final de interromper a circulação do vírus da rubéola no país.
    
Em Porto Velho a conscientização da população atingiu apenas 85%. Ainda faltam vacinar cerca de 13 mil pessoas, destas, 4 mil estão na zona rural.  "É importante que a população saiba que a prevenção não custa nada e é a melhor maneira de se erradicar o vírus e que os homens precisam proteger suas mulheres, mães, irmãs e filhos, também se vacinando e evitando que eles venham a ter problemas em futuras gestações", finaliza Goreth Marinho.

Fonte: Ascom

Mais Sobre Saúde

SENAI garante manutenção de respiradores da rede pública do Estado

SENAI garante manutenção de respiradores da rede pública do Estado

A rede pública de Rondônia recebeu essa semana, seis respiradores pulmonares que passaram por manutenção do Serviço Nacional de Aprendizagem Industr