Porto Velho (RO) quinta-feira, 24 de setembro de 2020
×
Gente de Opinião

Saúde

Serviço especializado realiza mais de 300 cirurgias em joelho



O serviço ortopédico especializado em joelho implantado pelo governo de Rondônia, há menos de dois anos, realizou mais de 300 cirurgias. O atendimento é feito por uma equipe multidisciplinar e passa por diversas fases. O serviço pioneiro e de referência no Estado possibilita benefícios diretos para a população. Além da melhoria no atendimento, também permite economia para os cofres públicos. Antes os pacientes eram deslocados para outros Estados através do Tratamento Fora do Domicílio (TFD).

"A administração Ivo Cassol está trabalhando com responsabilidade. Essas cirurgias são complexas e a realização delas em Rondônia é importante não somente para os pacientes beneficiados, mas para todo o sistema de atendimento. Estamos evoluindo o setor com especialização e qualidade", observou Milton Moreira, secretário de Estado da Saúde.


Cirurgias realizadas no Hospital de Base


A equipe é formada por cirurgiões, ortopedistas, fisioterapeutas, enfermeiros e auxiliares. O grupo de Artroscopia realiza cirurgias complexas como: corretivas de eixo mecânico, osteotomias e lesões de ligamento, menisco e condrais. "As mais de 300 cirurgias foram realizadas no Hospital de Base Ary Pinheiro e as consultas na Policlínica Oswaldo Cruz. Para situações de emergências, como as de
fraturas de joelho, o Estado também mantém um grupo específico de atendimento", destacou Amado Rahhal, diretor geral do HB.


Cirurgia pioneira e equipamentos de qualidade internacional

O serviço de cirurgias especializadas em joelho foi implantado após aproximadamente um ano de planejamento. Todo o sistema de atendimento e logística de tratamento foi elaborado antecipadamente. Quando entrou em funcionamento, em junho de 2007, tanto a equipe de profissionais, quanto os equipamentos e locais para o atendimento estavam prontos.

"Quando começamos a pensar nesse projeto muitas pessoas não acreditaram que seria possível. Porém, não desistimos. Formamos as equipes, definimos as necessidades e começamos a desenvolver o trabalho. Para isso recebemos o total apoio da administração Estadual e o resultado foi positivo, pois atingimos mais de 300 cirurgias", afirmou Ramiros Sales, médico especialista em cirurgias em joelho.

O tratamento passa por diversas fases. A cirurgia é uma das etapas. Os pacientes têm atendimento pré e pós-operatório. O Estado também oferece, em parceria com a Faculdade São Lucas, o tratamento de fisioterapia. "Outro ponto de destaque é os equipamentos que usamos. O nosso Artroscópio, um investimento de quase um milhão de reais, é o melhor da região norte e comparável aos usados em grandes centros como São Paulo e Rio de Janeiro e até mesmo os de outros Países. É um equipamento de nível internacional. Isso é fundamental para termos cada vez mais resultados positivos", explicou o médico especialista.


Técnica pioneira na região norte do País


O serviço também oferece um método pioneiro em cirurgia de joelho. A técnica, de tendência americana, reconstitui ligamentos cruzados através de um feixe duplo. Esse modelo permite mais sucesso no tratamento chegando a 95% de pacientes totalmente recuperados. A técnica mais comum, a cirurgia de feixe simples, atinge 85%. "Essa técnica também é pioneira na região norte do País e somente feita em centros do sul e sudeste brasileiro", completou o cirurgião Ramiro Sales.


Cirurgia é fundamental para a continuação do sonho do futebol

Gilmar Gabriel, 24 anos, conhecido na profissão como Joel, é jogador de futebol profissional. Em setembro do ano passado, quando jogava pelo time de Espigão do Oeste disputou de bola, torceu o joelho e rompeu ligamentos. Para ele a cirurgia era a definição do futuro profissional e da concretização de um sonho.
"Quando me machuquei pensei que tudo tinha se acabado. Que meu futuro na profissão tinha ficado naquela bola dividida. Mas agora depois da cirurgia sei que vou ficar bom e voltar a jogar futebol em 04 meses. Se não fosse isso nem estaria mais sonhando em crescer na profissão. Pra mim o futebol é tudo e por isso me dedico e vou concretizar todos os meus sonhos", afirmou o jogador.


Fiquei preocupado, até reclamei com o presidente do clube


O atendimento também foi destacado pelo atleta. "Quando falaram que eu viria pra ser atendido no sistema público fique preocupado, até reclamei com o presidente do clube. Mas quando cheguei aqui minha opinião mudou. Fui muito bem atendido. Fiz consultas antes e depois da cirurgia e agora estou passando pela fisioterapia. Não tenho o que reclamar. Eles estão fazendo a coisa certa".

Fonte: Decom

Mais Sobre Saúde